1482823206-122262701

Muitos araguatinenses foram surpreendidos com a morte da bancária Elizelda Vieira de Paula Alves, de 29 anos, que foi assassinada com um tiro na cabeça, nesta segunda-feira (26), em Imperatriz-MA, no quarto de um hotel.

Elizelda trabalhou alguns anos no Banco do Brasil, em Araguatins, onde fez vários amigos.

O principal suspeito é o ex-marido, identificado apenas como Clodoaldo. De acordo com a polícia, Elizelda levou um tiro frontal na cabeça e morreu minutos depois.

O suspeito, após o crime, fugiu em um carro de modelo corola, cor branca. Ele teria dito aos funcionários do hotel, que a mulher estava quebrando tudo no quarto. Os funcionários, ao abrir a porta com a chave reserva, encontraram a mulher agonizando.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência (Samu), foi acionado, mas a mulher já estava sem vida. Ela deixa dois filhos pequenos. O suspeito do assassinato tomava conta de uma lanchonete, de propriedade do irmão da vítima.

Segundo informações de familiares, o casal estava separado há dois meses e a mulher, inconformada com a separação, sempre ia atrás do ex-marido, no hotel, onde ele estava hospedado. Familiares afirmam, ainda, que a relação do ex-casal era bastante complicada. (Com informações do iMirante)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.