Connect with us

Bico do Papagaio

AUGUSTINÓPOLIS: Presos alegam tortura física e ameaças de morte e não descartam rebelião

Publicado

em

Na maior cadeia pública do Bico do Papagaio, o clima entre presos e agentes prisionais piorou. A questão é relatada por detentos que divulgaram uma carta destinada as população e as autoridades, que chegou a redação do webjornal Folha do Bico.

Na carta, os detentos alegam tortura e violência dentro da unidade e não descartam uma rebelião.

Leia a integra do comunicado dos presos:

De: REEDUCANDOS

Para: AUTORIDADES E POPULAÇÃO

Carta de Pedido de Socorro

Venho através desta, pedir a atenção das autoridades desta cidade e Estado. Para informá-los da real situação desta Unidade Prisional de Augustinópolis – TO.

Pois há alguns meses houve uma mudança de chefe de segurança desta unidade prisional, após esta mudança começou acontecer vários episódios cruéis com os presos dentro desta unidade. Ex: tortura física e mental e ameaças de morte) e ofensas com nossos familiares no dia de vista. Enfim estamos sendo tratados como animais que não tem dono. Está havendo casos que nós estamos no procedimento de segurança implantada pelo chefe de segurança Edivânio e mesmo assim atiram em nós com bala de borracha e splay de pimenta, só por diversão deles pós após atirar ficam sorrindo e nos xingando com palavras de baixo calão, que preferimos não relatar.

No dia 13 de nov de 2019 veio um juiz da Corregedoria nos visitar na ocasião relatamos para ele o que está acontecendo na Unidade Prisional de Augustinópolis – TO. Após a saída do juiz, fomos castigados por termos falado a verdade do que está acontecendo aqui. Houve um caso específico que um preso foi alvejado com bala de borracha nas costas, pelo chefe de segurança Edivânio. (Temos certeza que foi uma retaliação pela visita do juiz corregedor, pois foi no dia posterior a sua visita, o preso não fez nada que o ameaçasse.). no mesmo dia 14 de nov de 2019 o chefe de segurança Edivânio retirou o mínimo útil beneficio que temos por tempo definitivo. São eles: televisores e ventiladores. Fez mudanças de presos de celas colocando em riscos as suas vidas, estes presos que ele mudou são justamente os que os denunciou das torturas que ele está fazendo dentro desta unidade prisional.

Quando perguntamos o porque de tamanha opressão, ele nos responde que preso deve sofrer mesmo. Quando falamos que vamos recorrer ao diretor desta unidade prisional- Marcos Futisa ele nos fala que tem total apoio do mundo. Quando falamos que vamos relatar ao senhor doutor juiz de direito da Comarca de Augustinópolis David Jefferson Asevedo Ramos ele nos responde que esta ordens são dadas por eles pois se achamos que falar ao juiz corregedor nos ajudou fez foi piorar.

Esta carta é um pedido de socorro, pois não aguento mais.

Infelizmente se não for tomado providências sobre essa opressão está cadeia irá quebrar ou rebelar em outras palavras como já aconteceu em outros lugar do Brasil. Ex: Altamira – PA. Pedimos urgente a troca desta direção com seu chefe de segurança. Vários presos com direito de progressão de regime estão esquecidos pelo juz, há casos de 1 ano de cadeia pago. Pedidos de liberdade e mais de meses que não são olhados pelo juiz Jefferson David Asevedo Ramos.

Nos ajudem por favor, agradecemos a todos.

A Secretaria de Cidadania e Justiça comentou o assunto:

A Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça, por meio da Superintendência de Administração dos Sistemas Penitenciário e Prisional do Tocantins, informa que a gestão dentro das unidades prisionais preza pelo respeito aos Direitos Humanos e visa seguir as normas de segurança previstas no Regimento Interno, imprescindíveis para o bom funcionamento da unidade prisional. E Ressalta que o Sispen/TO está em pleno processo de operações de revistas diárias para garantir a segurança dos reeducandos.

A Seciju esclarece ainda que às supostas denúncias de casos de violações de direitos, maus tratos e agressões, aos reeducandos que estão internos na Unidade Prisional de Augustinópolis, serão averiguadas. 

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

Ocupação de UTI’s Covid no Bico seguem baixas. Internações clínicas sobem

Publicado

em

A taxa de ocupação dos leitos hospitalares nos Hospitais Regionais da região do Bico do Papagaio, experimentaram alta relevante na ala clínica na última semana. Os leitos clínicos estão disponibilizados no Regional de Augustinópolis e Xambioá.

Em Augustinópolis a taxa de ocupação dos leitos clínicos é de 92% e em Xambioá 73%.

Os leitos de UTI, que estão todos em Augustinópolis, estão com ocupação de 50%, nesta segunda-feira, 26.

Continue lendo

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: Vacinação Covid para 30 anos começa nesta segunda, 26

Publicado

em

Começou nesta segunda, 26, a vacinação Covid para o público geral, a partir dos 30 anos, no município de Tocantinópolis, no Bico do Papagaio.

O horário de vacinação é até às 13h, nas Unidades Básicas de Saúde.

É importante levar o cartão SUS, cartão de vacinação e CPF.

Continue lendo

Bico do Papagaio

Gestores têm novas orientações para gastos dos recursos da Lei Aldir Blanc

Publicado

em

A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) publicou notas técnicas de orientação aos gestores das cidades para solicitação de recursos aos estados da Lei Aldir Blanc. 

Os municípios terão até o dia 31 de dezembro para investirem os recursos da Lei Aldir Blanc previstos para este ano. Além disso, os Estados foram autorizados a repassarem os recursos aos municípios que não solicitaram verbas da Lei Aldir Blanc para 2020 e o prazo para prestação de contas foi estendido até 2022. 


A Lei Aldir Blanc cria o auxílio financeiro ao setor cultural e apoia profissionais do setor cultural. Ao todo, mais de R$ 3 bilhões foram destinados aos estados e municípios e, a princípio, deveriam ser gastos até julho de 2021. 

As notas técnicas de orientação para uso e prestação de contas dos recursos da Lei Aldir Blanc está no site da CNM. 

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze