Connect with us

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Força Tática do 9º Batalhão completa cinco anos de atividades

Publicado

em

A equipe de Força Tática (FT) do 9º Batalhão de Polícia Militar (9º BPM) sediado em Araguatins, no Bico do Papagaio, completa nesta quinta-feira, 18, cinco anos de atividades na Unidade.

No dia 18 de fevereiro de 2016, a primeira equipe de Força Tática foi oficializada após formatura, na gestão do tenente-coronel Valdeonne Dias da Silva, na época major e comandante da 4ª Companhia Independente da PM (4ª CIPM).

O primeiro curso de FT promovido pela unidade contou com uma turma de 26 alunos. Na época o comandante-geral da PMTO era o coronel Glauber de Oliveira Santos. O coordenador do curso foi o subcomandante da Companhia Independente de Operações Especiais (CIOE), capitão Robson Santos Sousa.

Dentre os taticanos formados, 22 foram da PMTO; sendo 12 policiais militares da anfitriã 4ª CIPM; 10 de outras UPMs; dois militares da Polícia Militar do Estado do Maranhão, um militar da PM do Estado do Pará e um agente da Polícia Civil do Estado do Tocantins.

Ao longo desses cinco anos, a FT do 9º BPM produziu diversos resultados através da realização do policiamento ostensivo e atuação em ocorrências de maior complexidade, foram: 46 veículos apreendidos; 110 ocorrências de apreensões de entorpecentes, incluindo maconha, crack, cocaína, dentre outros; 164 pessoas presas em flagrante; e 64 armas de fogo retiradas de circulação.

Como entusiasta das causas sociais, todos os anos a equipe realiza além de outras ações, a corrida beneficente para ajudar crianças carentes com brinquedos no Dia da Criança, no mês de outubro. No ano de 2020, apesar da pandemia, o atual comandante da unidade, tenente-coronel Valdemi Silva Reis e o comandante de equipe, sargento Eritevalton Pimentel Matos, promoveram a corrida diferente, a IV Corrida da FT In off. A ação solidária arrecadou brinquedos através de doação e o sorteio dos brindes por meio de live.

Finalidade e missão da Força Tática

É o pelotão de patrulhamento tático subordinado diretamente ao Comandante do 9º BPM, Unidade Operacional da PMTO, e tem como missão principal realizar o policiamento ostensivo de maior complexidade e atuar em ocorrências que fujam do cotidiano normal da Unidade, excetuando as intervenções características da CIOE.

A equipe de Força Tática também atua fora da circunscrição da sua Unidade, podendo deslocar-se para apoiar outras áreas, desde que autorizados pelo Grande Comando a qual está subordinada.

O ingresso na Força Tática depende de aprovação no Curso de Força Tática, sendo exigido do policial militar o voluntariado, a capacidade de realizar trabalho em equipe, bom preparo físico, controle emocional e lealdade.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Aquiles e Elizabete tem contas de campanha reprovadas pela Justiça

Publicado

em

O prefeito de Araguatins, Aquiles da Areia (PP) e sua vice, Professora Elizabete (PSD), tiveram as contas da campanha, reprovadas pela Justiça Eleitoral. A decisão foi publicada na última quinta, dia 18, no Diário de Justiça.

Segundo a decisão, foram identificadas diversas falhas, algumas chegaram a ser sanadas, porém as seguintes irregularidades se destacam pela gravidade, como: Existência de dívida de campanha sem a assunção regular pelo partido político, inclusive no que se refere à apresentação de autorização do órgão nacional, acordo expressamente formalizado (origem e valor da obrigação, dados e anuência dos credores), cronograma de pagamento e quitação que não ultrapasse o prazo fixado para a prestação de contas da eleição subsequente para o mesmo cargo, e indicação da fonte dos recursos que serão utilizados para a quitação do débito assumido.

Consta na decisão que Aquiles e Elizabete, não apresentaram documentos que comprovem a regularidade de aplicação dos recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha ou irregularidade nos documentos apresentados para comprovar a referida aplicação dos recursos públicos.

Outro ponto que provocou reprovação foi a extrapolação do limite de gastos correspondeste a 113,87%.

A Justiça ainda determinou que Aquiles e Elizabete paguem ao Tesouro Nacional do valor apurado correspondente ao Fundo Especial de Financiamento de Campanha em R$ 78.305,00 (Setenta e Oito Mil Trezentos e Cinco Reais), além de serem multados no valor de R$ 56.432,21 à título de violação ao limite de gastos efetuados na campanha eleitoral.

Cabe recurso da decisão.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ANANÁS: Tio é indiciado por tentar matar o sobrinho

Publicado

em

Um homem de 52 anos de idade, suspeito pela prática dos crimes de homicídio tentado e lesão corporal leve, foi preso pela por Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da 18ª Delegacia de Ananás, no Bico do Papagaio, na tarde da última segunda-feira, dia 22, naquela cidade. A prisão se deu em virtude de cumprimento a mandado de prisão preventiva, logo após o indiciamento do suposto, por meio de inquérito policial instaurado pelo delegado-chefe da 18ª DPC, Teofábio Alves Siqueira.

Conforme a autoridade policial, o inquérito que apurava as circunstâncias de um crime de homicídio tentado, seguido de lesão corporal leve, fatos ocorridos no dia 10 de dezembro de 2020, no Bairro Quatro Bocas, em Ananás, foi instaurado logo após a vítima, que é sobrinha do principal suspeito, comparecer até a sede da 18ª DP e relatar os fatos que se sucederam no dia 10 de dezembro, por volta das 17h30.

“Logo que tomamos conhecimento dos fatos, passamos a investigar a autoria do crime, sendo que, após ouvir a vítima e demais testemunhas, constatamos que os delitos haviam sido praticados, em tese, pelo homem de 52 anos que é tio da vítima”, relatou o Delegado. Dessa forma, após algumas semanas de investigações, o delegado Teofábio e sua equipe concluíram as investigações e a autoridade policial representou junto ao Poder Judiciário pela prisão do suspeito, a qual foi deferida e cumprida nesta segunda-feira.

O crime

Conforme apurado pela Polícia Civil, no dia dos fatos, a vítima estava transitando em sua motocicleta, acompanhada por seu filho de apenas dois anos de idade, quando passou em frente à casa do seu tio e principal suspeito. Nesse momento, o homem saiu de sua residência portando uma espingarda e passou a xingar a vítima, ao mesmo tempo em que engatilhou a arma. Percebendo o perigo que corria, a vítima acelerou a motocicleta tentando fugir, mas foi atingida na panturrilha pelo tiro disparado por seu tio. Na ação, a criança de dois anos também ficou ferida por estilhaços do projétil. Porém, ambos foram socorridos até o hospital, onde foram medicados e sobreviveram ao ataque.

Motivação

Segundo o apurado pelos policiais civis da 18ª DP, o crime teria sido motivado por desentendimentos entre o autor e a vítima, uma vez que, dias antes do fato, a vítima teria se envolvido em uma confusão com o filho do autor, fato que despertou a ira do suspeito fazendo com que ele viesse, em tese, a cometer o crime

Após a realização das providências legais cabíveis, o indivíduo foi encaminhado à Cadeia Pública de Tocantinópolis, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário. O inquérito será encaminhado ao Poder Judiciário e ao Ministério Público para a adoção das providências que o caso requer.

Continue lendo

Bico do Papagaio

Defesa Civil define regras para Prefeituras do Bico formalizarem Brigadas de Incêndio

Publicado

em

O Governo do Tocantins, por meio do Corpo de Bombeiros Militar e Defesa Civil Estadual, já tem definidas as regras para as Prefeituras que vão formalizar as Brigadas de Combate a Incêndio em 2021. A Portaria com as especificações foi publicada nessa terça-feira, 23, no Diário Oficial.

Com a pandemia da Covid-19, o documento é um passo a passo para que os brigadistas sejam, além de contratados, formados para a missão durante o período de combate às queimadas urbanas e rurais no Tocantins.

Entre as regras definidas, está a que garante às Prefeituras o poder de recontratar quem já atuou em 2019 e 2020, sem a necessidade de uma nova participação no curso de Formação de Brigadista junto à Defesa Civil Estadual.

“Essa medida tem uma grande importância para a corporação e para os municípios, pois vai refletir em economia para todos, visto que, assim, não teremos a necessidade de executar boa parte dos gastos com capacitação e poderemos contar com centenas de brigadistas que já estão preparados para a lida”, afirmou o coronel Reginaldo Leandro da Silva, comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar e coordenador estadual de Proteção e Defesa Civil.

Um levantamento da Defesa Civil Estadual revela que 815 brigadistas treinados ainda em 2019, poderão ser recontratados pelas Prefeituras, agora, em 2021. E o mesmo vale para quem já fez parte das Brigadas em 2020. São cerca de 600 homens em condições de atuar.

Ao todo, ano passado, foram capacitados pela Defesa Civil 348 brigadistas contratados pelas Prefeituras, 218 ligados ao Exército Brasileiro (Palmas), e 75 ligados à Marinha do Brasil.

“Estamos dizendo aos municípios que há pessoas prontas e nós não precisamos ir às cidades formar as brigadas. São centenas de homens aptos para o combate. É uma opção que estamos sugerindo, mas se a Prefeitura quiser contratar novos brigadistas, ela terá que solicitar nova capacitação e nós vamos ofertar o curso para aqueles que não estão na relação disponibilizada”, explicou o tenente-coronel Erisvaldo Alves, coordenador-adjunto da Defesa Civil Estadual.

Entre alguns critérios para os interessados em ser brigadistas, a Portaria define que é preciso ter idade entre 18 e 50 anos, ser alfabetizado e ser capaz de executar as atividades em campo.

Na fase preparatória das brigadas, cada integrante participa das aulas teóricas e práticas, com conteúdos relacionados à prevenção e combate a incêndio, técnicas de combate, conceito do fogo, primeiros socorros, entre outros. Ao todo são 24 horas de capacitação, sendo que o aproveitamento mínimo de cada um deverá ser de 70%. À Prefeitura cabe cuidar de toda a parte logística relacionada ao curso. (Com informações e imagens de Luiz Henrique Machado)

Continue lendo
publicidade Bronze