- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
quarta-feira, 06 / julho / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img

ARAGUATINS: Jair Acácio esclarece sobre Aquiles não compor Mesa em lançamento de Ian

ELEIÇÕES 2018

Mais Lidas

Na noite deste domingo, 9, o ex-vereador Jair Acácio, pai o vereador e candidato a deputado estadual, Ian Cavalcante (PPS), se pronunciou por meio de nota, sobre questionamentos relativos ao cerimonial do lançamento da campanha de Ian, na noite de sábado, 8, não ter convidado o empresário Aquiles da Areia (PRB), que é candidato a segundo suplente na chapa de César Halum (PRB), para compor a mesa, já que ele estava no evento.

Leia a nota:

Há uma disparidade enorme entre a política e a religião católica. Na religião, um santo serve em qualquer altar. No palanque político é totalmente diferente: você não tem espaço para apoiar dois candidatos ao mesmo cargo ao mesmo tempo. Também, na política, você tem que escolher o palanque em que quer subir e defender seus ideais com unhas e dentes; um direito que a democracia permite a todos nós. Até no amor um coração dividido traz sofrimentos, ingratidão que sem dúvida alguma termina em solidão. Hoje, ao chegar na feira, fui questionado por um correligionário do nosso grupo junto com Aquiles, porque o mesmo não foi convidado a participar da composição da mesa do lançamento da candidatura do Ian Cavalcante.  Disse-lhe que foi uma questão de respeito que temos pelo Aquiles. Poderíamos tê-lo colocado numa situação difícil. Ele não apoia ninguém que ali estava, em todos os ângulos; qual seria seu discurso ali?. Para preservá-lo, não o convidamos; mas, ficamos muito gratos pela sua presença. Haja vista que, há muito, temos sentido a nossa insignificância. Hoje, ele se encontra no palanque de todos os nossos adversários do passado. Certamente que medimos o palanque de lá e não encontramos espaço pra nós.  Rui Barbosa, um grande mestre no direito, disse: “Amei e fui amado, perdoei e fui perdoado. Jamais perdoarei as opiniões perseguidoras, porque os homens passam e as opiniões duram, os homens perecem, as opiniões germinam”. Por tanto, a nossa ausência no futuro político não será vista, e nem sentida pelo fato de que no mundo material, que não acreditamos, a posição social e financeira poderá comprar tudo, menos a honra e a dignidade dos homens, mulheres e os jovens de bem, que acreditam no futuro desta terra, e não se deixarão ser levados pela estupidez, falta de educação e respeito ao seus pares.

Jair Acácio

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias