Connect with us

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Palestras virtuais sobre estratégias metodológicas no ensino remoto no IFTO

Publicado

em

Mesmo com as limitações impostas pela Covid-19, o Programa de Residência Pedagógica da unidade de Araguatins do IFTO tem realizado suas atividades juntos aos estudantes residentes do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas. Nesse sentido, serão promovidas nos dias 9, 12 e 16 de abril palestras sobre Ensino de Ciências: estratégias metodológicas utilizadas no ensino remoto, com as apresentações das professoras: Moab Machado, Magali Cabral e Núbia Correia, respectivamente, via google meet, das 17h30 às 19h, nos seguintes links: meet.google.com/vkj-icap-qwd (dia 9), meet.google.com/aah-gidt-nhm (dia 12) e meet.google.com/tdg-vrmv-xuz (dia 16)

O programa é uma das ações que integram a Política Nacional de Formação de Professores e tem por objetivo induzir o aperfeiçoamento da formação prática nos cursos de licenciatura, promovendo a imersão do licenciando na escola de educação básica, a partir da segunda metade de seu curso (CAPES, 2020).

O Projeto é desenvolvido em 18 meses, e dentro desse período é dividido em três módulos (seis meses cada um). Apesar da suspensão das aulas presenciais na unidade de Araguatins, como também nas escolas parceiras, as atividades estão acontecendo normalmente, com etapas de preparação e reuniões de forma on-line, e as atividades como observação e regência acontecem conforme é a orientação da escola: se realizam as aulas via meet ou por meio de entrega de roteiros de estudo. Os acadêmicos residentes, apesar das dificuldades com esse novo método de ensino, estão tendo uma experiência enriquecedora.

Para o aperfeiçoamento dos residentes têm sido realizadas palestras virtuais sobre várias temáticas relacionadas à atuação docentes. Na unidade Araguatins do IFTO, o programa é coordenado pelas professoras Janaina Costa e Juliana Barros.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

BURITI: Vice assume Prefeitura após prefeita se afastar para tratar Covid

Publicado

em

O vice-prefeito de Buriti, no Bico do Papagaio, assumiu nesta quarta, 5, o comando do município, após a prefeita Lucilene Gomes (SD), se licenciar do cargo para tratar da Covid-19.

A gestora foi levada na semana passada para um hospital em Goiânia, no estado de Goiás, junto com seu marido, o ex-prefeito Alvimar Cayres Almeida, o Mazin, para tratamento.


Segundo informações de pessoas próximas a gestoras, ela teria recebido alta hospitalar e estaria acompanhando o reestabelecido do marido, que tem alta prevista para sexta, dia 7.

O casal deve permanecer em Goiânia ainda alguns dias para observação médica.

Continue lendo

Bico do Papagaio

Municípios do Bico podem solicitar ao FNDE retomada de obras inacabadas

Publicado

em

A Resolução n° 03/2021, aprovada pelo Conselho Deliberativo do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (CD/FNDE), abre prazo para que estados, municípios e o Distrito Federal solicitem a retomada de obras inacabadas de infraestrutura educacional. Os entes federativos têm até dia 30 de setembro deste ano para encaminhar os pedidos ao FNDE para a repactuação de termos de compromisso com vistas à conclusão dessas construções.

A área técnica da autarquia estima que mais de 1.200 obras podem ser beneficiadas pela iniciativa. “O mais importante é poder entregar à população brasileira construções relevantes para a educação básica pública. São escolas, creches e outros espaços educativos que não podem ficar pela metade. Precisamos fazer um esforço para concluir essas obras, que vão aprimorar a infraestrutura educacional de estados e municípios, contribuindo assim para a melhoria da educação brasileira”, comenta o presidente do FNDE, Marcelo Ponte.

Cabe esclarecer que as obras inacabadas são aquelas que tiveram início, mas não foram finalizadas até o fim da vigência do instrumento pactuado com o FNDE. Com o vencimento, os entes federativos não podem mais receber recursos do governo federal para terminar essas edificações. Agora, abre-se a possibilidade de se firmar novos termos de compromisso para garantir a conclusão das obras.

Só podem ser repactuadas as construções com execução física superior a 20%. “Os entes federativos também devem concordar em investir recursos próprios para a conclusão das obras, considerando que o FNDE só pode repassar valores até o limite estabelecido no termo de compromisso original, cuja vigência expirou”, ensina o diretor de Gestão, Articulação e Projetos Educacionais do FNDE, Gabriel Vilar.

As solicitações para a retomada de obras inacabadas devem ser feitas por meio do Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle do Ministério da Educação (Simec). Para firmar os novos termos, os interessados precisam, ainda, apresentar laudo técnico, acompanhado da respectiva Anotação/Registro de Responsabilidade Técnica, atestando o estado atual da obra inacabada e, se for o caso, a viabilidade da reformulação do projeto que utilizou a metodologia construtiva inovadora para a metodologia convencional.

Continue lendo

Bico do Papagaio

WANDERLÂNDIA: 11ª morte por Covid-19 é oficializada

Publicado

em

Nesta quarta, 5, a Secretaria de Estado da Saúde (SES), oficializou a morte do 11ª paciente de Wanderlândia, no Bico do Papagaio, por Covid-19.

A morte é de uma mulher de 68 anos, sem comorbidades relatadas. O óbito aconteceu dia 30 abril, no Hospital Municipal de Araguaína.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze