Connect with us

Pará

BELÉM: Região Metropolitana entra em lockdown a partir das 21h desta segunda, 15

Publicado

em

Os municípios de Belém, Ananindeua, Marituba, Santa Bárbara do Pará e Benevides, que fazem parte da Região Metropolitana de Belém, entrarão em bandeiramento preto (lockdown), a partir das 21h da próxima segunda-feira (15), por 7 dias. O anúncio foi feito pelo governador do Estado, Helder Barbalho, ao lado de prefeitos da RMB, na noite deste sábado (13), por meio das redes sociais.

“Com grande dificuldade em dar a notícia e pedindo a compreensão dos cidadãos, nós estaremos entrando em estágio de bandeiramento preto (lockdown) em cinco municípios da Região Metropolitana de Belém. Em princípio, o lockdown valerá por 7 dias, necessitando de avaliação diária do sistema de saúde e cenário epidemiológico da região. Sendo assim, nós estaremos necessitando que cada cidadão faça sua parte, possa ficar em suas casas para evitar exposição ao vírus, para evitar ser mais uma vítima do novo coronavírus. Apenas estarão funcionando as atividades essenciais”, disse o governador Helder Barbalho, ressaltando que o início do bandeiramento foi escolhido para segunda-feira para que a população possa se preparar em suas atividades.

Durante o anúncio, o chefe do Executivo Estadual ressaltou que 9 mil paraenses já perderam a vida para Covid-19 e que, neste sábado (13), o Pará possui taxa de ocupação de 65% de leitos clínicos e 83,6% dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Helder Barbalho disse que a medida é necessária para evitar o colapso no sistema de saúde público da RMB.

“Na maioria dos estados, o sistema de saúde já colapsou e não podemos deixar que isto aconteça no Pará. Os hospitais particulares já não tem mais vagas, os planos de saúde já não conseguem mais atender as pessoas, e já sentimos a pressão no sistema público de saúde”, frisou ele.

Para evitar o colapso no sistema de saúde da capital, o governador disse que o Estado vem ampliando, todos os dias, os números de leitos na Grande Belém. Atualmente, são 688 exclusivos para pacientes com a Covid-19 nos cinco municípios da RMB. Na sexta-feira (12), o governo entregou 50 novos leitos no Hospital Abelardo Santos, sendo 25 clínicos e 25 de UTI, e neste sábado, foram abertos mais 50 leitos, sendo também 25 clínicos e 25 de UTI. Ele também adiantou que, durante este período, o Hospital Abelardo Santos será utilizado somente para atender casos de coronavírus. Em paralelo a isso, o chefe do Executivo ressaltou ainda que esta semana, os hospitais Galileu e Jean Bitar serão utilizados para atender pacientes com a doença e que as cirurgias eletivas no Estado serão suspensas até o final de março, para que o sistema atenda a urgência dos casos de Covid-19.

Ao concluir a transmissão, o governador do Estado lamentou as mais de 9 mil mortes de paraenses pela doença e pediu a compreensão da população. “A minha solidariedade à todas as famílias dos paraenses que perderam seus parentes e amigos para essa doença, minha solidariedade aquelas pessoas que também têm parentes e amigos internados em leitos clínicos e de UTI. A medida que tomamos hoje é para evitar que mais famílias sofram, a nossa decisão é para salvar vidas, que Deus nos conforte e que possamos juntos, unidos, garantir que o Pará vença o novo coronavírus”, concluiu o governador.

Na próxima segunda-feira (15), o governo do Estado vai anunciar medidas econômicas para os setores mais atingidos pelo novo bandeiramento em Belém e mais quatro cidades da RMB. Ainda durante a transmissão, Helder Barbalho anunciou a suspensão dos jogos do Parazarão 2021, inicialmente por sete dias.

O decreto estadual com a mudança em cinco municípios da RMB deve ser divulgado até próxima segunda-feira (15). Dessa forma, Belém, Ananindeua, Marituba, Santa Bárbara e Benevides passam para o bandeiramento preto e as demais regiões do Estado continuam na cor vermelha, o que significa alto risco de disseminação da Covid-19.

O anúncio contou com as presenças de cinco prefeitos da Região Metropolitana: Edmilson Rodrigues, de Belém; Daniel Santos, de Ananindeua; Luziane Solon, de Benevides; Patrícia Mendes, de Marituba, e Marcus Leão, de Santa Bárbara do Pará. (Bruno Magno)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

Paragominas e Palmas empatam na Arena Verde

Publicado

em

Daylon marcou para o Paragominas, aos 24 minutos do primeiro tempo e aos 29, também da etapa inicial, Tchô empatou para o Palmas, a partida que terminou empatada por 1 a 1, na tarde deste domingo, no Estádio Arena Verde, em Paragominas. A partida foi válida pela nona rodada do Grupo 2 do Brasileiro da Série D.

SITUAÇÃO NO CAMPEONATO

Com o resultado, as equipes não avançam na competição. O Paragominas segue na sexta colocação com dez pontos, enquanto o Palmas permanece na sétima colocação com oito pontos.


O JOGO

A partida não foi movimentada até pouco mais da metade do primeiro tempo, quando as duas equipes buscaram e conseguiram fazer os gols. Mas no segundo tempo a partida caiu de produção, a marcação forte foi amarrando a partida e praticamente nenhuma chance clara foi criada. Apenas chutes sem muito perigo de fora da área.

PRÓXIMOS JOGOS

Na décima rodada, no próximo sábado (7), o Palmas recebe em casa, às 16 horas, no Estádio Nilton Santos, o último colocado da chave, o Tocantinópolis, que soma sete pontos. A partida ocorrerá no Estádio Nilton Santos, na capital tocantinense. É o clássico regional tocantinense.
Já o Paragominas recebe no domingo (8), o Juventude Samas (MA), às 16 horas, no Estádio Arena Verde, em Paragominas. (Futebol Interior / Foto: João Botelho)

Continue lendo

Pará

Em Belém, Remo vence CSA por 1 a 0

Publicado

em

O Remo bateu o CSA por 1 a 0 e ganhou justamente a posição do adversário na classificação da Série B. Assumiu neste domingo o 12° posto. No Baenão, em Belém, o único gol da partida saiu aos oito minutos do primeiro tempo, com o atacante Renan Gorne. O time alagoano perdeu a segunda consecutiva e volta para Maceió sob pressão.

O Remo abriu o placar logo na primeira chance. Erick Flores deu um drible desconcertante em Fabrício na área do CSA e serviu a Renan Gorne, que só teve o trabalho de empurrar para a rede, aos oito minutos. Aos 14, Gabriel lançou para Aylon, que finalizou com perigo, mas estava impedido. Não valeu o ataque do CSA. O jogo ficou morno e só esquentou aos 31, num chute colocado de Gabriel. Assustou o goleiro do Remo. Depois, o time alagoano rondou a área paraense, mas não foi efetivo.


O Remo teve a primeira oportunidade do segundo tempo. Lucas Tocantins, que havia acabado de entrar, passou fácil por Yuri e bateu por baixo. Thiago Rodrigues defendeu com dificuldades, com as pernas, e a zaga do CSA aliviou. Depois, o Remo passou a controlar mais o jogo. O técnico do CSA mexeu no ataque, mas o time continuou com enorme dificuldade para finalizar. Aos 29, Lucas Tocantins bateu cruzado, pela esquerda, e levou perigo ao gol do CSA. Aos 36, Dudu Beberibe acertou uma cabeçada na área do Remo e obrigou Vinícius a fazer uma boa defesa. Aos 38, Fabrício, do CSA, bateu falta com veneno e deu trabalho ao goleiro do Remo.

O Remo chegou a 19 pontos e fechou a 15ª rodada da Série B na 12ª colocação. Com 18, o CSA perdeu uma posição e caiu para o 13º lugar, com cinco pontos de vantagem para a zona do rebaixamento.

O CSA volta a jogar em Maceió no próximo sábado. Às 19h, recebe o Avaí no Estádio Rei Pelé. Antes, na sexta, o Remo faz outro jogo no Estádio Baenão, em Belém, desta vez contra o Operário-PR, às 16h. (Foto: Samara Miranda)

Continue lendo

Pará

Assista o Conexão Rural deste final de semana – Dias 31 e 1ª

Publicado

em

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze