Connect with us

Tocantins

BRK Ambiental: Lavar corretamente as mãos continua sendo uma das medidas indispensáveis de prevenir a Covid-19

Publicado

em

Com o coronavírus, lavar as mãos e higienizar se tornou ainda mais importante para nos livrarmos de micro-organismos causadores de doenças. As mãos podem receber vírus, germes e bactérias de diversas maneiras. Eles podem ser transferidos de uma superfície para outra e, assim, chegar às nossas mãos, como nestas situações:

  • após usar o vaso sanitário;
  • ao apertar as mãos de uma pessoa infectada;
  • ao segurar em um corrimão;
  • manusear um celular não higienizado;
  • brincar com animais de estimação;
  • encostar em qualquer superfície contaminada.

Com isso, quando se higieniza as mãos, é possível eliminar esses micro-organismos nocivos e impedir que eles prejudiquem a sua saúde. Tanto soluções alcoolizadas (preferencialmente com concentração alcoólica de 70%) quanto água com sabão ou detergente são eficazes.

O álcool gel ou o álcool líquido só devem ser uma opção quando água e sabão não estiverem disponíveis para lavar as mãos, já que eles não são adequados na remoção de outras sujeiras, visíveis e não visíveis. Na pandemia, o uso de máscara é indispensável, com o uso é possível proteger as vias respiratórias e evitar o contato com o vírus.

O médico da BRK Ambiental no Tocantins, Dr. Eduardo Godinho, explica que o processo de levar as mãos deve levar de 40 a 60 segundos. “É preciso molhar as mãos, fechar a torneira, aplicar quantidade suficiente de sabão na palma da mão e espalhar bem nas duas mãos. É preciso lavar toda a mão, inclusive entre os dedos, dorso, dobras e sob as unhas. Após enxaguar, é importante utilizar papel descartável para a secagem das mãos”, explica o médico.

É imprescindível lavar as mãos antes e depois de preparar e manusear alimentos, antes de comer, depois de cuidar de feridas, antes e depois de ter contato com pessoas infectadas ou doentes, antes e depois de usar o banheiro. Também é importante lavar após tossir, espirrar ou assoar o nariz.

Lavar as mãos é uma das maneiras mais baratas e eficazes de prevenir diversas doenças. É um ato de amor-próprio e ao próximo, pois corta um importante canal de transmissão, não só do coronavírus, mas de muitos outros micro-organismos prejudiciais à nossa saúde

O simples hábito de lavá-las com frequência com água limpa pode interromper a disseminação de micro-organismos nocivos à nossa saúde. Para garantir o acesso à água tratada nas residências nesse período em que as pessoas tanto precisam, as equipes da BRK Ambiental continuam trabalhando para abastecer os 47 municípios em que opera no Tocantins. Saiba mais sobre a atuação da concessionária no site www.brkambiental.com.br.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

BRK Ambiental reforça a importância da conservação do solo

Publicado

em

African Descent Kid Holding Recycling Box of Plastic Bottles

Nesta quinta feira, 15 de abril, foi comemorado o Dia Nacional da Conservação do Solo. De acordo com o relatório apresentado no final de 2020 pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), a degradação do solo afeta pelo menos 3,2 mil milhões de pessoas, ou seja, 40% da população mundial.

A BRK Ambiental, responsável pelos serviços de esgoto em Palmas, aproveitou a data para reforçar a importância do descarte correto de resíduos, evitando contaminações do meio ambiente e do sistema de saneamento da cidade.

Pequenas mudanças de hábitos no dia a dia contribuem positivamente para a preservação do solo e o bom funcionamento dos sistemas de saneamento básico.

Frequentemente são encontrados nas tubulações da cidade resíduos de construção civil e descartes de banheiro como papel higiênico, fio dental, preservativos, cabelo, cotonetes, tecidos e sacos plásticos. Fluídos como óleo de cozinha, gordura, chorume proveniente do acúmulo de lixo e agrotóxicos se infiltram no solo e podem alcançar os lençóis freáticos. O descarte incorreto de um litro do óleo de cozinha, por exemplo, é capaz de poluir cerca de 1.000 litros de água.

“O processo de reciclagem é de extrema importância, o óleo de cozinha por exemplo, é um grave poluente. Ele descartado em ralos e pias pode causar o entupimento das redes de esgoto, gerando um grande risco ao meio ambiente e ao bem estar da população”, informa Dalton Bracarense, gerente operacional da concessionária em Palmas.

Em 2020, foram retiradas 710 toneladas de lixo das redes que compõem o sistema de esgoto de Palmas. O descarte incorreto dos resíduos aumentou comparado a 2019, em que aproximadamente 526 toneladas de lixo foram retiradas das redes de esgoto e direcionadas para o aterro sanitário municipal.

Para dicas e informações sobre os cuidados com as redes de esgoto e o descarte correto de lixo, acesse: blog.brkambiental.com.br

Continue lendo

Tocantins

Percentual de domicílios no Tocantins com internet passou de 61,9% para 74,6%

Publicado

em

Pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgada nesta quarta-feira, 14, mostra que o percentual de domicílios no Tocantins  com internet passou de 61,9% para 74,6%, em quatro anos (de 2016 para 2019), um crescimento de 12,7 pontos percentuais. O equipamento mais usado para navegar na rede, segundo o levantamento, é o celular e a proporção de pessoas que possuem o aparelho aumentou de 74,4% para 78,2%, no período. Por outro lado, houve queda no índice de domicílios com telefone fixo: de 13,2% para 10,2%.

Esses são alguns dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua – Tecnologia da Informação e Comunicação (Pnad TIC). O estudo, realizado no quarto trimestre de 2019, apresenta informações sobre o acesso à internet e à televisão nos domicílios particulares brasileiros, bem como, a posse de telefone móvel celular pelas pessoas de 10 anos ou mais de idade.

Apesar do aumento no acesso à internet nos domicílios tocantinenses, 25,4% ainda não estavam conectados à rede, em 2019. Os três motivos que mais se destacaram para justificar a ausência foram: falta de interesse em acessar (33,6%), nenhum morador sabia usar a internet (22,9%) e serviço de acesso era caro (20,7%). Em outras 15,9% das residências os moradores disseram que não havia disponibilidade de rede na área do domicílio e em 4,8% a justificativa foi o alto custo do equipamento eletrônico para conexão.

De acordo com os resultados da pesquisa, fica perceptível que a renda das famílias impacta também no acesso às Tecnologias da Informação e Comunicação. O rendimento médio per capita, por exemplo, daqueles domicílios em que havia utilização da internet (R$ 1.146) era quase o dobro do rendimento dos que não utilizavam a rede (R$ 620). Por sua vez, a renda per capita nos lares com acesso à televisão por assinatura chegava à média de R$ 2.105, bem mais que o dobro dos que não possuíam o serviço (R$ 862).

Meios de acesso

Dentre os equipamentos utilizados para navegar na internet, o celular se manteve na vanguarda em 2019, já próximo de alcançar a totalidade (99,8%) dos domicílios com acesso à rede no Tocantins, seguindo a tendência nacional. Em 2016, este percentual era de 98,2%.

O microcomputador foi o segundo equipamento mais usado para conectar à rede: em 31,6% dos domicílios, tendo, inclusive, reduzido esse percentual em comparação a 2016, que era de 42%. Já o uso dos tablets diminuiu de 10,1% para 7%, no período.

Por outro lado, o percentual de domicílios que acessavam a internet pela televisão aumentou significativamente, de 6,0% em 2016 para 15,2% em 2019. Embora ainda seja um percentual baixo de domicílios investindo nesse recurso, esse acelerado movimento de crescimento ocorreu em todas as regiões do país.

Telefone e TV

Em 2019, não havia telefone fixo ou móvel em 4,1% dos lares tocantinenses. Esse resultado apresentou queda comparado a 2016, pois o percentual de residências sem nenhum tipo de aparelho telefônico naquele ano era de 5,8%, ou seja, alguns domicílios adquiriram os equipamentos.

Já em relação à televisão, a pesquisa revela queda anual no percentual de domicílios com o aparelho: em 2016 (94,4%), em 2017 (93%), em 2018 (92,6%) e em 2019 (91,6%). O processo de implantação do sinal digital para acesso aos canais de televisão aberta em substituição ao analógico, transmitido por antenas terrestres, ainda estava em andamento em 2019. A PNAD TIC mostra que naquele ano, 75,3% dos domicílios tinham conversor (integrado ou adaptado na TV) para receber o sinal digital. Em 2016, eles contabilizavam apenas 55,8%.

A antena parabólica é um recurso para captar, via satélite, sinal de televisão em áreas que não são plenamente atendidas por meio de antenas terrestres, o que ocorre com mais frequência longe dos grandes centros. E o Tocantins registrou o maior percentual, entre todas as Unidades da Federação, de domicílios com televisão com recepção de sinal por antena parabólica (63,8%). O menor índice encontrado foi no Distrito Federal (1,7%).

Diferente do cenário nacional, o percentual de domicílios no Tocantins com TV por assinatura cresceu, passando de 13,9% em 2016, para 15% em 2019. Entre os motivos informados para não adquirir o serviço, 48,9% não tinham interesse e 42,9% consideravam-no caro.

Posse de celular

O percentual de pessoas que possuíam telefone móvel para uso pessoal na população de 10 anos ou mais de idade subiu de 74,4%, em 2016, para 78,2%, em 2019. A proporção de tocantinenses que utilizavam o aparelho era maior entre aqueles com nível de instrução mais elevado, abrangendo apenas 62,3% das pessoas sem instrução e com fundamental incompleto e 97,7% das que tinham superior completo.

Entre os motivos alegados pelos entrevistados para não terem celular de uso pessoal, quatro se destacaram: alto custo do aparelho ou serviço (34,4%), falta de interesse (21,5%), costume de usar celular de outra pessoa (18,5%)  e não sabiam usar (18,3%).

Continue lendo

Tocantins

Sebrae Tocantins realiza live de lançamento de edital do Hackathon Cidade Empreendedora

Publicado

em

O Sebrae Tocantins lançará nesta quinta-feira, 15, às 19h, em live no Youtube o edital do Hackathon Cidade Empreendedora – Govtech, com prêmio total de R$35 mil para os melhores projetos de soluções tecnológicas para municípios e órgãos de governo. O Hackathon é realizado pelo Sebrae em parceria com a Prefeitura de Araguaína, Unitpac Araguaína, Topocart e Rensoftware.

O evento reúne hackers, programadores, desenvolvedores e inventores para criar projetos que transformem informações de interesse público em soluções digitais, acessíveis a todos os cidadãos.

De acordo com o superintendente do Sebrae, Moisés Gomes, a proposta é que os participantes desenvolvam e apresentem soluções tecnológicas que abordem problemas e desafios de gestão de interesse público. “Quanto mais digital for a gestão municipal, mais rápida, mais simples e mais econômica ela será. Ganha os servidores, ganha os gestores, ganha a população”, ressalta.

O gerente do Sebrae em Araguaína, Joaquim Quinta, conta que a premiação é para as equipes que apresentarem os melhores projetos. “Ao todo serão R$35 mil em premiação, sendo R$20 mil para o primeiro colocado, R$10 mil para o segundo e R$5 mil para o terceiro. Todos os detalhes quanto às inscrições, formas de participação e etapas da maratona serão apresentadas durante a live de lançamento, então, quem tiver interesse, deve participar com a gente no youtube do Sebrae nesta quinta-feira”, ressalta o gerente.

Evento

Lançamento do edital Hackathon Cidade Empreendedora – Govtech
Data: 15 de abril
Horário: 19h
Link de acesso: https://youtu.be/DDlmehD7FrA

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze