Connect with us

Tocantins

Ataídes na CPMI da JBS: “Não vou passar a mão na cabeça de ninguém”

Publicado

em

“Independência é palavra-chave na CPMI da JBS. Já disse e repito: como presidente da comissão, não vou passar a mão na cabeça de ninguém”, declarou o senador Ataídes Oliveira (PSDB) durante a primeira reunião de trabalho da CPMI, nesta quarta-feira (20).

O senador tocantinense rejeitou o rótulo de “chapa branca” atribuído ao colegiado e garantiu que não vai permitir que a CPMI seja usada como “palco político para defender ou para atacar A ou B”. “Não sou funcionário do Planalto, nem do PSDB. Também não tenho um pingo de vaidade pelo poder. Jamais estaria a serviço do Planalto nesta CPMI”, completou Ataídes, rebatendo críticas de que a comissão seria usada em defesa do presidente Temer, em retaliação ao ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot. 

Linhas de trabalho

Ataídes lembrou que a CPMI da JBS tem linhas de trabalho bem definidas: a investigação dos contratos com o BNDES; a investigação da movimentação do grupo no mercado de ações e no mercado cambial às vésperas do vazamento da gravação com o presidente Temer; o acordo de delação “superpremiada” com os executivos da JBS; as dívidas fiscais e previdenciárias do grupo e a questão do monopólio da empresa no mercado de carnes.

Na reunião desta quarta-feira, foi aprovado o plano de trabalho apresentado pelo relator da CPMI, deputado Carlos Marun. Para viabilizar resultados concretos no prazo da comissão, que é de 120 dias, foram sugeridos, entre outros, o recurso a especialistas externos e o uso de programas de computador para cruzamento de dados.

Nesta quinta-feira (21) serão votados mais de 140 requerimentos de pedidos de informação, convocações e convites para depoimentos, quebras de sigilo bancário e telemático, entre outros.  Na lista, estão itens que vão do levantamento detalhado de todas as participações do BNDES-Par na JBS à cópia integral de inquéritos da PF em operações que envolvam a empresa. Os irmãos Joesley e Wesley Batista, donos do Grupo J&F, estão entre os primeiros a serem chamados para depor. (Luana Fernanda)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

Tocantins acumula 113.924 casos de Covid-19 com 1.526 óbitos

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que neste domingo, 28 de fevereiro, foram contabilizados 338 novos casos confirmados para Covid-19.

Deste total, 97 foram registrados nas últimas 24 horas e o restante por exames coletados em dias anteriores e que tiveram seus resultados liberados na data de ontem.

Desta forma, hoje o Tocantins registra um total de 359.932 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 113.924 casos confirmados da doença. Destes, 101.612 pacientes estão recuperados e 10.786 estão ainda ativos (em isolamento domiciliar ou hospitalar), além de 1.526 óbitos.

Clique AQUI e veja o boletim completo.

Continue lendo

Tocantins

PALMAS: Rumo ao Lockdown. “Se organizem”

Publicado

em

Continue lendo

Tocantins

Seis mortes por Covid-19 são confirmadas no Tocantins nesta sexta dia 26

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que nesta sexta-feira, 26 de fevereiro, foram contabilizados 788 novos casos confirmados para Covid-19.

Deste total, 215 foram registrados nas últimas 24 horas e o restante por exames coletados em dias anteriores e que tiveram seus resultados liberados na data de ontem.

Desta forma, hoje o Tocantins registra um total de 357.025 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 112.823 casos confirmados da doença. Destes, 101.042 pacientes estão recuperados e 10.272 estão ainda ativos (em isolamento domiciliar ou hospitalar), além de 1.509 óbitos.

Clique AQUI e veja o boletim completo.

Continue lendo
publicidade Bronze