Connect with us

Maranhão

Assassinatos não param em bairros de Imperatriz

Publicado

em

Jhonny dos Santos Mendes, 28 anos, que era morador da Rua Raimundo de Moraes Barros, foi a 12ª vítima de homicídio neste mês de janeiro.

Ele foi assassinado com quatro tiros, na Rua Dom Evaristo Arns, no bairro Bonsucesso, portanto em via pública, fato ocorrido por volta de 2h30 da madrugada desse sábado (28). Segundo informações, os suspeitos de serem os autores do assassinato de Jhonny dos Santos são dois indivíduos que se encontravam em uma motocicleta Honda BIZ, de cor preta. No local do crime ficaram um capacete e as sandálias da vítima, o que indica que possivelmente ela vinha sendo perseguida pelos seus algozes, até ser alcançada e fuzilada com quatro tiros, que definiram sua morte instantânea.

Moradores do local informaram à Polícia Militar que ouviram quatro disparos de arma de fogo e barulho da motocicleta se afastando. A PM realizou as primeiras diligências para tentar localizar e prender os assassinos. Testemunhas afirmaram que a vítima estava bebendo em um bar na Avenida Industrial, nas proximidades do antigo “Ponto X”.

De acordo com informações do próprio pai de Jhonny dos Santos Mendes, ele estava respondendo processo por roubo em liberdade, como também era viciado em droga.

Jhonny dos Santos foi preso no dia 11 de janeiro acusado de roubo de moto. A motocicleta que ele teria roubado em dezembro do ano passado, em companhia de um menor, foi encontrada só a carcaça em uma lagoa no local conhecido por “Quinta do Jacó”.

O caso foi registrado no Plantão Central da 10ª Delegacia de Regional de Imperatriz e amanhã será repassado para a Delegacia do 2º Distrito, onde será aberto inquérito para elucidar o crime, que pode ter como primeira linha de investigação acerto de contas ou vingança.

O corpo de Jhonny foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), de onde foi liberado para familiares. (O Progresso)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Maranhão

ESTREITO: Orla corre risco de desmoronamento

Publicado

em

A Defesa Civil informou que há riscos de desmoronamento em partes da estrutura da Orla, na cidade de Estreito, na região Tocantina maranhense, que faz divisa com o Bico do Papagaio.

A Prefeitura solicitou que a população não ultrapasse as áreas interditadas que estão identificadas com as fitas zebradas.

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Marginais estão saqueando casas alagadas

Publicado

em

Famílias da cidade de Imperatriz, na região Tocantina, sul do Maranhão, que faz divisa com o Bico do Papagaio, em São Miguel, além de passagem por sérias dificuldades por conta da enchente do Rio Tocantins, estão sendo vítimas de criminosos que estão saqueando as casas durante a madrugada.

Os marginais estão roubando telhas e fiação elétrica das residências.

A Polícia Militar de Imperatriz deflagrou a “Operação Anfibius” para caçar os delinquentes. A operação, que irá ocorrer até a normalização do nível do Rio Tocantins, com patrulhamento nas áreas alagadas com utilização de carros e lanchas.

Continue lendo

Maranhão

Técnico de enfermagem é suspeito de furtar medicamentos da rede pública no Maranhão

Publicado

em

Um técnico de enfermagem, pertencente a Rede Municipal de Saúde de Santa Luzia, a 294 km de São Luís, foi preso na tarde de domingo (16) suspeito de furtar medicamentos do hospital do município. A prisão foi realizada pela Polícia Militar (PM) após denúncia anônima.

A PM foi informada que o técnico de enfermagem, de 46 anos, que não teve a sua identidade revelada, aproveitava os plantões de fim de semana para praticar os furtos. A polícia revistou o carro do funcionário e no local foram encontrados alguns medicamentos do hospital público.

A polícia apreendeu frascos, de pelo menos, oito tipos de medicamentos. Além disso, foi encontrada uma carteira de identidade com a foto dele e o nome de outro homem. Também havia com ele um bloco de receita de controle especial, que fica sob responsabilidade do diretor do hospital e que somente o diretor deveria liberar esse documento.

Os policiais ainda apreenderam também carimbos em nome de dois médicos. O técnico de enfermagem foi apresentado na delegacia de Polícia Civil de Santa Inês.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze