Connect with us

Pará

Campeonato Paraense de Futebol será lançado com nova estratégia de divulgação

Publicado

em

O lançamento oficial do Campeonato Paraense de Futebol 2020 será na próxima quinta-feira (16), em um evento transmitido ao vivo pela Cultura Rede de Comunicação (Funtelpa) diretamente do Teatro Margarida Schivasappa, em Belém. A edição deste ano tem nova estratégia de divulgação, inspirada em grandes competições nacionais e internacionais.

Nos bastidores, a expectativa é grande. Valmir Rodrigues é diretor de Esporte e narrador oficial do Parazão, com mais de 20 anos de experiência. “Sempre dá aquele friozinho na barriga. Mais um ano que começa, nós estamos em uma semana de trabalho muito intenso com o lançamento do Parazão e mais os jogos iniciais da primeira rodada. É o pontapé inicial”, disse Valmir Rodrigues.

Quem for aos estádios ou acompanhar os jogos pelo Canal 2 verá o resultado de um projeto de entrega de produto que envolveu diversos profissionais. A Cultura Rede de Comunicação preparou todos os detalhes para que o torcedor assista à melhor transmissão.

O primeiro jogo será entre os clubes do Remo e Tapajós no próximo domingo (19), a partir das 16 h, direto do Estádio Olímpico do Pará, o “Mangueirão”. O telespectador terá acesso a todos os bastidores, desde o trânsito dos atletas nos vestiários à entrada no túnel e saída no gramado, característica de grandes eventos futebolísticos.

Esse padrão de exibição dos jogos faz parte de uma estratégia para tornar o campeonato um produto muito mais atrativo aos torcedores. “O grande diferencial do Parazão 2020 é a forma como entendemos que deva ser um evento dessa magnitude. O governo do Estado, através do Banpará (Banco do Estado do Pará) e dos direitos de transmissão adquiridos pela Funtelpa, investe mais de R$ 8 milhões. Ele atinge audiências superiores a 26 pontos (no Ibope). Geralmente, a TV Cultura é líder incontestável durante os jogos”, afirmou o presidente da Cultura, Binho Nascimento.

Virada de página – A proposta é propiciar ao torcedor um evento esportivo com linguagem, captação de imagens e formato de exibição de alta qualidade. “A gente espera que o Parazão 2020 seja um marco, uma virada de página, um novo momento de valorização do produto futebol paraense, da competição e, consequentemente, dos clubes, dando visibilidade mais destacada aos patrocinadores”, reiterou o presidente da Cultura.

De acordo com o consultor Executivo do Parazão, Del Filho, o projeto teve como objetivo estruturar a apresentação nos moldes dos grandes eventos mundiais, mas valorizando as peculiaridades regionais. O consultor já atuou em grandes competições, como a Copa das Confederações 2013, Copa do Mundo 2014 e Olimpíadas 2016. “O evento tem um potencial enorme, com um histórico de rivalidade tamanha, que pode ser convertido em melhorias para os telespectadores, para os times, para os anunciantes e demais interessados no produto. É uma cadeia, fruto de um trabalho árduo nos últimos meses. A conquista é o principal objetivo de uma competição baseada em elementos-base do esporte: a integridade e a disciplina”, explicou Del Filho.

Identidade com a natureza – A nova identidade visual do Parazão remete a elementos na natureza, arquitetura, cultura e esporte. Outra mudança é o protocolo de jogo, que será obedecido considerando a transmissão televisiva, com um trajeto dos times por um carpete e um pórtico para posicionamento e execução dos hinos nacional e do Estado. 

Para conferir todos os detalhes do Campeonato Paraense, os telespectadores poderão assistir, na íntegra, a cerimônia de assinatura do contrato de cessão de direitos de transmissão televisionada, celebrado entre Cultura Rede de Comunicação (Funtelpa), Federação Paraense de Futebol (FPF) e os dez times participantes da primeira divisão do Parazão. A solenidade começará às 19 h, no Teatro Margarida Schivasappa, com transmissão ao vivo pela TV e Portal Cultura.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

MARABÁ: Decreto mantém suspensão das aulas, por mais 15 dias, a partir do dia 06 de abril

Publicado

em

Na manhã desta terça-feira (31), a Secretaria Municipal de Educação (Semed) em reunião com o Conselho de Educação decidiu prorrogar a suspensão das aulas na rede municipal de ensino por mais 15 dias. A medida é para reforçar o enfrentamento à pandemia do novo Coronavírus. O retorno das aulas estava previsto para a próxima sexta-feira, dia 06 de abril, conforme o decreto municipal nº 22 de 18 de março de 2020.

A secretária municipal de Educação, Marilza Leite, explica que a suspensão das aulas é necessária até que a situação esteja normalizada, já que as previsões do Ministério da Saúde são de que o pico da Covid-19 aconteça a partir das próximas semanas.

“Enfatizando que do conselho fazem parte os pais, alunos e representantes do sindicato, por unanimidade fizemos a proposta de suspender as aulas por mais 15 dias a contar do dia 03 de abril, e após doze dias do prazo voltaremos a nos reunir novamente para uma nova avaliação”, observa a secretária.

A deliberação foi encaminhada para a Procuradoria Geral do Município (Progem) para elaboração e publicação de um novo decreto oficializando a decisão. No entanto, Marilza Leite esclarece que quanto à suspensão das aulas, por enquanto, não tem sido considerada como férias escolares, além do mais, a Semed ainda aguarda um posicionamento do Ministério da Educação para redefinir o calendário letivo.

“É a preocupação de todos, como fazer para cumprir os 200 dias letivos, porque na nossa opinião as propostas não atingem o objetivo. Vamos aguardar um pouco mais, a questão jurídica, quem sabe o Governo Federal define um parâmetro para todos, porque por enquanto, estamos sem parâmetros”, ressalta a secretária.

Em relação às atividades para que os alunos possam estudar em casa, Marilza disse que ficou a critério de cada gestor. Porém afirmou que a recomendação é do repasse de atividades lúdicas e educativas, como colaboração para driblar a ociosidade. Ela observa que apesar do avanço da tecnologia, existe situação de alunos que ainda não têm acesso ao computador, smartphones e internet, assim, a melhor opção é aguardar as orientações do MEC.

Sobre a merenda escolar, a secretária disse que também é preciso aguardar um posicionamento do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), por se tratar de um recurso de ordem Federal. A Semed avalia a distribuição de cestas básicas, mas ainda não há nenhuma recomendação sobre isso.

Quanto às escolas particulares, Marilza enfatiza que são regidas pelo Estado, mas a maior parte delas segue as mesmas orientações da Semed.

Atualmente, a Rede Municipal de Ensino atende mais de 53 mil alunos. Com o distanciamento social, a Semed acredita tirar de circulação cerca de 80 mil pessoas que poderiam ser possíveis condutores e disseminadores da Covid-19. (Leydiane Silva/Fotos: Paulo Sérgio dos Santos)

Continue lendo

Pará

JACUNDÁ: Nova viatura vai apoiar ações da ‘Polícia Mais Forte’

Publicado

em

A 18ª Companhia Independente de Polícia Militar (18ª CIPM) recebeu, na tarde desta terça-feira (31), uma nova viatura para reforçar as ações de policiamento ostensivo no município de Jacundá, no sudeste paraense. A 18ª CIPM é responsável pelo policiamento ostensivo nos municípios de Jacundá e Goianésia do Pará.

A viatura foi entregue pelo governador do Estado, Helder Barbalho, por meio de uma emenda proposta pelo deputado estadual Gustavo Sefer. O comandante-geral da PM, coronel Dilson Júnior, e o comandante da 18ª CIPM, tenente-coronel Fábio Rayol, receberam o veículo na presença do secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado.

“A viatura vai ser empregada na área urbana do município de Jacundá e nos pontos estratégicos da Operação Polícia Mais Forte”, informou o comandante.

Continue lendo

Pará

Reconstrução da PA-150 em Carajás completa mais de 25 km de asfalto novo

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Transportes (Setran) finaliza o chuvoso mês de março, avançando com a reconstrução da PA-150. Já foram reconstruídos mais de 25 quilômetros de asfalto no trecho entre Morada Nova (distrito de Marabá) e Ipixuna do Pará, no sudeste do Estado. As chuvas não impediram as obras na rodovia e o trabalho segue em ritmo intenso. A previsão de entrega é no final deste primeiro semestre.  

Segundo o titular da Setran, Pádua Andrade, são cerca de 10 frentes de trabalho atuando na PA-150, seja na construção ou na conservação da via. A intenção é atuar com agilidade na resolução de todo e qualquer problema que dificulte a trafegabilidade.

“No entanto, pedimos aos motoristas que reduzam a velocidade nos trechos em obras, para resguardar a vida dos operários que, mesmo em tempo de chuva, continuam trabalhando para oferecer uma via com melhor trafegabilidade” – Pádua Andrade, titular da Setran.   

A PA-150 é uma das maiores rodovias do Estado, com mais de 330 quilômetros de extensão, ligando a região metropolitana de Belém ao sul e sudeste do Pará. Vai da Alça Viária até Morada Nova (distrito de Marabá). A reconstrução de mais de 65 quilômetros da via é um dos maiores investimentos do Estado na área de mobilidade urbana em rodovias, onde estão sendo investidos cerca de R$ 75 milhões. O restante da PA-150 passa por obras rotineiras de conservação e manutenção. (Kátia Aguiar)

Continue lendo
publicidade