Connect with us

Bico do Papagaio

Centro de Solução de Conflitos e Cidadania é inaugurado em Araguatins, Tocantinópolis e Augustinópolis

Publicado

em

O Poder Judiciário do Tocantins avança nas políticas de conciliação, e o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Ronaldo Eurípedes, inaugurou mais três unidades do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) nos municípios de Tocantinópolis, Araguatins e Augustinópolis.

Na Comarca de Tocantinópolis, a solenidade de entrega do Centro foi realizada na última sexta-feira, 12, e contou com a presença de magistrados, servidores e autoridades locais. No evento, o presidente do falou sobre a importância de se implantar a cultura da conciliação na sociedade. “O Cejusc é um dos pilares da mudança na prestação jurisdicional. Somos um Judiciário de vanguarda, nos orgulhamos disso, investimos na pacificação social e acreditamos no trabalho dos Centros, pois sabemos que eles representam um novo momento para a Justiça brasileira”, disse o magistrado.

TJT_5785

A coordenadora do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), juíza Umbelina Lopes Pereira, também esteve presente na entrega das três novas unidades do Cejusc e destacou a importância das ações voltadas para o tratamento adequado da solução de conflitos. “A conciliação está ganhando protagonismo no sistema de Justiça, a magistratura tocantinense está empenhada na busca pela pacificação social e estamos felizes em receber o apoio do Tribunal. Desenvolver projetos que estimulem e auxiliem a solução amigável dos processos é oferecer à população a opção do diálogo e, com certeza, toda a sociedade tem a ganhar com isso”, concluiu.

O coordenador do Cejusc de Tocantinópolis, juiz Helder Carvalho Lisboa, ressaltou a importância da implantação dos Centros também nas comarcas do interior do estado. “Temos que tratar o cidadão que procura o Fórum com atenção, e o Cejusc abre as portas para ouvir os jurisdicionados e oferecer uma solução mais rápida às suas demandas”, afirmou.

Araguatins

TJT_6194

Na Comarca de Araguatins, a solenidade de entrega do Cejusc foi realizada na manhã desta segunda-feira, 15. Magistrados e servidores participaram da cerimônia.

Para o coordenador do Centro da Comarca, juiz José Carlos Tajra Reis Júnior, “a estruturação do Cejusc demonstra preocupação do TJ com a busca pela pacificação social e coloca o Tocantins, mais uma vez, à frente dos demais tribunais do Brasil”.

Augustinópolis

TJT_6284

Em Augustinópolis, a cerimônia de entrega do Cejusc foi realizada também nesta segunda-feira, 15, e, além da presença de magistrados e servidores, o evento foi prestigiado por diversas autoridades locais e estudantes do curso de Direito da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) e da Faculdade do Bico do Papagaio (Fabic).

Para o diretor do Foro e coordenador do Cejusc, juiz Jefferson David Asevedo Ramos, a entrega da unidade à Comarca representa uma conquista para a região norte do Tocantins. “O TJ está nos presenteando com a estrutura necessária na busca pela paz social, acredito no trabalho dos servidores do nosso sistema de Justiça. Somos agentes da pacificação e todos nós estamos comprometidos com os objetivos do Centro”, afirmou o magistrado.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

BURITI: Itamaraty diz que repatriação de filhos de Romenia depende de decisão sobre guarda

Publicado

em

Tchuca em foto com as crianças

O Ministério das Relações Exteriores, disse nesta quarta, 25, que por meio da Embaixada do Brasil em Paramaribo, capital do Suriname, está ciente do caso da buritinense Romenia Brito, de 28 anos, que foi assassinada na madrugada de segunda, 23, pelo marido, Aimar Lopes de Souza, conhecido como Thuca. O crime aconteceu em uma vila, as margens do rio Lawa, no resort Tapanahony, distrito de Sipaliwini, no Suriname, que faz fronteira com a comuna de Maripasoula, na Guiana Francesa, Departamento Ultramarino da França. 

O Itamaraty disse que presta assistência aos familiares, respeitando os tratados internacionais vigentes e a legislação local, conforme estabelecido pela Convenção de Viena sobre Relações Consulares, o Regimento Interno da Secretaria de Estado das Relações Exteriores e o Manual de Serviço Consular e Jurídico do Itamaraty.

Sobre o repatriamento dos filhos do casal para o Brasil, o órgão disse que deve obedecer o devido trâmite jurídico e não pode ser realizada sem uma decisão sobre a guarda e o poder familiar.

Continue lendo

Bico do Papagaio

BURITI: Sem apoio de autoridades, família faz vaquinha para repatriar corpo de buritinense assassinada no Suriname

Publicado

em

Sem nenhum tipo de apoio concreto do Governo Brasileiro até esta quarta, 25, mais de 48h após o brutal assassinato da buritinense, Romenia Brito, de 28 anos, em uma vila as margens do rio Lawa, no resort Tapanahony, distrito de Sipaliwini, no Suriname, a família da vítima não viu outro caminho, a não ser, pedir ajuda a amigos e pessoas que se sensibilizaram com a situação.

O pai de Romenia embarcou em voo de Belém, capital do Pará, direto para Paramaribo, capital do Suriname, na tarde desta quarta, após juntar economias e receber ajuda de amigos e familiares.

Romenia foi morta em casa, na frente de um dos filhos de apenas 10 anos, pelo próprio marido, Aimar Lopes de Souza, conhecido no Suriname como Thuca, na madrugada de segunda, 23. Ele também é brasileiro.

Após o crime, o corpo de Romenia foi levado junto com Thuca, para Paramaribo. Os dois filhos do casal ainda estão na vila, que fica a cerca de 280 km da capital e faz fronteira com a comuna de Maripasoula, na Guiana Francesa, Departamento Ultramarino da França.

Momento em que Tchuca foi preso em casa, momentos após o crime

Até o momento, o Governo Brasileiro, se limitou a orientar a família, procurar a embaixada do país em Paramaribo e antecipar que a familiares terão de arcar com todas as despesas como, funerária e translado, pois o Governo não conta com previsão legal ou orçamentária para pagamento dessa natureza.

As pessoas que queiram ajudar a família de Romenia, podem fazer doações via conta corrente da Caixa Econômica Federal: Conta 3258-0; Agência 2812, op. 001, em nome de Quênia Brito Pinheiro.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: 30ª morte por Covid-19 é oficializada

Publicado

em

Nesta quarta, 25, a Secretaria de Estado da Saúde, confirmou mais uma morte por Covid-19 no município de Araguatins, no Bico do Papagaio. A informação foi publicada no Boletim Epidemiológico.

A vítima é uma mulher de 28 anos, com obesidade. Ela morreu no dia 19 de novembro no Hospital Regional de Augustinópolis.

Araguatins lidera o número de morte na região do Bico do Papagaio, com 30 óbito, seguido por Tocantinópolis, com 21 e Xambioá 15.

Continue lendo
publicidade Bronze