Connect with us

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Moradores da 31 de Março reclamam de criação de porcos

Publicado

em

Moradores da rua 31 de Março nas proximidades do cruzamento com a rua Getúlio Vargas, fizeram contato com o site para denunciar a inoperância da Vigilância Sanitária, Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Naturatins, quanto a criação ilegal de suínos nesta região da cidade, praticada por alguns moradores.

Segundo os denunciantes, várias solicitações verbais e por escrito, foram encaminhadas aos orgãos e nada foi feito. Além de doenças, o mau odor é forte e desagradável, causando diversos incomodos durante o dia, afirmaram os moradores que fotografaram os locais. Outro ponto abordado pelos moradores foi que os dejetos dos porcos escorrem para um brejo que desagua no Rio Taquari.

“A comunidade sofre mais nas épocas das chuvas pois o mau cheiro fica insuportavél em todo o setor. Pedimos as autoridades que seja tomada as medidas possíveis para resolver este problema de Saúde Pública”, disseram os moradores.

Os efeitos

A criação de porcos na zona urbana pode causar a Neurocístisercose. Essa patologia  é transmitida pelo suíno. Os porcos se infestam ao ingerir fezes humanas que contém ovos da Taenia solium, os quais se transformam em larvas (cisticercos) e se instalam nos músculos onde produzem cisticercose e no cérebro onde produzem neurocisticercose.

Os problemas sanitários são preocupantes com a criação de suínos na zona urbana de Araguatins. Por se tratar de uma produção clandestina, as condições higiênicas (resíduos e sujeiras junto às moradias) e ambientais próprias da produção devem ser consideradas na hora de se avaliarem tanto a qualidade de vida do criadores, quanto o estado sanitário dos porcos que são consumidos ou comercializados.

Os restos de comida provenientes das residências e estabelecimentos comerciais como padarias, supermercados, restaurantes, restos de peixes, frutas e verduras são em sua maioria a alimentação desse tipo de porcos criados na zuna urbana, onde os criadores realizam, em suas moradias, a separação-classificação do alimento, sem nenhum controle. Apesar de se tratar de matérias orgânicas putrescíveis, criadores de porcos urbanos não realizam nenhum tipo de tratamento nos alimentos que entregam a seus porcos.

Vale lembrar que o armazenamento de alimento realizado em condições precárias pode originar problemas com roedores e insetos, agravados pelas características urbanas onde se desenvolve a atividade. Além disso, a estrutura de comercialização e os modos de preparo e consumo devem ser considerados como importantes oportunidades de possíveis problemas sanitários e contaminação.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
20 Comments

Bico do Papagaio

PRAIA NORTE: Homem de 23 anos morre após levar facada no peito

Publicado

em

Um homem de 23 anos foi morto com uma facada no peito neste sábado (16) em Praia Norte, na região do Bico do Papagaio. Após ser ferida a vítima conseguiu anda por cerca de 500 metros e pedir ajuda, mas não resistiu. Ainda não há suspeitos do crime.

O homicídio aconteceu por volta das 6h30 na rua Dom Pedro II, próximo de um comércio no centro da cidade. A Polícia Militar informou que encontrou a vítima caída no chão com uma perfuração abaixo do peito esquerdo. Uma testemunha relatou ter saído de casa pela manhã e a vítima caminhou em sua direção, mas logo depois caiu no chão.

A ambulância do município ainda foi chamada, mas quando chegou o jovem tinha morrido. A PM foi até o local onde a vítima tinha sido esfaqueada, mas ninguém deu pistas do autor do crime. A perícia foi chamada e o caso informado à Polícia Civil.

Continue lendo

Bico do Papagaio

Municípios do Bico são orientados para preenchimento dos Termos de Adesão ao Programa Criança Feliz

Publicado

em

A Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), informa aos gestores municipais de assistência social, dos municípios tocantinenses elegíveis e interessados em aderir ao Programa Criança Feliz, que o Termo de Aceite do Programa Criança Feliz/Primeira Infância no Sistema Único de Assistência Social (Suas), para os municípios que ainda não aderiram, bem como a solicitação para ampliação das metas, aos que já têm adesão já estão disponíveis no site do Ministério da Cidadania.

A coordenadora do Criança Feliz no Tocantins, Katilvânia Guedes, informa que o prazo de adesão se encerra em 31 de dezembro de 2021 e orienta, aos gestores, que preencham o Termo de Adesão no prazo determinado e o quanto antes. “Os gestores devem preencher o documento o mais cedo possível, porque há um limite de metas e de vagas de adesão, conforme disposição orçamentária e financeira do Ministério da Cidadania, para o financiamento do Programa Criança Feliz nos municípios”, alerta.

Os critérios para elegibilidade estão dispostos na Portaria MC n° 664, de 2 de setembro de 2021, que consolida os atos normativos do Programa Criança Feliz (PCF) e apresenta os critérios de elegibilidade e adesão municipal, referenciados nos artigos 29 ao 31: Art. 29. (Com informações de Eliane Tenório)

Continue lendo

Bico do Papagaio

AUGUSTINÓPOLIS: AGETO diz que iniciou última fase de recapeamento da Avenida Goiás

Publicado

em

O perímetro urbano de Augustinópolis já está recebendo os serviços de imprimação e aplicação de CBUQ (concreto betuminoso usinado a quente), que é o asfalto popularmente dito. Os maquinários pesados estão executando todo trecho da TO-201, que compreende a Avenida Goiás, principal via da cidade. Esses serviços são executados pela Agência Tocantinense de Transporte e Obras (Ageto).

Caso as condições climáticas permitam, a previsão é de que os serviços sejam concluídos em 10 dias.

O trajeto tem cerca de 7 km, somando os dois lados da pista. Os serviços de reconstrução também contam com o processo de revitalização do canteiro central.  A obra, além de garantir o melhor tráfego de veículos e incentivo ao turismo, irá melhorar a qualidade de vida dos moradores locais.

A obra em Augustinópolis faz parte de um projeto que prevê a reconstrução de perímetros urbanos de rodovias em quatro municípios. Além dessa cidade, Axixá, Ananás e Araguatins também serão beneficiadas pelos trabalhos.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze