- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
terça-feira, 05 / julho / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img

ARAGUATINS: Rocha Miranda e Lindomar Madalena teriam recebido propina de contratos do transporte escolar

Mais Lidas

Alvos da Operação Catilinárias, nesta quinta-feira, 19, realizado pela Polícia Federal e pela Controladoria-Geral da União (CGU), os ex-prefeitos de Araguatins, Rocha Miranda e Lindomar Madalena, são suspeitos de receberem propina de contratos de transporte escolar executados pela empresa Associação dos Transportadores de Escolares do Nível Fundamental, Médio e Superior do Estado do Tocantins (ATEC/TO).

Segundo as investigações, Eduardo Luiz Cançado de Oliveira teria apresentado ao prefeito de Araguatins à época, Francisco da Rocha Miranda, o esquema de desvio de valores, sendo que, em 09/02/2010, a ATEC/TO participou do Processo 0555/2010, sagrando-se vencedora (Contrato nº 19/2014), em que o contrato teria sido prorrogado até o ano de 2012, perdurando o esquema fraudulento em tal período, ajustando-se o valor mensal de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) destinado a Rocha Miranda. O valor da suposta propina, seria transferido por meio de depósito em conta bancária de um parente, além de o ex-gestor municipal ter indicado todos os associados (subcontratados).

Em 2013, durante a gestão de Lindomar Lisboa Madalena, a ATEC/TO venceu o Pregão Presencial 004/2013, cujo contrato teria sido prorrogado até o ano de 2014. Em 2015 e 2016, a ATEC/TO, representada por Willian da Silva Alves, venceu, respectivamente, os Pregões Presenciais 009/2015 e 010/2016. Em todos estes contratos, segundo a PF e a CGU, teria ocorrido superfaturamento, tendo como possível beneficiário Lindomar Lisboa Madalena, por meio de depósitos bancários realizados na conta de Raynara Maria Alves Madalena (filha) e Alesson Reis Rocha.

Estão sendo cumpridos 73 mandados de busca e apreensão em outras 8 cidades, endo três no Bico: Xambioá, São Bento e Riachinho, sendo praticado o mesmo tipo de ação.

Os trabalhos contam com a participação de 260 policiais federais e de 11 auditores da CGU.

Rocha Miranda e Lindomar Madalena ainda não se pronunciaram sobre as acusações. O espaço ficar aberto para que ambos possam se pronunciar.

- Publicidade -spot_img

2 Comentários

Assinar
Notificar-me
guest
2 Comentários
Mais antigo
Mais recente Mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Wátilla Jamil

Rapaz o meu irmão Alesson Reis Rocha tá nessa por engano, ele trabalhou em contrato com a prefeitura foi mandato de Cláudio Santana, nossa família toda era oposição a Lindomar nessa época e ele não tem nada haver com a história, talvez fizeram ligação por causa do sobrenome “Rocha”, mas nos não temos nenhum parentesco com Rocha Miranda.

Wátilla Jamil Reis Rocha

Rapaz o meu irmão Alesson Reis Rocha tá nessa por engano, ele trabalhou em contrato com a prefeitura foi mandato de Cláudio Santana, nossa família toda era oposição a Lindomar nessa época e ele não tem nada haver com a história, talvez fizeram ligação por causa do sobrenome “Rocha”, mas nós não temos nenhum parentesco com Rocha Miranda.

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias