Connect with us

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: TO terá em 2018 eleição mais surpreendente da história, diz Márlon Reis

Publicado

em

Ao abordar o processo eleitoral de 2018 no Tocantins, o ex-juiz de Direito e advogado Márlon Reis, 47, defendeu que o Estado terá no próximo ano o pleito mais surpreendente de sua história. “Temos um cenário todo diferente para 2018. Primeiro que será um processo vigiado. As doações deverão ser discriminadas online em até 72 horas após o recebimento. Segundo, não haverá doação empresarial, ou seja, o dinheiro de empreiteiras como a Odebrecht e de empresas, por exemplo, Friboi não existirá mais. Com isso, não haverá mais gastos astronômicos. Isso sem contar a rejeição a esses políticos tradicionais”, disse.

Ao justificar os argumentos, o ex-juiz que nasceu em Pedro Afonso (TO) e foi idealizador e relator do projeto da Lei da Ficha Limpa comentou que cada vez mais a compra de voto será reduzida, como também diminuirá os gastos das campanhas mais ricas. “Na eleição de 2016 já aconteceu uma redução proporcional de gastos. Em 2018, por toda essa vigilância e o fato de não havermos mais todo esse dinheiro de caixa dois, a redução será ainda maior”, afirmou.

As declarações foram dadas durante palestra na Câmara Municipal de Araguatins, no Bico do Papagaio. O encontro foi promovido pelo “Movimento Mais Bico”, que une jovens e demais membros da sociedade no extremo norte do Estado. Ele abordou, entre outros temas, a Lei da Ficha Limpa e a tecnologia a serviço da democracia. Márlon Reis teve a oportunidade de detalhar os bastidores da lei, que impede em nível nacional posse de políticos condenados por colegiados, o aplicativo Mudamos, que permite assinatura online para projetos de iniciativa popular e outras ações do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MMCE), que ele foi um dos criadores quando era juiz no Maranhão.

Para o magistrado, que é pré-candidato ao governo do Tocantins pelo Rede Sustentabilidade, todo o movimento de combate à corrupção eleitoral tem participação decisiva da sociedade. “Quando a sociedade quer uma coisa isso acontece”, disse, ao comentar a aprovação da Lei da Ficha Limpa, no Congresso. Na sua opinião, esse foi um exemplo da força e poder de mobilização da população. “Única maneira de transformar a sociedade é a mobilização popular. E a mudança nasce de baixo para cima. Não cabe mais no país as mudanças de cima para baixo”, disse. “Política é algo que temos de pensar o “nós”, ou seja, o bem para todos, para quem está ao nosso lado, a amigos, colegas de trabalho, vizinhos, etc…”, finalizou.

Em Augustinópolis

Nesta sexta-feira, 29, Márlon Reis fará outra palestra na região do Bico do Papagaio. Será em Augustinópolis, no auditório da Fabic (Faculdade do Bico do Papagaio), a partir das 19h30. E, no sábado, 30, tem encontro com a comunidade em São Miguel do Tocantins. (Cristiano Machado)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

XAMBIOÁ: 15ª morte por Covid-19 é oficializada

Publicado

em

Xambioá, no Bico do Papagaio, registrou sua 15ª vítima pela Covid-19. A informação foi confirmada no Boletim epidemiológico da Secretaria de estado da Saúde, desta segunda, dia 19.

A vítima é um homem de 72 anos, com diabetes. Ele morreu neste domingo, 18, no Hospital Regional de Araguaína.

Continue lendo

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: 5ª CIPM divulga balanço de ações dos últimos nove meses

Publicado

em

Nesta segunda-feira, 19,, o comandante da 5ª Companhia Independente da Polícia Militar, major PM Dernivaldo da Costa Tirello, apresentou os resultados das ações desempenhadas nos últimos noves em que está à frente da Unidade. A 5ª CIPM, sediada em Tocantinópolis, norte do Estado, é responsável por mais nove municípios, onde alguns fazem fronteira com outros Estados.

A divulgação dos dados e comparativos é uma maneira que a instituição policial militar tem para mostrar a sociedade em geral os trabalhos desenvolvidos no âmbito das unidades no que concerne a prevenção, dissuasão e repressão aos diversos delitos, objetivando melhorar a prestação de serviço à comunidade.

Como resultado da crise de saúde que a sociedade atravessa, em função da pandemia, houve o aumento da ocorrência de alguns delitos, com destaque para os crimes previstos na lei 11.340/06, lei Maria da Penha, em que policiais militares da unidade atenderam diversos casos de crimes contra a mulher, realizando a prisão dos autores.

Confrontando os atendimentos do ano de 2019 com os de 2020, nesses noves meses, o empenho dos militares no policiamento ostensivo e preventivo, resultou em uma expressiva redução de 45% nos crimes contra o patrimônio, principalmente dos delitos de roubo e furto. A Polícia Militar também retirou de circulação um total de 19 armas de fogo e/ou armas brancas nesse período, procedendo ainda mais de 86 prisões de criminosos pegos em flagrantes ou com mandado de prisão em aberto. Foram lavrados mais de 50 termos circunstanciados de ocorrências, tornando mais célere o acesso dos cidadãos à justiça. Outros dados que merecem destaque são: a apreensão de 60 gramas de drogas, a recuperação de nove veículos com registros de furto ou roubo e o atendimento de mais de 650 solicitações através do 190.

O Comandante da Unidade agradece a dedicação dos militares no cumprimento dos seus deveres, e destaca que o alcance dos resultados é creditado a cada um dos policiais da UPM, ressaltando ainda que a participação da sociedade, através de denúncias e o encaminhamento de sugestões, é de suma importância para melhoraria da segurança pública local.

Continue lendo

Bico do Papagaio

Apaes e escolas agrícolas do Bico recebem ônibus escolares

Publicado

em

A diretora da Escola Família Agrícola do Bico do Papagaio Pe. Josimo Tavares, de Esperantina – Foto: Katriel Bernardes

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), renovando a frota do transporte escolar, entregou na semana passada, em cerimônia realizada no auditório do Palácio do Araguaia, mais 27 ônibus que irão beneficiar os estudantes de 18 Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes) e nove escolas agrícolas, beneficiando 3.325 estudantes. 

Entre os beneficiados, estão instituições do Bico do Papagaio.

O Tocantins tem a previsão de entrega de 433 ônibus, que serão adquiridos em lotes, sendo que no primeiro lote foram comprados 319 ônibus, dos quais já foram entregues 278 para 139 prefeituras. Esse primeiro lote somou um investimento de R$ 69.464.622, recursos de emenda de bancada coletiva de deputados federais e senadores do Tocantins, sob a liderança do deputado Carlos Gaguim.

O governador Mauro Carlesse destacou a importância das parcerias. “Esses benefícios são frutos do trabalho conjunto do Governo do Estado, com a bancada federal que, com nossa articulação, resultou na destinação dos recursos para compra desses veículos. Estamos fazendo um Governo municipalista, levando os benefícios para a população”, pontuou.

Os veículos fazem parte do programa Toca Pra Escola. “É um dos maiores programa de aquisição de veículos para o transporte escolar. Estamos mudando a cara do transporte do nosso Estado e temos a certeza de que essa frota nova impactará no processo de aprendizagem dos nossos estudantes”, destacou a titular da Seduc, Adriana Aguiar.

Foram beneficiadas no Bico do Papagaio as Apaes de Wanderlândia, Nazaré e Tocantinópolis.

Também foi beneficiada a Escola Família Agrícola do Bico do Papagaio Padre Josimo, de Esperantina.

A diretora da Escola Família Agrícola do Bico do Papagaio Pe. Josimo, de Esperantina, Suely Carvalho Lima, destacou que o veículo representa um divisor de águas para a comunidade escolar. “Nós atendemos quase 200 estudantes, que moram em 12 municípios e que têm muita dificuldade de acesso à unidade de ensino. Uma realidade que, a partir de agora, será completamente diferente. Esse ônibus vai facilitar o acesso dos estudantes às unidades de ensino”, ressaltou. (Com informações de Cláudio Paixão)

Continue lendo
publicidade Bronze