A Polícia Civil do Tocantins cumpriu nesta sexta-feira, 26, um mandado de busca e apreensão em Araguatins, no Bico do Papagaio, envolvendo um ex-servidor lotado na extinta Secretaria Geral de Governo no ano passado. As investigações fazem parte da Operação Catarse, que investiga crimes contra a administração pública estadual.

A Polícia não divulgou o nome do acusado.

De acordo com o delegado Thyago Bustorff, titular da unidade especializada em investigações criminais de Araguatins e responsável pelo cumprimento da medida judicial, o investigado foi contratado como servidor temporário em março de 2018, tendo seu contrato declarado extinto em abril do mesmo ano, porém, houve publicação de portaria, em 16 de maio de 2018, excluindo o servidor de ato declaratório de extinção do contrato e, assim, restaurando o termo de compromisso de serviço público de caráter temporário. “De acordo com o depoimento colhido do investigado, ele afirmou que recebia salário de R$ 1,5 mil, mas nunca realizou suas funções e continuava residindo em Araguatins”, ressaltou. 

As investigações que resultaram no cumprimento do mandado desta sexta-feira, 26, foram conduzidas pela unidade especializada na repressão a crimes contra a administração pública. (Wherbert Araújo)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.