Connect with us

Tocantins

BRK Ambiental: saiba quais os fatores impactam o valor final da conta de água

Publicado

em

No período de estiagem, que começa no Tocantins no mês de julho e se estende até outubro, os cuidados com o consumo de água devem ser redobrados. Em função do calor e do clima mais seco, neste período há um aumento natural no consumo de água, no entanto, é também nestes meses mais secos do ano que os reservatórios de água ficam com níveis mais baixos. Por isso, economizar água nestes meses pode gerar economia para o bolso do cliente e preservar esse recurso tão importante.

“O valor final da conta de água é um aspecto que impacta diretamente o cliente, por isso é tão importante que ele entenda como fazer a gestão do seu consumo. E uma forma de ter esse entendimento é conhecer os seus hábitos de consumo, quais os fatores podem impactar o volume de água consumido e consequentemente o valor final da conta”, destaca Ricardo Ferraz, gerente comercial da BRK Ambiental.

Ele completa que, neste sentido, o cliente precisa ficar atento a três pontos: consumo no dia a dia (tempo de banho; uso de torneiras no jardim; lavagem de roupas, casa, calçadas etc), se há vazamentos nas ligações interna (válvulas de descargas; pias, torneiras, vazamentos ocultos etc) ou ainda a faixa de consumo em que ele está enquadrado.

“Ao avaliar esses pontos, o cliente vai identificar em quais atividades ele gasta mais água e onde pode economizar, ou ainda se há vazamentos. Para se ter uma ideia, só o chuveiro é responsável por mais de 30% do volume de água usado mensalmente em uma casa. Outros 30% de consumo doméstico de água, em média, escorre pelas descargas, especialmente quando os vasos sanitários utilizam modelos de válvulas mais antigos”, exemplifica Ricardo Ferraz.

Nesse sentido, atitudes simples podem gerar grandes mudanças no valor final da conta. Reduzir em cinco minutos o tempo no banho, por exemplo, pode significar uma economia de 1.350 litros de água ao fim de um mês. No caso de uma família com quatro pessoas, a redução é ainda mais significativa. Outro jeito de reduzir gastos passa pela escolha da válvula de descarga. As descargas de acionamento duplo podem economizar até 75% de água, em uma comparação com as descargas comuns.

Economia em toda a casa

As outras áreas da casa também concentram focos de desperdício. Mudanças nos hábitos de lavar louças, regar plantas e usar a máquina de lavar ajudam a entrar de cabeça no consumo consciente e reduzir o valor da conta de água. Confira quatro dicas para começar já:

1. Foco na cozinha
Reduza a necessidade de água na hora de lavar louça. Antes de pegar a esponja, despeje no lixo todos os restos de alimentos que ainda estejam grudados em pratos e panelas. Mantenha a torneira fechada enquanto ensaboa os utensílios. 

2. Máquina cheia
Uma média de 135 litros de água são usados cada vez que você aciona uma máquina de lavar roupas com 5 quilos de capacidade. Aguarde para só usar o aparelho quando já tiver acumulado roupa suficiente para enchê-lo. Você também pode reservar a água que sobra da lavagem e reutilizá-la na limpeza da casa. 

3. Nada de mangueira
A mangueira é uma das grandes vilãs do desperdício de água: 30 minutos de mangueira ligada representam a perda de 558 litros de água. O volume equivale ao necessário para 12 banhos de 5 minutos. É muito, né? Vassoura para a calçada, baldes para lavar o carro e regadores para as plantas são algumas alternativas contra o desperdício.

4. Redutores de vazão
Os redutores são vendidos em lojas de materiais hidráulicos e home centers. Os equipamentos são acoplados a chuveiros e torneiras que têm vazão intensa, acima do necessário, e podem ajudar a reduzir em até 50% o consumo de água.

Sobre vazamentos, a BRK Ambiental separou mais algumas dicas:

1. Verifique a válvula de descarga e as demais instalações hidráulicas
Uma descarga desregulada desperdiça 20 litros de água toda vez que é acionada. Um cano com vazamento de 2 mm escorre 96 mil litros de água em um mês e uma torneira gotejando perde 40 litros de água por dia. 

2. Verifique seu hidrômetro
Feche bem torneiras, chuveiros e não utilize vasos sanitários ou máquina de lavar roupas. Na sequência, confira a medição de seu hidrômetro. Se ele estiver girando mesmo sem nenhuma utilização de água, pode haver vazamento em algum lugar.

3. Observe a caixa d’água
Às vezes, a origem do vazamento pode estar na caixa d’água. Faça o teste e contate um técnico para reparos caso confirme o problema. Feche o registro de saída do reservatório e a torneira da boia. Marque no reservatório o nível de água. Aguarde uma hora e verifique o nível da água. Se o nível baixou a partir da marca, existe vazamento.

4. Infiltração e umidade
A infiltrações em paredes e pisos ajudam a denunciar vazamentos nos canos que distribuem água na sua residência. Busque por sinais de tinta descascando ou pisos molhados. Verifique por sinais de umidade e caso constate, busque ajuda de um encanador. Esses vazamentos são os mais difíceis de serem encontrados, pois estão ocultos, dentro das paredes. Por isso, em caso de suspeita, como um aumento súbito na quantidade de água consumida, contate um técnico para identificar a origem e realizar os reparos e informe o quanto antes para a BRK.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

ARAGUAÍNA: Motorista bêbado mata mulher, foge do local, mas é capturado pela PM

Publicado

em

No final da tarde deste domingo, 27, um motorista embriagado provocou um acidente com vítima fatal no km 98 da TO-222 no município de Araguaína. Uma mulher veio a óbito e o condutor fugiu do local, mas foi detido logo em seguida pela Polícia Militar.

Durante patrulhamento, policiais do Batalhão de Polícia Militar Rodoviário e de Divisas(BPMRED) foram informados por transeuntes sobre um acidente que acabara de acontecer entre um automóvel e uma motocicleta na altura do KM 98 da TO – 222. Ao chegar no local do sinistro já havia uma aglomeração de pessoas que informaram que o condutor envolvido havia fugido do local em outro veículo.

Como o socorro já havia sido acionado, os patrulheiros do BPMRED focaram em encontrar o autor do acidente. Após buscas pela região, os policiais encontraram o motorista que apresentava sintomas de embriaguez e recusou-se a realizar o teste do etilômetro. 

Testemunhas do acidente informaram que o condutor do veículo dirigia em alta velocidade fazendo “zig zag” na pista e que na hora do acidente havia outras pessoas no veículo que o ajudaram a fugir e intimidaram as pessoas que tentaram impedi-lo.

O acidente deixou uma vítima fatal. A mulher morta no acidente era mãe de uma jovem de 14 anos, que acompanhava a mãe no momento do sinistro. A menor teve fratura na bacia e lesões internas tendo sido levada pelo SAMU ao Hospital Regional de Araguaína onde passou por procedimento cirúrgico.

A motocicleta conduzida pela vítima fatal incendiou-se e ficou totalmente carbonizada. O tráfego no local do acidente ficou interditado por algumas horas e a equipe do BPMRED contou com o apoio de outras viaturas do 2° Batalhão da PM para controle da situação.

Após a liberação do fluxo na rodovia e finalização dos trabalhos, os detidos foram encaminhados à Delegacia de Polícia de plantão onde foram tomadas as providências cabíveis.

Continue lendo

Tocantins

Confira o cronograma de interdições de ruas para obras de água e esgoto em Araguaína e Colinas

Publicado

em

A BRK Ambiental, empresa responsável pelos serviços de saneamento em 47 cidades do Tocantins, está realizando a implantação de redes de esgoto em novas áreas de Araguaína e Colinas do Tocantins, na região norte do estado.

O projeto, que tem como objetivo melhorar a qualidade de vida da população por meio do saneamento básico, contempla a substituição de 24,1 km de redes de água e 33,7 km de redes de esgoto, que beneficiarão mais de 2 mil famílias de Araguaína. Na cidade de Colinas, a empresa está expandido as redes de esgoto para novas áreas.

Nesta semana, as equipes continuam trabalhando nas ruas e avenidas do setor Morada do Sol em Araguaína e do setor Santo Antônio em Colinas. 

Confira o cronograma completo das ruas que serão interditadas: 

Setor Morada do Sol em Araguaína

Segunda-feira (28)

Rua 12

Rua C

Terça-feira (29)

Rua B

Quarta-feira (30)

Rua 11

Rua Boa Esperança

Quinta-feira (01)

Rua B

Rua Boa Esperança

Setor Santo Antônio em Colinas do Tocantins

Segunda-feira (28)

Rua Pachorel entre as ruas Goiás e das Flores;

Rua das Flores entre as ruas Pachorel e Joviano;

Rua Pachorel entre as ruas São Francisco e Luiz Alves Guida;

Rua Luz Alves Guida entre ruas Pachorel e Araguaína;

Terça-feira (29)

Rua Goiás entre as ruas Joviano Manoel De Oliveira e Pachorel;

Rua Luz Alves Guida entre as ruas Pachorel e Araguaína;

Rua Pachorel entre as ruas Alves Guida e São João;

Quarta-feira (30)

Rua Joviano entre as ruas Goiás e das Flores;

Rua Das Flores entre as ruas Joviano e Pachorel;

Rua Pachorel entre as ruas São João e São Paulo;

Quinta-feira (01)

Rua São José entre as ruas José Moisés de Araújo e Goiás;

Sexta-feira (02)

Rua José Moisés de Araújo entre a rua São José e Av. Santos Dumont;

Av. Santos Dumont entre as ruas José Moisés De Araújo e Goiás;

Rua São Paulo entre as ruas Pachorel e Santos Dumont;

Sábado (03)

Rua Goiás entre Av. Santos Dumont e rua Joviano;

Continue lendo

Tocantins

Plantio da soja está liberado no Tocantins a partir de 1º de outubro

Publicado

em

Com o fim do vazio sanitário, nesta quinta-feira, 30, abre-se no Tocantins, a janela de plantio da soja para a safra 2020/2021 que tem início no próximo dia 1º de outubro e segue até o dia 15 de janeiro de 2021. O vazio teve início no dia 1º de julho, durante esse período os sojicultores ficaram proibidos de manterem plantas vivas de soja em campo.

Segundo o diretor de defesa, inspeção e sanidade vegetal da Adapec, Alex Sandro Farias Arruda, com abertura da janela de plantio os sojicultores estão autorizados a cultivarem a soja, observando a legislação, referente ao plantio por calendarização. “Nos últimos anos foi estabelecido no Tocantins, o plantio de soja, dentro de uma janela, como uma medida para somar com as demais ações existentes no controle da ferrugem asiática e outras pragas,” disse Alex Sandro.

De acordo com a Adapec, os sojicultores devem obrigatoriamente fazer o cadastro anual de suas áreas de plantio da soja junto ao órgão. O arquivo está disponível no site adapec.gov.to.br, após baixa-lo, o produtor deve preenchê-lo, e em seguida já com a guia de pagamento efetuada, deve entregar todas as documentações, preferencialmente no escritório da Adapec do seu município. O produtor tem até cinco dias úteis após o fim da janela de plantio para efetuar o cadastramento da área.

“Estamos finalizando o período do vazio sanitário no Tocantins, onde a Adapec mesmo em meio a pandemia monitorou em todo o Estado, propriedades que cultivaram soja na última safra orientando os produtores a não manterem plantas vivas no campo, com isso, mantemos o controle sobre a ferrugem asiática para continuarmos produzindo cada vez mais grãos com qualidade,” disse o presidente da Adapec, Alberto Mendes da Rocha.

Dados

Na última safra, foi cultivada no Tocantins, segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), uma área de pouco mais de 1,17 milhão de hectares.

Continue lendo
publicidade Bronze