Connect with us

Bico do Papagaio

AUGUSTINÓPOLIS: Reconhecimento dos cursos de Direito e Enfermagem da Unitins beneficia quase mil alunos e egressos

Publicado

em

Quase mil alunos e egressos da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) – Campus Augustinópolis estão sendo beneficiados diretamente com o reconhecimento dos cursos de Direito e Enfermagem oferecidos na unidade. O reconhecimento do curso é uma exigência legal para a validade dos diplomas dos acadêmicos, que até agora não podiam ser expedidos porque os cursos não eram reconhecidos. Com o diploma os egressos poderão exercer suas atividades profissionais.

A partir de agora a Unitins inicia a expedição de centenas diplomas aos egressos desses dois cursos com a devida validade legal, e os documentos expedidos anteriormente em atendimento a decisões judiciais serão reemitidos, conforme informa a Reitoria da universidade.

Os cursos foram reconhecidos por um período de três anos pelo Conselho Estadual de Educação (CEE) e os atos de reconhecimento publicados pelo governador Mauro Carlesse no Diário Oficial do dia 21.

O reconhecimento de curso é necessário para a expedição de diploma dos estudantes. No caso da Unitins, por ser uma instituição de ensino estadual, a tarefa pelo reconhecimento de cursos é do Conselho de Estadual de Educação. No caso das universidades federais e particulares, essa responsabilidade é do Ministério da Educação (MEC). No reconhecimento dos cursos o CEE avalia a carga horária, instalações da universidade, estrutura de biblioteca, corpo docente, entre outros aspectos.

O reitor da Unitins, professor Augusto Rezende, comemora a conquista que, segundo ele, é resultado da evolução da gestão que tem trabalhado para melhorar a qualidade do serviço e no cumprimento de indicadores.

“As visitas do Conselho Estadual de Educação têm sido extremamente rigorosas, formadas por uma série de indicadores que até então não eram atendidos. Então nossa gestão mapeou esses indicadores e envolveu toda a equipe, desde professores, coordenadores, diretores, a equipe de pró-reitores, os técnicos administrativos, os próprios acadêmicos para trabalharem na construção desses indicadores e, com isso, pudemos alcançar uma avaliação extremamente positiva”, destaca o reitor.

Augusto Rezende pontua que o reconhecimento traz legalidade aos atos vinculados aos dois cursos, evitando assim que os estudantes tenham que recorrer à justiça para obtenção do diploma. Para ele, a conquista reflete diretamente na vida dos acadêmicos e comprova os acertos da gestão que vem promovendo uma verdadeira transformação na Universidade.  

“O reconhecimento do curso de Enfermagem foi uma vitória graças ao trabalho em equipe. Nós tivemos a todo o momento o apoio e dedicação do NDE, do colegiado de Enfermagem, dos acadêmicos, o apoio incondicional da Reitoria e Pró-reitorias, que a todo tempo nos apoiaram e nos deram condições de fazer tudo que estava ao nosso alcance”, declara a professora Hanari Santos de Almeida, coordenadora do curso de Enfermagem do Campus de Augustinópolis.

Para a professora Sarah Coelho Lima, coordenadora do curso de Direito no Campus de Augustinópolis, o reconhecimento é muito importante e resultado também de um trabalho que envolveu toda a comunidade acadêmica. “A missão para os próximos anos é uma só: mais um degrau, melhorar ainda mais os nossos indicadores. Nós nos motivamos por estes conceitos, não pelo que eles quantificam e sim pelos que eles qualificam. Eles espelham a seriedade a alegria, a convicção e cordialidade, o amor e o carinho com o que construímos todos os dias a Unitins”, enfatiza a coordenadora.

Sarah também considera que esta é a ocasião para agradecer a todos pela dedicação e empenho. “Aos egressos pela compreensão e paciência na expedição de seus diplomas; aos alunos e professores que cada vez mais manifestam a satisfação de fazer parte da Unitins; ao Governo do Estado do Tocantins por fomentar e acreditar na região do Bico do Papagaio, bem como todos os desbravadores da Unitins aqui no Bico”, conclui. (Ruy Bucar  e Charlyne Sueste)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

AUGUSTINÓPOLIS: Polícia e MP novamente na cola de Júlio. Agora, suspeita é de corrupção eleitoral e peculato com uso de retroescavadeira

Publicado

em

Após uma denúncia anônima, o Ministério Público Eleitoral (MPE) e a Polícia Civil do Tocantins apreenderam nesta segunda-feira, 19, uma máquina retroescavadeira que pertence ao município de Augustinópolis sendo utilizada em uma propriedade particular no município de Buriti do Tocantins. O promotor eleitoral da 21ª Zona Eleitoral do Tocantins, Paulo Sérgio de Almeida, e agentes da polícia civil flagraram o momento exato em que o funcionário da Prefeitura de Augustinópolis operava a retroescavadeira para construir um açude na propriedade rural.

De acordo com o promotor Paulo Sérgio de Almeida, as informações iniciais indicam que a retroescavadeira estava na propriedade particular desde o último domingo, 18, e que a autorização para a realização do serviço irregular teve motivações eleitoreiras. O atual prefeito é candidato a reeleição.

Estão sendo apurados os crimes de corrupção eleitoral e peculato. O operador da retroescavadeira já passou pela oitiva do Ministério Público. A Promotoria Eleitoral está levantando todas as informações para analisar as medidas judiciais cabíveis ao caso. (Luiz Melchiades)

Continue lendo

Bico do Papagaio

XAMBIOÁ: 15ª morte por Covid-19 é oficializada

Publicado

em

Xambioá, no Bico do Papagaio, registrou sua 15ª vítima pela Covid-19. A informação foi confirmada no Boletim epidemiológico da Secretaria de estado da Saúde, desta segunda, dia 19.

A vítima é um homem de 72 anos, com diabetes. Ele morreu neste domingo, 18, no Hospital Regional de Araguaína.

Continue lendo

Bico do Papagaio

AUGUSTINÓPOLIS: Com modelo de parceria inovador, Complexo de Delegacias começa a ser construído

Publicado

em

Foi iniciada em Augustinópolis, no Bico do Papagaio, as obras para construção do Complexo de Delegacias da Polícia Civil.

A obra é resultado de parceria envolvendo órgãos do Poder Executivo, Legislativo e Judiciário, local e estadual.

O projeto começou a ser rascunhado no final de 2018. No início de 2019, a Prefeitura Municipal realizou a doação da área para construção. Já no final de 2019, o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Helvécio de Brito Maia Neto, se reuniu com os deputados estaduais para tratar da construção do Complexo de Delegacias da Polícia Civil e solicitar a destinação de recursos para a obra.

O Complexo de Delegacias da Polícia Civil de Augustinópolis vai abrigar a 12ª Delegacia de Polícia Civil, a 13ª Delegacia de Polícia Civil e a 2ª Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher e Vulneráveis (Deamv);

A licitação para construção do Complexo não teve previsão de lucro (BDI), sendo que a empresa vencedora vai realizar a construção da obra pública apenas e tão-somente com fins sociais. No valor da obra, foram descontados os valores referentes à utilização parcial da mão de obra voluntária dos presos, tendo como contrapartida o direito à remissão de pena, em observância aos fins educativos, produtivos e ressocializadores do trabalho.

Essa será a primeira Delegacia de Polícia Civil do Tocantins construída com essa forma de convênio entre a Polícia Civil e os outros poderes, instituições e particulares.

Continue lendo
publicidade Bronze