Connect with us

Bico do Papagaio

Biquense presidente da ASPAFARMA completa 14 anos de trabalho pela saúde

Publicado

em

Concursado no Governo do Estado desde 2005, o servidor público e atual presidente da ASPAFARMA (Associação Palmense de Farmacêuticos), Delbes Barbosa, completa neste mês de agosto 14 anos de trabalho prestado pela saúde do Tocantins. Oportunidade em que faz uma retrospectiva sobre o período em que ficou à frente da coordenação e gerência das farmácias do Hospital Geral de Palmas (HGP). “Em 2007, quando fui gerente das farmácias do HGP, sendo a farmácia central e cinco farmácias satélites, implantamos o sistema de qualidade total 5S em todas as farmácias e posteriormente expandimos para todos os setores do hospital”, relembra.

Segundo Delbes, a proposta era tornar o HGP referência da região norte. “Na época, o diretor do hospital, dr Sena, se engajou no projeto de tornar o HGP o melhor hospital público da região norte do país, com isso desencadeamos várias ações, além de implantar o sistema de qualidade 5S nas farmácias, ministramos cursos e treinamentos aos servidores, bem como trouxemos, em parceria com o hospital Sírio Libanês, uma pós graduação em saúde baseada em evidências, valorizando os servidores públicos e colaboradores em busca de um bem comum: ser referência em saúde no Tocantins e no país”, relata. “Implantamos rotinas e procedimentos adotados pelos melhores hospitais do país, públicos e privados, mas infelizmente hoje o retrato é outro. Pacientes em macas, desassistidos nos corredores, e muito descaso com a saúde da população. Não era isso que queríamos para o HGP e bem menos para nossa sofrida população”, avalia Delbes.

Diante da situação e com uma proposta para atuar em outro hospital público, em 2011 Delbes deixou o HGP. “Fui convidado para assumir em outro hospital e aceitei, não me sentia bem como profissional vendo a situação dos pacientes no HGP, não era o que queríamos para o hospital”, ressalta. “Quando eu vejo essa situação, fico decepcionado, porque todo o trabalho que nós fizemos foi por água abaixo”, lamenta. Indagado sobre os motivos que teriam levado à atual situação do hospital, Delbes explica que as rotinas foram se desfazendo, novos procedimentos sendo adotados, “não aqueles que contentam a população, mas sim os que agradam a uma minoria de gestores da alta cúpula”. Ele avalia que alguns servidores ou especialidades estão sobrecarregados, enquanto outras estão ociosos e sem produtividade.

E que mudanças precisam ser feitas com urgência a fim de equilibrar e produzir mais e com melhor qualidade. Para ele, motivar e valorizar os bons profissionais é o primeiro passo a ser dado. “Os quais irão prestar um excelente atendimento à população que procura o hospital”, avalia Delbes Barbosa. “Sempre carrego comigo o seguinte: muitas vezes fazemos o que gostamos, mas em gestão de qualidade fazemos o que tem que ser feito”, enfatiza o presidente da ASPAFARMA.

Qualidade 5S

Conforme Delbes, o programa de qualidade 5S é de origem japonesa, utilizado pelos japoneses, na reconstrução do país, após a Segunda Guerra Mundial, onde o país foi devastado pelo confronto. É utilizado atualmente por grandes empresas do setor público e privado. A qualidade total, a metodologia 5S é assim chamada devido a primeira letra de 5 palavras japonesas e realizado em 5 etapas: Seiri (Classificação), Seiton (Ordem), Seiso (Limpeza), Seiketsu (Padronização), Shitsuke (Disciplina).

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

Municípios do Bico ainda não sabem cota e quando iniciam imunização contra Covid-19

Publicado

em

Com a chegada do primeiro lote de vacinas CoronaVac, contra Covid-19, nesta segunda, 18, ao Tocantins, os municípios do Bico do Papagaio ainda não tem definida a data de inicio da vacinação e nem a quantidade de doses que serão recebidas.

É aguarda para esta terça, 19, que a Secretaria de Estado da Saúde (SES), informe as Secretaria Municipais de Saúde, cada cota.

A princípio, a SES recebeu o comunicado do Ministério da Saúde, que neste primeiro lote, seriam enviadas 29.840 doses da CoronaVac, depois, esse número cresceu para 44 mil.

As vacinas para os municípios do Bico, serão transportadas ainda nesta terça, para a Central de Distribuição, em Araguaína. De lá, os municípios farão a retirada e ficam responsáveis pela aplicação do imunizante e pela escolha das pessoas dos grupos prioritários indicados pelo Ministério da Saúde.

A CoronaVac foi desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac, e está sendo produzida, no Brasil, pelo Instituto Butantan, em São Paulo. O uso emergencial da vacina foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no último domingo, 17. A agência também aprovou o uso emergencial da vacina de Oxford.

Continue lendo

Bico do Papagaio

Vacinas CoronaVac para o Bico serão levadas para Centro de Distribuição em Araguaína

Publicado

em

Começou na noite desta segunda, 18, à campanha de vacinação contra a Covid-19. As três primeiras pessoas escolhidas, que pertencem aos grupos prioritários, já foram imunizadas durante a solenidade de lançamento da campanha, realizada no Laboratório Central do Estado (Lacen), em Palmas, capital do estado.

O secretário de Estado da Saúde, Edgar Tollini, ressaltou que as vacinas serão enviadas imediatamente para todos os municípios, sendo que o ente municipal será responsável pela aplicação do imunizante e pela escolha das pessoas dos grupos prioritários indicados pelo Ministério da Saúde.

As vacinas destinadas aos 27 municípios do Bico do Papagaio, serão enviadas ainda nesta terça, 19, para um centro de Distribuição, na cidade de Araguaína. Lá, cada município biquense fica responsável pela retirada de sua cota. “Cada município tem a responsabilidade por seus cidadãos e com as pessoas dos grupos prioritários”, frisou o secretário Edgar Tollini, ao adiantar que a expectativa é vacinar a maior parte da população tocantinense ainda neste semestre.

A CoronaVac foi desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac, e está sendo produzida, no Brasil, pelo Instituto Butantan, em São Paulo. O uso emergencial da vacina foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no último domingo, 17. A agência também aprovou o uso emergencial da vacina de Oxford.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Confira as vagas de emprego no Sine para esta terça, 19

Publicado

em

SINE – ARAGUATINS
Rua 13 de outubro, n° 1073, Centro.
Fone: 3474-3003 / 1100
CEP: 77.950-000 – Araguatins – TO
Veja as vagas de emprego em Araguatins e outras cidades do estado clicando AQUI

Continue lendo
publicidade Bronze