Pré-candidatos pela Frente Popular

Com a presença do deputado federal Tiago Dimas (SD) e do prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas (Sem Partido), o grupo político que engloba legendas como PSB, PV, PODEMOS, PSL e CIDADANIA, lançou no sábado, 19, a Frente Popular, agrupamento oposicionista que pretende apresentar para Augustinópolis, um projeto de enfrentamento dos grupos tradicionais, comandados pelas famílias Cayres e Alcântara.

Com a presença de líderes comunitários e populares, o evento foi a primeira ação unificada de forças na tentativa de firmar alianças para as eleições de 2020. A princípio, a Frente tinha confirmada a participação de PSB, PV e PODEMOS, mas na reunião recebeu a adesão de PSL e CIDADANIA.

A Frente Popular terá cinco nomes como pré-candidatos: Vanderlei Arruda (PV), Cícero Moutinho (atualmente no PR, mas deve sair), Agamenon (PSL), Mozar Lima (CIDADANIA) e Giltão (PODEMOS).

Nos pronunciamento, houve defesa da renovação política no município.

“Precisamos buscar para 2020 uma unidade política nas eleições municipais, com o propósito do bem comum da população augustinopolina que clama urgentemente por um novo rumo”, pregou o atual vice-prefeito Vanderlei Arruda.

“Primeiro vamos focar em construir um projeto prático e dentro das possibilidades do município. Não podemos chegar ano que vem, sem dizer ao povo o que temos planejado. Esse é o primeiro passo. Depois, somente depois, vamos definir quem será o nome que encabeçará a chapa”, afirmou em entrevista ao webjornal Folha do Bico, Giltão.

Já para o presidente da Câmara, vereador Cícero Moutinho, a formação da Frente Popular abre caminho para o fortalecimento democrático do município. “Temos de mostrar para a sociedade de Augustinópolis, que o que nos une, é o desejo que retomar o desenvolvimento desse município. Augustinópolis é o mais belo e mais pujante município dessa região. Precisamos resgatar isso”, disse Moutinho.

O grupo não informou quais serão os critérios para a escolha do candidato do grupo, nem quais ações pretende desenvolver nos próximos meses.

O ponto negativo do evento foram as ausências dos deputados Ricardo Ayres (PSB) e Cláudia Lelis (PV), que haviam confirmado presença, mas não apareceram. As assessorias dos parlamentares e do evento não justificou as faltas.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.