Connect with us

Bico do Papagaio

AUGUSTINÓPOLIS: Hospital oferece ajuda para tratar menina com corpo coberto de pelos

Publicado

em

kemily-cortada2

O drama vivido pela família da menina Kemilly Vitória Pereira de Souza, 2 anos e 8 meses, que tem o corpo coberto de pelos, deve começar a ser resolvido. Após a repercussão do caso, o cirurgião pediátrico Zacharias Calil, do Hospital Materno Infantil (HMI), em  Goiânia,  procurou a família e informou que a unidade conta com um equipamento, usado em casos especiais, que realiza depilação a laser.

“Eu farei a avaliação clínica dela na próxima segunda-feira, 2, mas conversei com colegas que já a atenderam e realmente se trata de um caso de hipertricose. O tratamento indicado é exatamente com o laser e faremos de tudo para viabilizá-lo”, disse o médico.

De acordo com Calil, o HMI possui o equipamento há sete anos e são tratadas crianças com doenças raras. “Já surgiram casos parecidos com o da Kemilly e fizemos o tratamento lá. O laser é seguro e pode ser usado até mesmo em recém-nascidos. Apenas fazemos as aplicações com mais cautela, para evitar lesões na pele”, destacou.

O cirurgião explicou que a depilação a laser é dolorosa e, por isso, as crianças são anestesiadas. “Tudo feito no ambiente hospitalar e com muita segurança. Um anestesista especializado atua junto ao médico. É importante ressaltar que em casos como o da garotinha, é necessário o acompanhamento com profissionais especializados, pois não é uma depilação comum como as realizadas nas clínicas de estética”, ressaltou.

Calil ressalta que o tratamento nesses casos é demorado e os resultados aparecem a longo tempo. “O caso da Kemilly é o mais grave que já tive conhecimento. Ela tem muitos pelos, até mesmo na face, e as aplicações com laser deverão ser feitas aos poucos. Isso significa que ela será submetida a uma seção por mês, durante alguns anos. Primeiro vamos iniciar e ver como ela reage. A tendência é que a quantidade de pelos reduza com o passar do tempo”, disse o médico.

Autorização do SUS

Após avaliar a menina, o cirurgião disse que o HMI irá contatar o Sistema de Regulação do Sistema Único de Saúde (SUS), para que seja autorizado o tratamento. “Farei de tudo para dar certo, pois temos a tecnologia necessária para ajudá-la”, afirmou.

O pai de Kemilly, o eletricista Antônio de Souza, 34 anos, disse que ficou entusiasmado com o interesse do HMI em ajudar, mas que vai aguardar o parecer dos médicos do Hospital das Clínicas, onde a criança passou por consulta e irá apresentar exames, para comemorar. “Primeiro, precisamos saber se ela poderá mesmo ser submetida ao laser. Caso positivo, vamos dar um jeito de permanecer em Goiânia para que ela seja tratada. Mas se tivermos que esperar que ela fique mais velha, aí voltaremos para Augustinópolis e vamos esperar. Quero o bem dela e só farei aquilo que não ofereça riscos”, ressaltou o pai.

As passagens de volta para casa estavam compradas para esta sexta-feira, 29, mas o eletricista terá de adiar a viagem. “Peguei uma licença do trabalho para vir com a Kemilly para cá e tenho que voltar. Mas enquanto tiver esperança de conseguir o tratamento dela vou esperar. O jeito é ir até a rodoviária e mudar a data de volta”, disse.

A mãe, a dona de casa Patrícia Batista Pereira, 22 anos, relatou que os exames a que a menina já foi submetida não apontaram nenhum problema de saúde e que os médicos acreditam que o problema dela seja genético. “Tenho esperança dede que desta vez descubram mesmo o que ela tem e possamos tratá-la. Isso vai nos aliviar muito.”

Preconceito

Segundo a mãe, a aparência da menina causa espanto e eles já foram hostilizados várias vezes. Com isso, evitam sair de casa. “Até o parquinho que tem nas proximidades de casa eu evito, pois as outras crianças se afastam dela e os pais também não conseguem esconder o espanto. É uma situação muito constrangedora”, lamenta.

Patrícia lembra que desde o nascimento já percebeu que os pelos cobriam todo o corpo da criança, mas que eles foram escurecendo ao longo do tempo. “Já fizemos de tudo o que se possa imaginar para tentar descobrir o que ela tem. Felizmente, a Kemilly é saudável e se desenvolve como uma criança normal. O problema mesmo é o excesso de pelo em todo o corpo. Só os pés e as mãos delas não têm”, destacou.

Ainda segundo a dona de casa, Kemilly ainda não entende de fato o que acontece com ela, mas já percebe que é diferente. “Quando ela vê outra criança fica olhando e se esconde no cantinho.  Uma vez ela já me perguntou porque ela tinha tanto ‘cabelo’ e eu disse que era normal. Mas ela insistiu e pediu para que eu os arrancasse. Meu coração ficou partido”, contou Patrícia.

A menina já recebe acompanhamento psicológico na cidade onde mora, mas a mãe teme que o excesso de pelos faça com que ela cresça com traumas. “Já flagrei mais de uma vez a Kemilly tentando arrancar os pelos do braço sozinha. É claro que dói e aí ela para. Por enquanto, eu converso, o pai brinca e ela acaba se distraindo. Mas até quando? Por isso, estamos desesperadamente em busca de ajuda. Mesmo que não tenha uma cura definitiva, vamos fazer o necessário para que ela possa se sentir igual aos outros”. (G1)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
2 Comments

Bico do Papagaio

Com emenda de Vicentinho Júnior, Codevasf autoriza início de obras de pavimentação em municípios do Bico

Publicado

em

Vicentinho Júnior durante reunião no final de setembro com o presidente da Codevasf para tratar do início das obras

A partir da próxima semana, a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), inicia no Bico do Papagaio obras de pavimentação em cinco municípios. Com investimentos de R$ 10 milhões, frutos de emenda parlamentar do deputado federal Vicentinho Júnior (PL), a ordem de serviço foi assinada nesta quinta-feira, 29, pelo diretor de área de revitalização de bacias hidrográficas da Codevasf, Davidson Tolentino de Almeida.

Com um total de 122.655km de pavimentação em blocos, as obras serão executadas em Luzinópolis, Sampaio, Sítio Novo, Itaguatins e São Miguel e beneficiará mais de 35 mil pessoas. Ao comemorar a assinatura da Ordem de Serviço, Vicentinho Júnior destacou que este é um momento muito especial. “Estou muito contente com esta obra. Ela cumpre várias funções, pois além de melhorar na infraestrutura dos municípios e atender os anseios da comunidade, vai gerar emprego e movimentar a economia na Região do Bico do Papagaio. É uma oportunidade que pais e mães de família terão para levar o sustento a suas casas”, festejou o parlamentar.

Representante da Codevasf no Tocantins, o ex-deputado Homero Barreto agradeceu o deputado pela ação. “Hoje, nossos municípios enfrentam a crise econômica. O início dessas obras de pavimentação em blocos vai gerar mais de mil empregos diretos. E é isso que queremos, que os nossos municípios se desenvolvam e a população tenha condições de trabalho. Só tenho a agradecer e parabenizar o deputado Vicentinho Júnior por trabalhar levando recursos a todos os municípios do Tocantins”, concluiu Barreto.

Prazos

Conforme o contrato de Ordem de Serviço, a empresa responsável pela obra tem até 12 meses, a partir do dia 03 de novembro, para concluir os 122.654m² de pavimentação em bloquete.

Continue lendo

Bico do Papagaio

AUGUSTINÓPOLIS: Nove pessoas suspeitas de tráfico de drogas, corrupção de menores e receptação são presas

Publicado

em

Uma ação conjunta entre as Polícias Militar e Civil realizada na tarde dessa sexta-feira, 30, resultou na condução de nove pessoas, de 18 a 24 anos e três menores entre 15 e 16, à Central de Flagrantes em Araguatins, acusadas de envolvimento com o tráfico interestadual de drogas, corrupção de menores e receptação, no centro da cidade de Augustinópolis, no Bico do Papagaio.

O resultado da operação foi fruto de investigações iniciadas pela PC que identificou um dos autores presos, 22 anos, morador de São Miguel do Tocantins, como sendo o principal fornecedor de drogas para traficantes de Augustinópolis, que acabaram presos durante a ação das Polícias.

O traficante estava em um veículo Fiat Pálio e vinha de Imperatriz-MA quando foi abordado pela PM assim que entrou na cidade de Augustinópolis. Além do autor, mais dois suspeitos que também estavam no veículo acabaram presos. No interior do carro os policiais localizaram 100 gramas de cocaína, dois centos de embalagem plástica, própria para armazenamento da droga, um aparelho celular roubado, além de R$ 160,00 em espécie.

Com a prisão do autor acusado de ser o fornecedor dos entorpecentes, os policiais chegaram até aos demais envolvidos na ação criminosa. Na residência dos acusados de revenderem a droga, as forças de segurança aprenderam dinheiro, “dolas” de maconha, pedras de crack, uma balança de precisão, papéis alumínio e insulfilme. Os responsáveis pelas residências, onde algumas delas funcionavam como ponto de venda de droga, conhecida por “boca de fumo”, onde foram apreendidos os objetos, acabaram presos acusados de associação ao tráfico. No quintal da casa do principal traficante, os policiais apreenderam tabletes de maconha pesando aproximadamente meio quilograma.

Ao todo, os policiais apreenderam quase R$ 600,00 reais em espécie, mais de meio quilo de maconha, 100 gramas de cocaína, aproximadamente 35 pedras de crack, seis aparelhos celulares, dentre outros materiais ligados ao tráfico. Os objetos apreendidos juntamente com os suspeitos e menores foram entregues ao plantão na Central de Flagrantes para as providências legais cabíveis.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Rocha Miranda realiza caminhada no Conjunto Vitória e Vila Cidinha

Publicado

em

A manhã deste sábado, 31, foi marcada por uma caminhada coletiva pelos bairros de Araguatins. Em meio a uma comitiva numerosa, Rocha Miranda visitou os moradores do Conjunto Vitória e Vila Cidinha, para ouvir as dificuldades do povo e compartilhar a esperança de um novo tempo.

Jovens, adultos, crianças e idosos, ninguém ficou de fora: todos juntos seguindo o candidato durante o trajeto nas principais ruas dos bairros. À frente de um trio elétrico, cercado de amigos e apoiadores, Rocha Miranda firmou um compromisso com cada cidadão: “Vamos fazer nossa cidade voltar a progredir”, garante.

Para a pedagoga, Alcinéia Almeida, a caminhada representa a chegada de um novo tempo: “Esse momento já é uma demonstração de vitória. Porque o povo sabe que só o Rocha Miranda fez e vai fazer muito mais por Araguatins”, conclui ela.

Continue lendo
publicidade Bronze