Connect with us

Bico do Papagaio

AUGUSTINÓPOLIS: Após aplicação de laser, menina com corpo coberto de pelos será avaliada nesta segunda-feira

Publicado

em

A menina Kemilly Vitória Pereira de Souza, de 2 anos e 8 meses, que tem o corpo coberto de pelos, voltará ao Hospital Materno Infantil (HMI), nesta segunda-feira, 9, para uma consulta médica. O objetivo, segundo o cirurgião pediátrico Zacharias Calil, é avaliar se houve reação após a primeira sessão de laserterapia. “Quero ver como a área em que os pelos foram removidos está, se houve alguma alteração na pele”, disse o médico.

O procedimento foi realizado na última quinta-feira, 5, e durou cerca de 40 minutos. Após Kemilly ser sedada, a equipe médica retirou o excesso de pelos com uma máquina e, em seguida, disparou raio laser sobre pontos determinados. “Se tudo der certo, no próximo dia 19 já queremos realizar a segunda sessão. Daí pra frente, ela virá uma vez por mês”, explicou.

O pai da menina, o eletricista Antônio de Souza, relatou que ela está bem e que não se sentiu mal após o início do tratamento. “A pele dela só está descascando um pouco, mas acho que isso é normal. No geral, ela está ótima e estamos na torcida para que consigamos fazer mais uma sessão antes de voltar para casa”, afirmou.

Emoção

Após a primeira sessão de laseterapia, a mãe de Kemilly, a dona de casa Patrícia Batista Pereira, 22 anos, se emocionou ao lembrar dos momentos de preconceito e as dificuldades enfrentadas desde o nascimento da filha, mas garantiu: “Não estou chorando de tristeza, estou chorando de felicidade, porque a gente já lutou muito, sofreu muito mesmo para chegar aqui”, disse, se referindo ao tratamento.

“A gente sabe que será uma dificuldade vir todo mês, porque não temos condições de nos manter aqui. Também será um sofrimento para ela ficar de jejum nos dias de aplicação, mas estamos fazendo o melhor para a nossa filha e um dia ela vai nos agradecer”, diz Patrícia.

A mãe conta que desde o nascimento da menina a família percebeu que os pelos cobriam todo o corpo da criança, mas que eles foram escurecendo ao longo do tempo. “Felizmente, ela é saudável e se desenvolve como uma criança normal. O problema mesmo é o excesso de pelos em todo o corpo. Só os pés e as mãos delas não têm”, destacou.

Segundo a mãe, a aparência de Kemilly causa espanto em muitas pessoas e a família já foi hostilizada várias vezes. Com isso, evita sair de casa. “Muitas crianças não querem brincar com ela”, relata.

Diagnóstico

Antes de iniciar o tratamento, o médico Zacharias Calil avaliou Kemilly e confirmou o diagnóstico de hipertricose lanuginosa, um problema genético de característica hereditária. A má formação também é conhecida como “síndrome do lobisomem” e o único tratamento disponível é a aplicação de laser.

Calil prefere não opinar sobre o resultado final. Diz apenas que o laser é eficaz. “Nós não temos nenhum paciente com esse tipo de patologia e não sabemos como ela vai evoluir. Podemos ter um resultado espetacular ou regular”, explicou.

Com a terapia, o laser atinge uma profundidade de 5 milímetros na pele. Calil acredita que, a princípio, a lanugem (como são chamados os pelos) voltará a crescer, mas com menor intensidade. A longo prazo, o objetivo é destruir a raiz dos pelos. (G1)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

Primeira vacinada contra Covid-19 no Tocantins é enfermeira de 52 anos

Publicado

em

Edileuza Ferreira dos Santos, de 52 anos, enfermeira do Hospital Regional de Gurupi, foi a primeira pessoa vacinada contra o coronavírus no Tocantins. A aplicação da dose foi feita no Laboratório Central do Estado (Lacen) às 20h04.

Edileuza Ferreira é casada e tem duas filhas. Ela é hipertensa e faz parte do grupo de risco. A servidora atua no Hospital Regional Gurupi desde 1994.

Outras duas pessoas também foram vacinadas na noite desta segunda, foram a técnica de enfermagem Jocília Tito Barbosa foi a segunda pessoa a ser vacinada. Moradora de Palmas, ela tem 50 anos e trabalha no Hospital Geral de Palmas (HGP) há nove anos. O terceiro vacinado foi o indígena José Rolando, de 30 anos, da etnia Xerente. Ele é casado, tem dois filhos e vive na aldeia Funil, em Tocantínia.

Continue lendo

Bico do Papagaio

AUGUSTINÓPOLIS: Unitins abre seleção para Pós-Graduação em Contabilidade e Direito Tributário

Publicado

em

A Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), por meio da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, lançou o edital com 45 vagas para o curso de Pós-Graduação lato sensu em Contabilidade e Direito Tributário, ofertado no Câmpus Augustinópolis. Podem concorrer egressos da Unitins e de outras instituições de ensino superior com formação em qualquer área do conhecimento. O valor da taxa de inscrição é de R$ 25,00. As inscrições podem ser feitas a partir desta sexta-feira, 15, pela Fapto: http://sistemas.fapto.org.br/CursosEventos/GUI/index.html

O curso conta com 16 módulos de 25 horas, com carga horária total de 400 horas e duração de 1 ano e quatro meses. As aulas serão ministradas por professores especialistas, mestres e doutores com vasta experiência na área de Gestão de Tributos, e acontecerão mensalmente, às sextas-feiras das 19h às 22h e aos sábados e domingos das 8h às 12h e das 13h às 18h. O valor da mensalidade é R$: 199,99, num total de 17 parcelas. O início das aulas está previsto para o dia 16 de abril de 2021.

Para a coordenadora da especialização, Gisele Padilha, o curso possibilitará aos interessados em Gestão Fiscal e Tributária a oportunidade de atualização de conhecimentos e continuidade dos estudos, considerando que um profissional especialista pode fazer a diferença em qualquer organização. Segundo ela, o curso atende a demanda por capacitação diante das constantes alterações na área tributária e as dificuldades enfrentadas pelas empresas para gerenciar os gastos com tributos. Gisele lembra que o curso é presencial, mas que durante o período de afastamento das atividades presenciais, em decorrência da pandemia do novo coronavírus, as aulas serão ofertadas em formato remoto.

Esse é o primeiro curso de Pós-Graduação oferecido pelo Câmpus Augustinópolis, que conta atualmente com três cursos de graduação: Ciências Contábeis, Direito e Enfermagem. 

A diretora de Pós-Graduação da Unitins, Leda Verônica Benevides Dantas Silva, ressalta que o curso de Especialização em Contabilidade e Direito Tributário ofertado pela Unitins é uma grande oportunidade para profissionais interessados em se aperfeiçoar e atualizar em sua área de atuação. “A professora Gisele, coordenadora do curso, foi extremamente criteriosa em todas as etapas de concepção da especialização, e conseguiu aliar um corpo docente qualificado a uma matriz curricular dinâmica e atual. Estamos entusiasmados com o lançamento do primeiro edital de pós-graduação de 2021 e ansiosos pelos novos cursos que ainda serão ofertados neste ano”, afirma já anunciando que outros cursos de pós-graduação serão lançados neste ano.

Continue lendo

Bico do Papagaio

No dia que Brasil começa vacinação contra Covid-19, Bico acumula mais de 12 mil infectados

Publicado

em

Logo após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ter aprovado o uso emergencial da CoronaVac, vacina contra o novo coronavírus produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, neste domingo, 17, foi aplicada a primeira dose no país.

A primeira pessoa vacinada fora dos estudos clínicos foi Mônica Calazans, de 54 anos, enfermeira, negra e moradora da zona leste da capital. Ela, que atua na linha de frente contra a Covid-19 no Instituto de Infectologia Emílio Ribas, foi vacinada no fim da tarde no Instituto Butantan. Até então, as únicas pessoas do país que haviam tomado a vacina faziam parte dos testes clínicos.

A vacina chega, nove meses depois do registro do primeiro caso no Bico do Papagaio. Durante esses noves meses, a região acumula 12.010 casos de pessoas que se infectaram com o vírus Sars-Cov-2. A quantidade configura 12.4% de todos os 96.319 casos identificados no Tocantins.

188 pacientes dos 12.010 infectados morreram na região. Isso representa 1.56%. Em comparação ao número de mortes no Tocantins, os óbitos no Bico, corresponde a 14.3% dos 1.313 registrados em todo o estado.

Tocantinópolis é o município do Bico do Papagaio que mais teve moradores infectados, com 1.374, seguido de Araguatins, com 1.148 e Xambioá com 1.125.

Quanto ao número de mortes, quem lidera é Araguatins, com 31 óbitos, seguido de Tocantinópolis, com 24 e Ananás com 16.

Continue lendo
publicidade Bronze