O Plenário da Câmara Municipal de Augustinópolis, no Bico do Papagaio, cassou na madrugada desta quarta-feira, 19, o mandatos dos vereadores, Luizinha (PP), Toinho (PTB), Antônio Barbosa (SD), Antônio Queiroz (PSB), Neguin da Civil (MDB), Ozeas (PR), Nildo Lopes (PSDB), Ângela da Rapadura (PSDB), Marcos da Igreja (PRB) e Vaguin do Hospital (MDB), todos acusados de corrupção.

A sessão teve inicio por volta das 20h desta terça-feira, 18.

Os parlamentares que estavam afastados do cargo por determinação judicial, foram alvo da Operação Perfídia, uma ação conjunta de investigação da Polícia Civil e Ministério Público. Os vereadores cobravam propina para aprovar projetos enviados pela Prefeitura da cidade. A suspeita é de que o esquema movimentava cerca de R$ 40 mil por mês.

Nenhum dos 10 vereadores acusados compareceu a sessão de julgamento, para se defender das acusações de crime administrativo e político, ficando a cargo apenas dos advogados todo o processo de defesa.

A votação ocorreu por maneira individualizada, caso a caso.

A defesa alega que houve cerceamento do trabalho e erros graves no processo. Os advogados prometeram procurar a Justiça para suspender a decisão do Parlamento.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.