Connect with us

Bico do Papagaio

AUGUSTINÓPOLIS: Iniciativa de professora da Escola Estadual Fazenda Dezesseis é apresentada em seminário da Editora Moderna

Publicado

em

As práticas da professora Cleane Sales, da Escola Estadual Fazenda Dezesseis, do povoado km 16, em Augustinópolis, no Bico do Papagaio, foram compartilhadas, nesta sexta-feira, 9, durante Seminário Moderna – Aprova Brasil 2021. Cleane compartilhou sua experiência exitosa com o ensino remoto para o 5º ano do ensino fundamental, com a utilização do material didático e atividades do Aprova Brasil – Tocantins, desenvolvido pela Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), em parceria com a editora. 

O Tocantins aderiu ao projeto Aprova Brasil da Editora Moderna no segundo semestre de 2020, quando realizou o ‘Seminário de Implantação do Aprova Brasil-Tocantins’.  A implantação do projeto, direcionado a estudantes do 1º ao 9º ano do ensino fundamental, teve como objetivo articular estudantes, professores e gestores em prol do desenvolvimento da competência leitora e da competência matemática, por meio de uma série de recursos integrados e da aplicação de simulados bimestrais. 

A iniciativa

Durante o ano letivo, com o início das atividades não presenciais, a professora encontrou nas gravações de pequenas videoaulas o caminho para continuar mantendo o contato com os estudantes e para orientá-los na realização das atividades dos roteiros de estudos que integravam o conteúdo dos livros didáticos e do material de apoio do Aprova Brasil Tocantins. “Estamos em um povoado, na zona rural, em que a maioria dos nossos alunos moram em Projetos de Assentamento e não têm um bom acesso à internet”, contou Cleane Sales.  

A professora explicou que nesse período as famílias também foram importantes parceiros. “Conseguimos manter o contato com os estudantes, especialmente tendo os pais como nossos intermediários. Quinzenalmente, na rota do transporte escolar, como acontecia em toda a rede, os roteiros eram entregues pela equipe da escola, aí eu elencava os pontos que mereciam atenção e gravava os vídeos com as orientações, utilizando apresentações de Power point, e encaminhava no número dos pais”, apontou.  
  
O Seminário Moderna – Aprova Brasil 2021 teve transmição no canal do YouTube Soluções Moderna.  “Até hoje não caiu a ficha de que eu fui convidada para participar do seminário. Para mim o que eu estava fazendo era algo simples, corriqueiro, era uma prática normal. Era o caminho que eu havia encontrado para manter o contato com os estudantes e continuar promovendo um processo de ensino e aprendizagem que pudesse dar resultado”, contou a professora Cleane Sales.
   
Além da gravação dos vídeos, a professora recebia fotografias com as atividades resolvidas e encaminhava orientações referentes aos pontos que o estudante deveria fazer as devidas correções. “Eu não tinha parado para pensar que o meu trabalho estava fazendo a diferença. Fiquei maravilhada, encantada. Para mim esse convite é um incentivo a apostarmos no uso das ferramentas que temos ao nosso alcance e que podem agregar valor na aprendizagem dos alunos”, comemorou. 

A professora 

Cearense, da cidade de Parambu, Cleane Sales, 46 anos, chegou ao Tocantins há 15 anos. Ela escolheu a região do Bico do Papagaio para fixar sua residência. Em 2009 concluiu sua graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), em Araguatins, e em 2010 se tornou professora concursada da rede estadual de ensino, tendo atuado por um ano e meio na unidade de ensino conveniada do Estado – Escola Evangélica Daniel Bergue, em Araguatins. 

O seu ingresso na educação aconteceu naturalmente, ainda jovem fez o curso de magistério – formação de nível médio que prepara o aluno para ser professor de séries iniciais — da Educação Infantil ao 5º ano do ensino fundamental.  Logo na sequência vivenciou as suas primeiras experiências em sala de aula. “A educação é minha vida, é o que eu sei fazer. O que eu mais gosto de fazer é aprender e ensinar. Amo ser professora”, ressaltou. (Com informações de Cláudio Paixão)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

BURITI: Vice assume Prefeitura após prefeita se afastar para tratar Covid

Publicado

em

O vice-prefeito de Buriti, no Bico do Papagaio, assumiu nesta quarta, 5, o comando do município, após a prefeita Lucilene Gomes (SD), se licenciar do cargo para tratar da Covid-19.

A gestora foi levada na semana passada para um hospital em Goiânia, no estado de Goiás, junto com seu marido, o ex-prefeito Alvimar Cayres Almeida, o Mazin, para tratamento.


Segundo informações de pessoas próximas a gestoras, ela teria recebido alta hospitalar e estaria acompanhando o reestabelecido do marido, que tem alta prevista para sexta, dia 7.

O casal deve permanecer em Goiânia ainda alguns dias para observação médica.

Continue lendo

Bico do Papagaio

Municípios do Bico podem solicitar ao FNDE retomada de obras inacabadas

Publicado

em

A Resolução n° 03/2021, aprovada pelo Conselho Deliberativo do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (CD/FNDE), abre prazo para que estados, municípios e o Distrito Federal solicitem a retomada de obras inacabadas de infraestrutura educacional. Os entes federativos têm até dia 30 de setembro deste ano para encaminhar os pedidos ao FNDE para a repactuação de termos de compromisso com vistas à conclusão dessas construções.

A área técnica da autarquia estima que mais de 1.200 obras podem ser beneficiadas pela iniciativa. “O mais importante é poder entregar à população brasileira construções relevantes para a educação básica pública. São escolas, creches e outros espaços educativos que não podem ficar pela metade. Precisamos fazer um esforço para concluir essas obras, que vão aprimorar a infraestrutura educacional de estados e municípios, contribuindo assim para a melhoria da educação brasileira”, comenta o presidente do FNDE, Marcelo Ponte.

Cabe esclarecer que as obras inacabadas são aquelas que tiveram início, mas não foram finalizadas até o fim da vigência do instrumento pactuado com o FNDE. Com o vencimento, os entes federativos não podem mais receber recursos do governo federal para terminar essas edificações. Agora, abre-se a possibilidade de se firmar novos termos de compromisso para garantir a conclusão das obras.

Só podem ser repactuadas as construções com execução física superior a 20%. “Os entes federativos também devem concordar em investir recursos próprios para a conclusão das obras, considerando que o FNDE só pode repassar valores até o limite estabelecido no termo de compromisso original, cuja vigência expirou”, ensina o diretor de Gestão, Articulação e Projetos Educacionais do FNDE, Gabriel Vilar.

As solicitações para a retomada de obras inacabadas devem ser feitas por meio do Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle do Ministério da Educação (Simec). Para firmar os novos termos, os interessados precisam, ainda, apresentar laudo técnico, acompanhado da respectiva Anotação/Registro de Responsabilidade Técnica, atestando o estado atual da obra inacabada e, se for o caso, a viabilidade da reformulação do projeto que utilizou a metodologia construtiva inovadora para a metodologia convencional.

Continue lendo

Bico do Papagaio

WANDERLÂNDIA: 11ª morte por Covid-19 é oficializada

Publicado

em

Nesta quarta, 5, a Secretaria de Estado da Saúde (SES), oficializou a morte do 11ª paciente de Wanderlândia, no Bico do Papagaio, por Covid-19.

A morte é de uma mulher de 68 anos, sem comorbidades relatadas. O óbito aconteceu dia 30 abril, no Hospital Municipal de Araguaína.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze