José Edmar Brito Miranda, pai do ex-governador Marcelo Miranda, ficará preso junto com o filho na sede do Comando Geral da Polícia Militar, em Palmas, uma sala de Estado Maior, até que pague fiança no valor de 200 salários mínimos, pouco mais de R$ 200 mil, em substituição da prisão preventiva.

O juiz federal João Paulo Abe levou em conta a idade avançada de Brito e o estado de saúde.

Algumas medidas cautelares foram estipuladas como a proibição de manter contato com investigados na Operação Reis do Gado, que investiga crimes de corrupção no Tocantins, e o recolhimento no período noturno e aos finais de semana em seu domicílio.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.