Connect with us

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: IFTO/EAFA completa 33 anos

Publicado

em

Com a missão de proporcionar desenvolvimento educacional, científico e tecnológico no Estado do Tocantins por meio da formação pessoal e qualificação profissional, há mais de três décadas o Campus Araguatins do IFTO, antiga Escola Agrotécnica Federal de Araguatins (EAFA) têm construído diariamente sua história, formando centenas de profissionais e promovendo ações importantes para melhoria das condições de vida na região do Bico do Papagaio. Nesta quinta-feira, 25 de março, a instituição completará 33 anos, e a expectativa é que sua atuação seja expandida.

Hoje, a unidade de Araguatins do IFTO conta com mais de 1000 estudantes e oferece os seguintes cursos: Técnico em Agropecuária e técnico em Redes de Computadores Integrados ao Ensino Médio, Técnico em Agropecuária Subsequente, licenciaturas em Ciências Biológicas e Computação, bacharelado em Engenharia Agronômica e cursos de pós-graduação em Ensino de Ciências da Natureza e Matemática e Desenvolvimento de Sistema. Além disso, são ofertados, pontualmente, cursos de Formação Inicial Continuada (FIC).

De acordo com o diretor-geral, Josafá Carvalho Aguiar, há um projeto para implantação de um programa de mestrado nos próximos anos. Para o diretor, a oferta crescente de cursos pela instituição comprova seu compromisso com verticalização do ensino.

No entanto, sua atuação não se limita ao ensino, mas envolve também projetos de extensão voltados para o fortalecimento do relacionamento da instituição junto à comunidade e pesquisas que têm como objetivo apresentar soluções tecnológicas e/ou científicas a partir de uma problemática, sendo orientadas por uma metodologia científica.

Assistência Estudantil

É válido destacar que uma das preocupações da unidade de Araguatins do IFTO é garantir o ingresso e também a permanência de seus estudantes. Nesse sentido, por meio do programa de Assistência Estudantil são ofertados serviços e auxílios financeiros aos estudantes durante sua trajetória formativa.

Campus Araguatins na pandemia do novo coronavírus

Neste ano, mesmo com a pandemia do novo coronavírus, a instituição não paralisou suas atividades, ofertando aulas remotas e desenvolvendo seus projetos e pesquisas, respeitando as limitações em decorrências das medidas de segurança para evitar a contaminação pela Covid-19.

História

A Escola Agrotécnica Federal de Araguatins, foi inaugurada em 25 de março de 1988, iniciando as suas atividades apenas com parte das obras concluídas e um quadro reduzido de pessoal que acumulava funções para que a Escola pudesse funcionar normalmente mesmo com sacrifício de todos. Como a Escola ainda não tinha estrutura suficiente para a admissão de um grande número de alunos, a primeira turma formada foi de 54 técnicos.
Em 29 de dezembro de 2008 com a sanção da Lei n° 11.892, que instituiu a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica e criou os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, a EAFA passou a integrar o Instituto Federal do Tocantins.

Nossos estudantes e egressos

A importância do IFTO, em especial da unidade Araguatins, pode ser observada em relatos de seus egressos, como o professor Edvar de Sousa, ele que hoje faz parte do quadro efetivo de docentes do IFTO, foi estudante do curso Técnico Agrícola da turma de 2003, para ele a EAFA/IFTO ofereceu condições e o inspirou para que, após a conclusão do curso técnico integrado ao ensino médio, pudesse ser aprovado em concurso público e ingressasse em um programa de mestrado seguido de doutorado.

Já para a egressa do curso de licenciatura em Ciências Biológicas, Marinara Cabral, o Campus Araguatins foi imprescindível para a concretização dos meus sonhos pessoais e profissionais, “a instituição viabilizou uma formação acadêmica/profissional de qualidade, bem como uma formação humana, por meio não apenas de uma grade curricular rica e profissionais qualificados, mas como uma instituição com pessoas humanas que acolhem, acompanham e proporcionam um mundo de possibilidades. Meu sentimento sempre será de eterna gratidão a toda essa família IF e por todas as oportunidades e ensinamentos proporcionados pelo IFTO- Campus Araguatins”, declarou com empolgação a egressa.

O Campus Araguatins conta, também, com a expectativa de estudantes novatos como a Natalia Lopes de Alcântara do 1º ano do Curso Técnico em Redes de Computadores. Para ela “o IFTO é uma instituição de grande prestígio, ainda mais pela competência de seus funcionários e espero ser acolhida presencialmente tão bem quanto fui acolhida de forma on-line. Acredito que mesmo com as dificuldades da pandemia conseguirei o sucesso esperado com a ajuda do IFTO”, declarou a estudante.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Policiais militares do 9º BPM são vacinados contra a Covid-19

Publicado

em

Policiais militares do 9° Batalhão da PM (9º BPM), com sede em Araguatins, no Bico do Papagaio, estão desde a semana passada sendo beneficiados com a imunização da primeira dose da vacina Coronavac–Sinovac/Butantan, contra a Covid-19. A vacinação teve início na tarde da última sexta-feira, 09, e o procedimento é para os militares voluntários do serviço operacional, conhecido como “linha de frente do serviço”.

As doses para os policiais militares em cada uma das localidades foram disponibilizadas pelas Secretarias Municipais de Saúde de Buriti, Praia Norte, São Bento e Araguatins.

Em Araguatins a ação realizada pelos profissionais da saúde do município aconteceu inicialmente no Serviço Especial de Saúde Pública (SESP). De agora em diante, sob orientação da Secretaria Municipal, em consonância com a Nota Técnica nº 297/2021 do Ministério da Saúde, a vacinação acontecerá na sede do quartel do 9º BPM, através do sistema Drive Thru, a fim de evitar aglomerações.

Conforme o comandante do 9º Batalhão da PM, tenente-coronel Valdemi Silva Reis, com a vacinação dos 48 policiais militares nesta sexta-feira, sobe para 80 o número de militares já imunizados com a primeira dose.

O Tenente-Coronel Reis, destaca ainda, que “conforme o cronograma de vacina, a nossa missão é dar continuidade a imunização dos nossos profissionais da segurança pública na região do Bico do Papagaio, até alcançar todo o nosso efetivo, entre eles, o serviço administrativo”. O comandante Reis enfatiza ainda: “Não deixaremos ninguém para trás. Estamos seguindo a meta traçada pelo Comandante-Geral da PMTO, coronel Silva Neto e cumpriremos a missão”.

Continue lendo

Bico do Papagaio

AUGUSTINÓPOLIS: Exames de mamografia no HRAug estão parados

Publicado

em

A Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO) apresentou Recomendação ao Estado para regularização da demanda reprimida de exames de mamografia no Hospital Regional de Augustinópolis (HRAug), bem em como nos regionais de Araguaína, Dianópolis, Gurupi e Palmas.

No pedido, a Defensoria solicita um plano de ação e o cronograma dos exames para pacientes na lista de espera, além dos novos pacientes inseridos após a suspensão dos procedimentos; requer, também, apresentação da programação da realização dos exames dos pacientes que ainda não foram inseridos na fila, a fim de organizar as demandas futuras que vierem a surgir. 

Segundo o defensor público Freddy Alejandro Solórzano Antunes, a realização do exame de mamografia ajuda a detectar possíveis sinais de câncer de mama antes mesmo de o nódulo ser formado. “A detecção precoce se baseia na premissa de que há maiores chances de cura, sobrevida e qualidade de vida quando o câncer é diagnosticado oportunamente”, reforça o defensor público.

A Recomendação foi protocolada na terça, 13, e estipula o prazo de 20 dias para respostas.

A Defensoria orienta que, se algum paciente estiver aguardando a realização do referido exame ou o resultado e o Sistema Único de Saúde estiver demorando fornecer, pode procurar a Instituição para poder auxiliá-lo.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou que os atendimentos ambulatoriais foram suspensos em virtude da pandemia do novo coronavírus, exceto para alguns atendimentos, incluído a oncologia.

A SES ressaltou que o mamógrafo do HRAug está em manutenção e a unidade já organiza para retorno dos exames para o mês de maio. As consultas com mastologista estão ocorrendo de forma regular.

Continue lendo

Bico do Papagaio

Governo Federal sanciona lei que permite alocação de cargos para que UFNT comece a funcionar

Publicado

em

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), sancionou uma nova lei complementar para permitir a alocação de pessoal para tornar possível o funcionamento da Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFNT). A decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (14).

A UFNT foi criada a partir da divisão da estrutura da atual Universidade Federal do Tocantins (UFT), em 2019. Desde então, estão sendo realizados procedimentos administrativos para separar as duas instituições. Um dos entraves era que a declaração de calamidade pública por causa da pandemia de Covid-19 suspende a alocação dos cargos e por isso a instituição ficou sem ter como realizar concursos para os profissionais de que precisa para funcionar de forma independente.

Além da UFNT, a situação afetava ainda as universidades de Catalão (GO), Jataí (GO), Rondonópolis (MT) e Delta do Parnaíba (PI), todas recém-criadas. Com a sanção da lei, elas também serão beneficiadas e poderão fazer as alocações.

O mesmo texto permite ainda concurso público para a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). Esta empresa pública é vinculada ao Ministério da Educação e presta serviços gratuitos de assistência médica, hospitalar, ambulatorial e de apoio diagnóstico e terapêutico nos hospitais das universidades federais. No Tocantins, o Hospital de Doenças Tropicais em Araguaína, por exemplo, é administrado pela Ebserh.

A Secretaria-Geral da Presidência da República esclareceu que “a norma apenas excepciona, para situações muito específicas, dispositivos da Lei Complementar nº 173, de 2020. Permanecem as exigências de conformação com a LRF, a LDO, a LOA, a PEC do Teto e, até mesmo, de outros dispositivos da Lei Complementar que se está alterando”. (G1)

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze