Connect with us

Bico do Papagaio

BREJO GRANDE: Irmãos matam jacaré a machadada e o esfolaram no meio da rua

Publicado

em

Jacar-5

Nesta quinta-feira, 8, uma equipe do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) de Marabá segue para Brejo Grande do Araguaia para investigar dois irmãos de um vereador que aparecem em um vídeo trucidando um jacaré com machado, maltratando o animal e depois tirando a carne e o couro em via pública, na frente de crianças.

Os dois homens aparecem em um vídeo de 1 minuto e 18 segundos terminando de matar um jacaré de 5 metros de comprimento. A crueldade foi fotografada em Brejo Grande do Araguaia e o crime não seria isolado. Segundo a denúncia anônima, os irmãos preparam armadilha com anzol às proximidades da Praia Santa Rita, no Rio Araguaia, lá mesmo no município de Brejo Grande.

O denunciante informou que o crime aconteceu há poucos dias. Os acusados, depois de fisgarem o jacaré no rio, colocaram-no na carroceria de um caminhão e o levarão para uma rua. É neste local que acontece a gravação do vídeo. Os maus tratos com o animal ainda vivo acontecem na frente de várias crianças menores de 12 anos, que assistem a tudo absortas e sem esboçar qualquer tipo de reação.

Uma corda está amarrada na boca do jacaré enquanto outra imobiliza as patas traseiras e o rabo. Em um dado momento, um dos homens tira uma das cordas, tenta arrastar o animal, mas com pouco sucesso. Um segundo se aproxima com um machado na mão e começa a bater na cabeça do réptil. Após a primeira machadada, ele para, olha para as demais pessoas e sorri de forma “heroica”. Depois, dá mais três golpes e passa o machado para o colega.

Este outro, sem piedade, vai massacrando o animal com outros tantos golpes. Várias outras pessoas passam em frente à filmagem, também registrando o momento de “diversão” através de seus celulares. No finalzinho do vídeo, o segundo acusado passa a brincar com o animal, que já está agonizando no chão. Ele deita sobre o jacaré, segura em suas patas dianteiras e parece diverti-se e às pessoas que estão à volta, exibindo o animal como um troféu.

Um dos agressores diz em tom de galhofa antes da primeira machadada: “Mata o boi, mata o boi”. Após a pancada inicial, uma mulher adverte: “Isso aí é cosquinha para ele”. Enquanto o espancamento continua com o machado, um terceiro homem dá uma lição: “Para você ter certeza que um jacaré está morto, trisca na bunda dele”.

A promotora de Brejo Grande do Araguaia, Mayanna Queiroz, ao assistir ao vídeo, ficou abismada com as imagens da crueldade praticada contra o jacaré. Ela reconhece que o caso é grave e antecipou que hoje, quinta-feira, 8, vai pedir para o IBAMA investigar o caso e aplicar as sanções previstas em lei. “Trata-se de um crime ambiental que precisa ser punido”, observou.

O biólogo Fábio Reis Ribeiro identificou o jacaré em questão como da espécie jacaré-açu (Melanosuchus Níger), considerado o maior da fauna brasileira.

Pela Lei 9.605/1998, “matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória” é crime. A pena é detenção de seis meses a um ano e pagamento de multa. (Paulo Costa)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
4 Comments

Bico do Papagaio

AUGUSTINÓPOLIS: Unitins abre seleção para Pós-Graduação em Contabilidade e Direito Tributário

Publicado

em

A Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), por meio da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, lançou o edital com 45 vagas para o curso de Pós-Graduação lato sensu em Contabilidade e Direito Tributário, ofertado no Câmpus Augustinópolis. Podem concorrer egressos da Unitins e de outras instituições de ensino superior com formação em qualquer área do conhecimento. O valor da taxa de inscrição é de R$ 25,00. As inscrições podem ser feitas a partir desta sexta-feira, 15, pela Fapto: http://sistemas.fapto.org.br/CursosEventos/GUI/index.html

O curso conta com 16 módulos de 25 horas, com carga horária total de 400 horas e duração de 1 ano e quatro meses. As aulas serão ministradas por professores especialistas, mestres e doutores com vasta experiência na área de Gestão de Tributos, e acontecerão mensalmente, às sextas-feiras das 19h às 22h e aos sábados e domingos das 8h às 12h e das 13h às 18h. O valor da mensalidade é R$: 199,99, num total de 17 parcelas. O início das aulas está previsto para o dia 16 de abril de 2021.

Para a coordenadora da especialização, Gisele Padilha, o curso possibilitará aos interessados em Gestão Fiscal e Tributária a oportunidade de atualização de conhecimentos e continuidade dos estudos, considerando que um profissional especialista pode fazer a diferença em qualquer organização. Segundo ela, o curso atende a demanda por capacitação diante das constantes alterações na área tributária e as dificuldades enfrentadas pelas empresas para gerenciar os gastos com tributos. Gisele lembra que o curso é presencial, mas que durante o período de afastamento das atividades presenciais, em decorrência da pandemia do novo coronavírus, as aulas serão ofertadas em formato remoto.

Esse é o primeiro curso de Pós-Graduação oferecido pelo Câmpus Augustinópolis, que conta atualmente com três cursos de graduação: Ciências Contábeis, Direito e Enfermagem. 

A diretora de Pós-Graduação da Unitins, Leda Verônica Benevides Dantas Silva, ressalta que o curso de Especialização em Contabilidade e Direito Tributário ofertado pela Unitins é uma grande oportunidade para profissionais interessados em se aperfeiçoar e atualizar em sua área de atuação. “A professora Gisele, coordenadora do curso, foi extremamente criteriosa em todas as etapas de concepção da especialização, e conseguiu aliar um corpo docente qualificado a uma matriz curricular dinâmica e atual. Estamos entusiasmados com o lançamento do primeiro edital de pós-graduação de 2021 e ansiosos pelos novos cursos que ainda serão ofertados neste ano”, afirma já anunciando que outros cursos de pós-graduação serão lançados neste ano.

Continue lendo

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: Homem é morto a tiros no meio da rua

Publicado

em

Um jovem identificado como Paulene Alves Brandão, de 26 anos, foi assassinado com vários disparos de arma de fogo durante uma discussão em Tocantinópolis, região do Bico do Papagaio.

O crime ocorreu na tarde desse sábado (16), na rua Filadélfia, esquina com a rua Da Prata. O rapaz foi alvejado com pelo menos quatro tiros, sendo dois na região da virilha, um abaixo do peito e outro nas costas.

Após o crime, a polícia obteve informações de que o suposto autor, outro jovem de 20 anos, fugiu do local e estava escondido na casa de sua mãe.

Já na residência, a esposa do suspeito disse que estava presente no momento do crime. Segundo ela, houve uma discussão entre autor e vítima no meio da rua, momento em que o seu marido sacou uma arma de fogo que estava na cintura e efetuou os disparos.

O autor correu em seguida, conforme a esposa, e não teve mais contato com ela até aquele momento. A Polícia Civil vai investigar o crime. (AF Notícias)

Continue lendo

Bico do Papagaio

No dia que Brasil começa vacinação contra Covid-19, Bico acumula mais de 12 mil infectados

Publicado

em

Logo após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ter aprovado o uso emergencial da CoronaVac, vacina contra o novo coronavírus produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, neste domingo, 17, foi aplicada a primeira dose no país.

A primeira pessoa vacinada fora dos estudos clínicos foi Mônica Calazans, de 54 anos, enfermeira, negra e moradora da zona leste da capital. Ela, que atua na linha de frente contra a Covid-19 no Instituto de Infectologia Emílio Ribas, foi vacinada no fim da tarde no Instituto Butantan. Até então, as únicas pessoas do país que haviam tomado a vacina faziam parte dos testes clínicos.

A vacina chega, nove meses depois do registro do primeiro caso no Bico do Papagaio. Durante esses noves meses, a região acumula 12.010 casos de pessoas que se infectaram com o vírus Sars-Cov-2. A quantidade configura 12.4% de todos os 96.319 casos identificados no Tocantins.

188 pacientes dos 12.010 infectados morreram na região. Isso representa 1.56%. Em comparação ao número de mortes no Tocantins, os óbitos no Bico, corresponde a 14.3% dos 1.313 registrados em todo o estado.

Tocantinópolis é o município do Bico do Papagaio que mais teve moradores infectados, com 1.374, seguido de Araguatins, com 1.148 e Xambioá com 1.125.

Quanto ao número de mortes, quem lidera é Araguatins, com 31 óbitos, seguido de Tocantinópolis, com 24 e Ananás com 16.

Continue lendo
publicidade Bronze