Servidores da Secretaria Municipal de Assistência Social, da Prefeitura de Buriti, no Bico do Papagaio, aderiram nesta terça, 24, a Paralisação Geral da Assistência Social, como forma de requerimento pela regularização dos repasses do cofinanciamento Federal, principal bandeira do ato.

O ato municipalista defende o trabalho da Assistência Social nas comunidades locais, defendendo os recursos de direito do município, para que se mantenham regulares e atualizados.

Durante esta terça, todos os serviços estão suspensos, e foram fixados cartazes e faixas nos equipamentos informando sobre a paralisação e convidando a população a se juntar ao movimento.

A intenção é que todos passem o dia, conversando com as pessoas, chamando atenção da população e da imprensa.

O movimento é pacífico e tem a intenção de mostrar a população a importância dos serviços, e quantos atendimentos deixaram de ser feitos em apenas um dia.

A falta de repasse federal se reflete nos serviços básicos como: CREAS, CRAS, BPC, CENTRO DIA, BOLSA FAMÍLIA, MINHA CASA MINHA VIDA, Casa de Acolhimento, AEPETI, ACESSUAS, CADASTRO ÚNICO, Família Acolhedora, Central de Interpretação de Libras, Serviços de Convivência.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.