Connect with us

Bico do Papagaio

AUGUSTINÓPOLIS: Adapec realizou palestras de educação sanitária sobre mormo e uso correto de agrotóxicos

Publicado

em

IMG-20160610-WA0025

A Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), por meio da regional de Araguatins, realizou na manhã desta sexta-feira, 10, duas palestras de educação sanitária sobre Mormo e uso correto e seguro de agrotóxicos, para 60 estudantes do Colégio Estadual Manoel Vicente Sousa, no município de Augustinópolis, no norte do estado.

A palestra sobre Mormo foi proferida pela médica veterinária da Adapec, Adriana Costa Matias, que explicou aos estudantes que a doença é uma zoonose que acomete principalmente os equídeos (asininos, muares e equinos) e que pode ser transmitida ao homem. Em sua explanação, ela apresentou os sintomas do Mormo, fontes de infecção e transmissão, principais hospedeiros, diagnósticos, formas de prevenção e legislações que regulamentam e exigem o exame dos animais para participação em eventos.

Já o engenheiro agrônomo, Pollyenio Laurindo, apresentou aos alunos informações sobre uso correto e seguro de produtos agrotóxicos. “Nosso objetivo foi apresentar aos estudantes os riscos de intoxicação aos quais os produtores estão sujeitos se não fizerem o manuseio correto destes produtos”, disse o engenheiro.

Na palestra, ele ainda abordou a importância da tríplice lavagem das embalagens, armazenamento correto nas propriedades, meios de devolução das mesmas, destinação final das embalagens e o uso de equipamentos de proteção individual durante a aplicação dos produtos nas lavouras.

O presidente da Adapec, Humberto Camelo, disse que a Agência possui um compromisso com o controle sanitário de doenças no estado e que, por isso, vem realizando um excelente trabalho de educação sanitária em todos os municípios. “Realizamos mensalmente em todas as nossas regionais este trabalho de levar informação à população sobre as doenças que afetam animais e lavouras com objetivo de resguardar a nossa sanidade animal e vegetal”, pontuou.

O chefe do escritório local de Augustinópolis, Wanderson Marques Gomes, avaliou como positivas as palestras realizadas para os estudantes. Foram apresentados dois temas interessantes, sendo o primeiro sobre Mormo, que tem despertado a curiosidade da população, após confirmação de casos da doença no sul do estado. “Sobre agrotóxicos temos uma atenção especial nesta região porque existe um número grande de pequenos agricultores que também utilizam estes produtos e precisam conhecer sobre os riscos que eles oferecem”, destacou Wanderson.

Na oportunidade foi informado aos estudantes sobre a edição do recebimento itinerante (RI) de embalagens vazias de agrotóxicos que acontecerá no próximo dia 15 de junho, no Parque de Exposição Agropecuária de Augustinópolis.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Sem atenção da Prefeitura, mãe de criança com encefalopatia desabafa, “Vivemos o descaso e muita humilhação”

Publicado

em

Esta semana nossa equipe conversou com a Bruna Moares de Carvalho. Ela tem 28 anos, mora em Araguatins, no Bico do Papagaio, e faz parte da lista de pessoas que sofrem sem atenção do poder público. O caso de Bruna, é ainda mais grave, por conta de estar envolvido, seu filho, Rafael de Carvalho Meneses, que tem necessidades especiais.

O pequeno Rafael é portador de encefalopatia crônica, também chamada de paralisia cerebral, que causa deficiência motora, provocando um grupo heterogêneo de condições que cursa com disfunção motora central, afetando o tônus, a postura e os movimentos. Decorre de lesão permanente ao cérebro em desenvolvimento e apresenta-se de forma variável em termos de distribuição anatômica da lesão, gravidade de acometimento motor e sintomas clínicos associados. A grande variabilidade requer que estes pacientes e suas famílias, sejam abordados de maneira sistematizada levando em conta dimensões amplas de atenção à saúde e social.

Rafael faz politerapia com diversos medicamentos. Além de uso continuo de vários insumos como equipos para alimentação, seringas, sondas de aspiração, materiais sem os quais, não poderia viver, sem a utilização dos mesmos para sua manutenção fora do ambiente hospitalar.

“Todos os meses são solicitadas fraldas, insumos entre outros. Mas o que vemos e percebemos e um verdadeiro descaso, desde a entrega de materiais básicos como fraldas, até a falta de profissionais especializados”, disse a mãe de Rafael.

Bruna continua o relato, “O direito a assistência básica é substituído por inúmeras desculpas e mediante a esse caos, somos obrigados a sobreviver com os restos de fraldas e outros equipamentos que nos são impostos, pelo município. Não o bastante, o município de Araguatins, sonega até o fornecimento do carro em tempo adequado, para trazer materiais que foram conseguidos mediante uma temporada que passamos na capital”, disse a mãe.

“Gostaria de ressaltar que Rafael tem 4 anos de idade, cidadão araguatinense e desde que nasceu é tratado desta mesma forma. Sem alimentação adequada, por ser um paciente gastromizado, sem medicação suficiente para o seu tratamento, sem fraldas, sem assistência e ficamos vivendo todo mês uma situação de “empurra-empurra”, descasos e muita humilhação”, contou Bruna, que continuou, “Faço um apelo as autoridades, que se vistam de amor ao próximo que olhem para a causa dos desamparados e dos portadores de necessidades especiais, por que é para isso, que estão onde estão”, finalizou.

Bruna disse que os problemas e o descaso acontecem desde a gestão anterior e persistem na atual.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Segundo dados da SEMUS, sobe para 49 a quantidade de vítimas da Covid

Publicado

em

Conforme dados divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde, na noite desta segunda, 19, Araguatins, no Bico do Papagaio, agora tem 49 mortes por Covid-19. O boletim anterior, que foi publicado dia 8 de abril, apontava 44 mortes.

O Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (SES), desde o dia 16 de abril, aponta 46 óbitos e mantém o número, até o meio dia desta segunda, quando fez sua atualização.

No boletim da SEMUS desta segunda, comparado com o último do órgão, publicado dia 8, das 5 mortes a mais, apenas 1 foi detalhada, como sendo de um homem de 43 anos, com doença cardíaca e que faleceu dia 15 deste mês, em domicílio.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ITAGUATINS: 11ª morte por Covid é confirmada

Publicado

em

A morte de um homem de 68 anos, residente em Itaguatins, no Bico do Papagaio, foi oficializada nesta segunda, 19, pela Secretaria de Estado da Saúde, como sendo por Covid-19.

Ele tinha doença cardíaca crônica e hipertensão. Faleceu na sexta, dia 16, no Hospital Estadual de Campanha de Imperatriz, no sul do Maranhão.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze