Connect with us

Bico do Papagaio

AUGUSTINÓPOLIS: Palestra sobre saúde bucal é realizada com reeducandos da Cadeia Pública

Publicado

em

Entre as assistências a diferentes áreas da saúde previstas no artigo 14 da Lei de Execução Penal, está à realização de atendimentos odontológicos. Pensando nisso, a Cadeia Pública de Augustinópolis realizou nesta quinta-feira, 26, palestra sobre saúde bucal com os reeducandos da unidade. A ação também contou com a entrega de 120 kits, um para cada reeducando, contendo utensílios para a higienização.

Participaram da ação, um dentista, que conduziu a palestra para dos apenados da unidade; uma enfermeira; um técnico de enfermagem e uma assistente social que auxiliaram na realização dos trabalhos. A atividade teve como foco principal a prevenção de problemas relacionados à saúde bucal, dessa forma, foram repassadas informações sobre a importância higienização e a forma correta de realização desses cuidados.

A assistente social e uma das responsáveis pela organização da atividade, Samara Cordeiro, explicou que a ação tem grande importância para preservar o atendimento humanizado. “Uma ação como essa contribui com a saúde do reeducando e garante o acesso aos direitos, pois eles estão privados de liberdade, mas não estão privados dos demais direitos”, explanou.

O dentista responsável palestra e por atendimentos na unidade, Diego da Silva Pereira, esclareceu que além da abordagem sobre a saúde da boca, a atividade também tratou sobre cuidados com o corpo. “Durante a palestra tratamos sobre a importância da educação em saúde bucal e corporal, além disso, os reeducandos também puderam tirar dúvidas sobre as doenças relacionadas à má higienização”, ressaltou.

O reeducando, F.D.C, de 37 anos, relatou que a ação auxiliou a entender a importância dos cuidados com a saúde. “Foi muito importante, porque muitos aqui não sabem a importância desses cuidados e nem como fazer a escovação”, contou.

Atendimentos

O diretor da unidade prisional, Antônio Marcos, explicou como é feito o atendimento odontológico dos apenados. “O dentista faz uma avalição inicial, após esse diagnóstico, é organizado o atendimento dos reeducandos por urgência, com consultas individuais, todas as quintas-feiras. Esse trabalho tem feito toda a diferença para a saúde deles, queremos ampliá-lo para que mais apenados sejam atendidos”, comentou. (Vitória Soares)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

Bico tem confirmados 1.319 casos de Covid-19

Publicado

em

Os dados são do Boletim Epidemiológico deste sábado, 6, da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e das Secretarias Municipais, da noite de sexta, 6. Os números devem aumentar, com a divulgação de novos Boletins das Secretarias Municipais, na noite deste sábado, 6.

Continue lendo

Bico do Papagaio

SÃO MIGUEL: Quarta morte por Covid-19 é confirmada

Publicado

em

O 83º Boletim Epidemiológico Notificações da Covid-19 no Tocantins, trouxe neste sábado, 6, a confirmação da quarta morte por Covid-19, no município de São Miguel, no Bico do Papagaio.

Trata-se de uma mulher de 51 anos, hipertensa e diabética, faleceu na madrugada deste sábado, 6, no Hospital Geral de Palmas.

Além das 4 mortes, São Miguel já registrou 89 casos de Covid-19 e 61 estão recuperados da doença.

Continue lendo

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: Criança com ferimento exposto e sem cuidados da mãe é resgata por policiais

Publicado

em

Nesta sexta-feira, 05, por volta das 18 horas, quando a viatura da Polícia Militar de Tocantinópolis realizava doações de cestas básicas na cidade, ao chegar ao Povoado Ribeirão Grande Pedro Isaías, encontraram numa residência, uma criança de 2 anos de idade, com uma grande ferida exposta em um dos pés.

A criança demonstrava sentir muitas dores em razão da gravidade da lesão.  Diante daquela situação chocante, o comandante da 5ª CIPM, major Dernivaldo Tirelo, imediatamente ligou para o Secretário de Saúde de Tocantinópolis, que por sua vez acionou os profissionais de saúde da Unidade de Pronto Atendimento – UPA da cidade. Os militares conduziram a criança na viatura da Polícia Militar até a Unidade de Saúde onde a equipe médica aguardava a criança. O estado clínico da criança era grave sendo necessário interná-la.

A Polícia Militar acionou o Conselho Tutelar da cidade que compareceu ao local e acompanhará o caso, uma vez que a mãe da criança apresenta ter problemas psicológicos ou ignorava a situação que seu filho se encontrava. A mãe também foi encaminhada para o serviço de Assistência Social da UPA.

Segundo informações de parentes, a criança havia se lesionado a cerca de 10 dias, quando teve o pé preso entre os raios de uma bicicleta e desde então vinha sofrendo muita dores, apresentando dificuldade de dormir.  

Continue lendo
publicidade