Connect with us

Tocantins

Bunge apresenta proposta de investimento no TO

Publicado

em

9215-Valério_Zelaya_Secom-Uma reunião com o Grupo Bunge nesta segunda-feira, 17, com o governador Marcelo Miranda, no Palácio Araguaia, em Palmas, resultou em mais uma proposta de instalação de empreendimento no Tocantins: uma esmagadora de soja no município de Pedro Afonso. O diretor da Bunge Açúcar e Álcool, Hélio Effting, anunciou também o funcionamento da usina de álcool e açúcar, em fase de implantação no município, para o mês de maio.“Nossa intenção é para que em maio de 2010 estejamos processando cana nesse empreendimento”, disse ao anunciar que a esmagadora está em estudo. “A esmagadora é um projeto que a empresa já demonstrou interesse em desenvolver com o Governo do Estado, estamos avaliando as questões mercadológicas e depois voltaremos a esta discussão”, explicou.

Os representantes da empresa também fizeram uma exposição dos estágios de construção e desenvolvimento do canavial que será empregado na usina. Hoje são cerca de 5 mil hectares de plantio, que deve ser ampliado para 10 mil hectares até o final do ano. A usina em Pedro Afonso produzirá álcool, etanol e açúcar, destinados ao mercado de todo o País. “Esses são os três produtos que vão sair da usina. A energia é muito importante para o Tocantins, que é um exportador para o Brasil, entendemos que o país vai continuar requerendo energia e, por isso, também é parte do projeto”, disse o diretor.

Outro tema abordado no encontro tratou dos impactos sociais e econômicos do empreendimento, que já tem efeitos no município. De acordo com o prefeito de Pedro Afonso, José Júlio Eduardo Chagas, o Julhão, já faltam moradias para atender o número de pessoas que chega a cada dia no município para atender a empresa. Além disso, é crescente a demanda por mão-de-obra qualificada. Uma das propostas da empresa é que os técnicos da usina sejam formados em Pedro Afonso, disse Effting. “Somente na fase de construção da usina, em seis meses terá mais de 600 empregos, além dos empregados do canavial”, destacou.

Impactos

Segundo o secretário da Indústria e Comércio, Eudoro Pedroza, está sendo viabilizada uma parceria com a Bunge e a Prefeitura de Pedro Afonso, para a capacitação de mão-de-obra e atendimento de outras demandas. Para Pedrosa, as necessidades que surgem são reflexo do desenvolvimento. “Isso mostra que o Governo do Estado busca trazer o desenvolvimento para o estado e, principalmente, incluir as pessoas que aqui vivem”.

Para Pedroza, a ampliação da Bunge no Tocantins representa mais confiança em se investir no estado. A Bunge representa para o Tocantins uma garantia de credibilidade e de confiabilidade no Governo Marcelo Miranda. Nós vemos que estão ampliando os investimentos no nosso estado e o que é mais importante: anunciam estudos para uma esmagadora de soja”, conclui.

O prefeito do município de Pedro Afonso, José Júlio Eduardo Chagas, o Julhão, disse que os impactos para o desenvolvimento são grandes. “O impacto é muito grande do ponto de vista do desenvolvimento, entendendo que um empreendimento como esse vai impactar não só Pedro Afonso como toda uma região com desenvolvimento”, resumiu.

A Usina

Atualmente a unidade da Bunge açúcar e álcool está em processo de construção do complexo industrial em Pedro Afonso. O local já possui no projeto agrícola 7 mil hectares plantados de cana-de-açucar, no entanto, o projeto é de 45 mil hectares. A variedade da cana hoje plantada ainda é importada, mas a previsão é que no prazo de três anos a variedade seja naturalmente tocantinense.

A capacidade de processamento inicial é de 1,4 milhão de toneladas anualmente, podendo atingir até 4,4 milhões de toneladas por ano. O empreendimento pode gerar até 1.500 empregos diretos até 2012 nas atividades agrícolas e industriais, além de empregos indiretos na cadeia produtiva e nos setores de comércio e serviços. No projeto agrícola, a irrigação é feita a partir da água captada no córrego Lajeado, por meio de pivôs de 1.223 metros de comprimento – o maior do mundo, conforme informações do próprio fabricante – com capacidade para irrigar até 930 hectares. (Val Rodrigues)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

ARAGUAÍNA: Adolescentes são pegos utilizando simulacro de arma de fogo para prática criminosa

Publicado

em

A Polícia Militar apreendeu na manhã deste sábado, 24, no Setor Tiúba, em Araguaína, dois adolescentes, de 16 e 17 anos, por ato infracional, porte de simulacro de arma de fogo e receptação. Com os suspeitos foram localizados um simulacro de arma de fogo e uma motocicleta Honda Biz 125 de cor preta.

Durante patrulhamento no endereço informado, a equipe de Força Tática avistou dois indivíduos, 16 e 17 anos, em atitude suspeita. Em seguida, foi realizada a abordagem e busca pessoal, momento em que foi encontrado com o adolescente, 17 anos, um simulacro de arma de fogo. Os policiais verificaram no sistema e constataram que a moto Honda Biz 125 de cor preta, que estava sendo conduzida pelo adolescente, 16 anos, estava com ocorrência de furto/roubo referente ao dia 22 de julho deste ano, fato ocorrido no Setor Brasil. 


Questionados sobre o veículo, os adolescentes afirmaram que utilizariam a moto para a prática de crimes, e o adolescente, 17 anos, assumiu ser proprietário do simulacro de arma de fogo. 

Diante dos fatos, os suspeitos, o simulacro de arma de fogo e o veículo foram conduzidos e apresentados na Delegacia da Polícia Civil em Araguaína, para os procedimentos legais cabíveis. A proprietária da motocicleta compareceu na delegacia para reaver seu veículo.

Continue lendo

Tocantins

Participantes de sequestro de gerente do Sicoob no Tocantins são denunciados

Publicado

em

O Ministério Público do Tocantins (MPTO) propôs, nesta sexta-feira, 23, denúncia contra Sherlley dos Santos Lima e Roniel Pereira de Souza, pela participação no sequestro do gerente do Sicoob de Porto Nacional, de sua esposa, seus dois filhos e da tesoureira da instituição financeira. O crime ocorreu em 28 de junho.

Segundo é narrado na denúncia, Sherlley dos Santos Lima, que é servidor público, foi o idealizador e participou da execução do crime, prestando todo o suporte necessário à ação. Já Roniel Pereira Souza é caracterizado como um dos autores do delito.

Ao serem ouvidos pela autoridade policial, eles confessaram a participação no sequestro. Ambos encontram-se presos preventivamente na Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPP).


Sherlley e Roniel responderão pelo crime de sequestro, com a qualificadora de que o ato envolveu sequestrado menor de 18 anos, o que implica pena de reclusão de 12 a 20 anos. Eles foram denunciados também pela prática de corrupção de menores, já que um adolescente de 16 anos participou da ação.

Conforme a denúncia, Sherlley responderá ainda pelo uso de documento falso, por ter apresentado na Delegacia de Polícia identidade em nome de outra pessoa, e Roniel responderá pelo crime de roubo, por ter subtraído o celular da tesoureira do Sicoob.

O adolescente envolvido também confessou sua participação e deverá responder, na Vara da Infância e Juventude, pela prática de ato infracional.

O gerente do Sicoob, sua esposa e os filhos, com idade de dois e nove anos, foram sequestrados em casa e levados para o mato. Em seguida, a tesoureira foi sequestrada, por possuir a chave do cofre da instituição financeira.

A denúncia foi proposta pela 1ª Promotoria de Justiça de Porto Nacional.

Continue lendo

Tocantins

Sebrae orienta donos de pequenos negócios sobre como se adequarem à LGPD

Publicado

em

Desde a entrada em vigor da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), em 18 de setembro do ano passado, o Sebrae tem atuado para orientar os donos de pequenos negócios para que eles se adequem à nova legislação que determina a proteção de informações pessoais de clientes de todas as empresas do país, incluindo as micro e pequenas, assim como os microempreendedores individuais (MEI). Para isso, a instituição tem promovido ações para esclarecer os empreendedores sobre as diretrizes da lei, com a disponibilização de conteúdos orientativos em https://www.sebraelgpd.com.br/, além de curso online gratuito sobre o tema.

A analista do Sebrae, Solivania Dantas, explica que cada dono de um pequeno negócio deve analisar a realidade da sua empresa, mas recomenda que, primeiramente, o empreendedor realize o mapeamento dos dados pessoais dos clientes, colaboradores, parceiros e fornecedores já cadastrados. “O mapeamento deve nortear todo o processo de adequação à lei. Com ele, é possível ter um entendimento de quais controles devem ser estabelecidos e quais contratos precisaram ser ajustados”, destacou.

Apesar das penalidades previstas na LGPD só começarem a valer a partir de 1º de agosto deste ano, é fundamental que os empresários entendam a importância da lei e os benefícios que ela traz para o negócio. “Tratar os dados pessoais dos clientes com responsabilidade é tratar os consumidores com respeito e atenção, preservando sua privacidade. Isso gera a oportunidade de conquistar e fidelizar o público, que vai perceber como a empresa está mesmo preocupada com a segurança e a satisfação das pessoas”, ressaltou a analista.

De acordo com a LGPD, são considerados dados pessoais as informações como nome, RG, data e local de nascimento, localização via GPS, prontuário de saúde, histórico de pagamentos, entre outros, inclusive em meio digital. Entre as penalidades determinadas para quem for pego usando esses dados de maneira indevida ou sem autorização, está uma multa que pode chegar a 2% do faturamento, limitadas a R$ 50 milhões, além de advertência e sanções que incluem a suspensão das atividades parcial ou totalmente.

Outras medidas

Entre as ações desenvolvidas dentro do Sebrae, destacam-se também o estabelecimento de um Programa de Governança em Privacidade, o mapeamento dos dados pessoais, a elaboração de uma nova Política de Privacidade e Termos de Uso, além da adequação de contratos e aprimoramento das diretrizes e procedimentos de segurança da informação.

A instituição também criou um canal de atendimento específico para atender solicitações dos empreendedores cadastrados no Portal Sebrae em relação à proteção de seus dados pessoais, como por exemplo: solicitar acesso aos dados, solicitar a correção, confirmar a existência de tratamento, revogar consentimento de uso e até mesmo solicitar a portabilidade. O atendimento é feito de forma online e pode ser acessado em https://bit.ly/2UqYZre. (Assessoria de Imprensa do Sebrae)

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze