- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
domingo, 14 / agosto / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img

ARAGUATINS: Ex-estudante do IFTO é confirmado como delegado do MDA no Tocantins

Mais Lidas

O ministro do Desenvolvimento Agrário (MDA) confirmou nesta quinta-feira, 3, o nome do ex-estudante do Instituto Federal de Educação Ciências e Tecnologia (IFTO) de Araguatins,  Agostinho Chaves, como representante do Ministério no Estado. Agostinho se formou em Técnico Agrícola no IFTO e já havia assumido provisoriamente o cargo de titular da Delegacia Federal do Desenvolvimento Agrário no Tocantins no último dia 04 de agosto. Nesta quinta-feira, com a presença do prefeito de Palmas, Raul Filho (PT) e do vereador Bismarque do Movimento (PT), o ministro Afonso Florence confirmou o nome de Agostinho com apoio do senador João Ribeiro.

A indicação do nome de Agostinho Chaves para a Delegacia do Ministério do Desenvolvimento Agrário no Tocantins foi feita pelos movimentos sociais do Estado, levada pelo vereador Bismarque. Agora endossado pelo senador João Ribeiro (PR) e pelo prefeito Raul Filho, Agostinho Chaves se diz confiante para exercer “plenamente a função”.

Raul Filho enfatizou ao ministro o perfil técnico de “eficiência e organização”, além de testemunhar o apoio político do Partido dos Trabalhadores do Tocantins à indicação do gestor.

João Ribeiro explicou ao ministro Afonso Florence que se apoiava “na forte capacidade de interlocução do vereador Bismarque junto aos movimentos sociais” e que uma “indicação dele, seguramente tem a representação política necessária para o cargo de representação do Ministério no Tocantins”. Além disto, “o perfil técnico de Agostinho Chaves o gabarita plenamente para o cargo”, endossou o senador ao ministro Afonso Florence.

Curriculum

Agostinho Chaves é formado em Técnico Agrícola, pelo Instituto Técnico Federal de Araguatins, com curso superior em Gestão Ambiental pela Universidade Católica do Tocantins, em Palmas. Antes de assumir a Delegacia do MDA, Agostinho Chaves trabalhou por cinco anos na Cooperativa Coopter, de Palmas e por dois anos foi gerente de Fiscalização Ambiental da Prefeitura de Palmas na gestão de Raul Filho. Também atuou como extensionista rural e consultor em programas de apoio e assessoria técnica para agricultores familiares no Pará e no Tocantins por mais de dez anos.

Função

A Delegacia Federal do Desenvolvimento Agrário representa o Ministério junto ao governo do Estado e Municípios, além de atuar junto às Organizações Sociais.  Cabe ao representante do MDA a fiscalização dos programas do Ministério no Estado: especialmente o Agricultura Familiar (Pronaf), Assistência Técnica e Extensão Rural na Agricultura Familiar e na Reforma Agrária (Pronater), Crédito Fundiário (PNCF), de Produção e Uso do Biodiesel, Documentação da Trabalhadora Rural (PNDTR), Territórios da Cidadania, Plano Safra e Brasil Sem Miséria Rural.

Meu objetivo final é fortalecer a agricultura familiar no Tocantins e cuidar para que a política de reforma agrária seja plenamente implantada no Estado, resumiu o novo delegado do MDA. “Meu compromisso é com o Governo Federal e com a agricultura familiar” disse Agostinho para o ministro.

- Publicidade -spot_img

1 Comentário

Assinar
Notificar-me
guest
1 Comentário
Mais antigo
Mais recente Mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
José Augusto Dionízio

AGRICULTURA FAMILIAR É A ESPERANÇA DOS MAIS POBRES – Parabens ao colega de profissão Agostinho Chaves, também sou Técnico em Agropecuária e a sua conquista por mérito, representa a felicidade e orgulho de todos os Técnicos Agrícolas e em Agropecuária do Tocantins e do Brasil, portanto lhe desejo sucesso e muito trabalho em defesa da agricultura familiar, não esquecendo é claro de olhar para a cidade de Ananás que, em razão de gestões engessadas, temos hoje, uma situação de pobreza e produção agricola deficitária, obrigando os mais pobres a enfrentarem os altos custos dos produtos alimnentares que deveriam ser produzidos nas propriedades locais, caso o município articulasse junto ao próprio MDA, incentivos e apoio para a produção de alimentos, no entanto, até as patrulhas mecanizadas destinadas para ANANAS, são utilizadas na coleta de lixo urbano, fato visível e presenciado por todos de ANANÁS, o que caracteriza desvio de finalidade e empobrecimento de um povo. Portanto, Senhor Delegado, carecemos da sua ajuda para rompermos com esses descasos aqui perpetrados contra a zona rural e a agricultura familiar de ANANÁS. Obrigado, tenha toda benção de Cristo na sua valorosa jornada e que seus objetivos sejam alcançados em prol do povo do Tocantins, pois a produção de alimentos para os trabalhadores representa libertação e inclusão social do homem do campo. Parabens.

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias