Connect with us

Bico do Papagaio

AXIXÁ: Com 23 casos de coronavírus confirmados, moradores estão preocupados

Publicado

em

O Município de Axixá do Tocantins registrou, nesta terça-feira (12), 23 casos confirmados de pessoas com covid-19 e a primeira morte pela doença na cidade. Conforme o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, outras 52 pessoas estão em isolamento domiciliar apresentando sintomas da doença. Além disso, mais 75 pessoas estão sendo investigadas pela Secretaria de Saúde. Moradores da cidade estão assustados com o aumento de casos na cidade.

“Aqui a situação tá muito complicada. Muitas pessoas não respeitam o isolamento e até aquelas que tiveram contatos com doentes andam na rua tranquilamente. Aqui se a Justiça não intervir a situação vai piorar. Eu mesmo vivo morrendo de medo aqui em casa”, relatou uma moradora do bairro Vitaliano Brandão que não quis se identificar.

E o que deixa a situação mais agravante é a cidade não ter um hospital para atendimento desses pacientes. Todas as pessoas que passam mal na cidade são encaminhadas para o Hospital Regional de Augustinópolis, que fica pouco mais de 20km de distância.

A Prefeitura de Axixá adquiriu um equipamento para fazer a dedetização na cidade, mas a ação ainda não começou. A Secretaria de Saúde mantém equipes em regime de plantão para atender os chamados de pessoas com sintomas da covid-19. Quem tiver com sintomas da doença pode ligar no telefone (63) 99210-2766 para receber atendimento.

Morte

A primeira vítima de coronavírus em Axixá foi a professora Francisca de Sousa Lira, 43 anos. Ela foi internada no Hospital Regional de Augustinópolis no fim de abril após passar mal com fortes dores no peito. Conforme relatos do marido da professora à TV Anhanguera, ela fez exame em Augustinópolis e deu positivo para covid-19. Após essa confirmação, Francisca foi transferida para Araguaína. Onde fez outros testes e confirmou a doença. Ela morreu nessa segunda-feira (11) e o corpo foi enterrado em Axixá.

Além de Axixá, outras seis mortes já foram registradas em municípios do Bico do Papagaio. São eles: Augustinópolis (2 mortes), Araguatins (1), São Miguel (1), Aguiarnópolis (1), Sítio Novo (1). Conforme o boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde do Tocantins, o estado já registrou 15 morte até esta segunda-feira (11).

Doença

Coronavírus (CID10) é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em dezembro de 2019 após casos registrados na China. Ele provoca a doença chamada Covid-19, que já matou mais 12 mil pessoas no Brasil.

Período de incubação da doença, que é o tempo que leva para os primeiros sintomas aparecerem desde a infecção pelo vírus, pode ser de 2 a 14 dias. Os principais sintomas da doença são: febre, tosse e dificuldades para respirar. Há também registros de dores de cabeça, ardência nos olhos e perda de olfato e paladar.

Para evitar a doença, o recomendado pelo Ministério da Saúde é lavar as mãos constantemente com água e sabão, usar máscara, usar álcool em gel e manter o distanciamento social. 

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: Faltando dois dias para fim do prazo de registro, apenas Salomão fez pedido. Veja Plano de Governo

Publicado

em

Até as 16h, desta quinta, dia 24, apenas Salomão Barros (SD), apresentou junto a Justiça Eleitoral, seu pedido de registro de candidatura a prefeito, disponível no Sistema de Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais do Tribunal Superior eleitoral (TSE).

Este ano em Tocantinópolis, apenas dois nomes foram aprovados em Convenção para disputar o pleito. Além de Salomão, o atual prefeito Paulo Gomes (PSD), vai buscar o segundo mandato.

Para vereador, até o início da tarde desta quinta, haviam 13 nomes do PSC e 7 do SD, totalizando 20 pedidos de registro.

O prazo para os partidos e coligações apresentarem o requerimento de registro de candidatos e chapas à Justiça Eleitoral termina no sábado, 26.

Conheça o Plano de Governo apresentado por Salomão Barros, junto a Justiça, clicando AQUI.

Continue lendo

Bico do Papagaio

RIACHINHO: TJ mantém condenação de Valdir Chaves que deve ficar inelegível

Publicado

em

O Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO) negou um recurso de apelação e manteve condenação criminal do ex-secretário municipal de Riachinho, Valdir Chaves de Sousa (PSD). Ele é candidato a prefeito do município com o apoio da atual gestora Diva Ribeiro de Melo.

O julgamento ocorreu no dia 15 de setembro de 2020 na 3ª Turma da 2ª Câmara Criminal, sob a presidência Maysa Vendramini Rosal, mas o acórdão só foi publicado nesta terça-feira (23).

O candidato a prefeito foi condenado com base no artigo 38-A da Lei 9.605/98 (Leis de Crimes Ambientais) pelo crime de “destruir ou danificar vegetação primária ou secundária, em estágio avançado ou médio de regeneração, do Bioma Mata Atlântica, ou utilizá-la com infringência das normas de proteção”. A pena prevista é de 01 a 03 anos de detenção, além de multa

Valdir Chaves já foi secretário de Agricultura e de Obras do Município de Riachinho. Em 2011, quando integrava a gestão do ex-prefeito Eurípedes Lourenço de Melo, chegou a ser afastado do cargo a pedido do Ministério Público do Tocantins (MPTO) por suspeita de participar de um esquema fraudulento de empréstimos consignados envolvendo o antigo Banco Matone S/A. Todos são réus nesse processo, inclusive a atual prefeita.

Com a condenação confirmada em segunda instância, Valdir Chaves pode ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa e ter o registro de candidatura negado pela Justiça Eleitoral. (AF Notícias)

Continue lendo

Bico do Papagaio

PALMEIRAS: Denúncia anônima leva até suspeito de efetuar disparo com arma de fogo

Publicado

em

Na tarde de quarta-feira, 23, por voltas das 17h, na cidade de Palmeiras do Tocantins, a Polícia Militar prendeu um homem de 59 anos, por posse ilegal de arma de fogo. Os militares chegaram até o indivíduo depois de receberem uma chamada telefônica denunciando o suspeito por ter realizado um disparo com a arma.

Os policiais saíram em diligência e localizaram a residência do suspeito, onde procederam a abordagem ao indivíduo e depois de realizar buscas no interior da casa, localizaram uma arma de fogo de fabricação caseira, tipo “por fora” escondida entre as palhas que cobrem a residência, além de invólucros contendo pólvora, espoletas e chumbo.

Diante dos fatos, o suspeito foi conduzido juntamente com todo material aprendido, e apresentado na delegacia de plantão em Tocantinópolis, onde foi autuado pelo crime.

Continue lendo
publicidade Bronze