Connect with us

Maranhão

Chico Planalto não aceitava fim de relacionamento

Publicado

em

O ex-superintendente da Proteção e Defesa Civil da cidade de Imperatriz, Francisco das Chagas, conhecido como Chico Planalto, que matou a ex-namorada com cinco tiros no fim da tarde dessa sexta-feira (3), e se suicidou logo em seguida, não aceitava o fim do relacionamento, segundo informações de familiares. Ele que era casado e havia se separado por causa da mulher que matou, tentava reatar o relacionamento a todo custo.

Chico Planalto e Maria Jeane Pereira Rodrigues, 40 anos, que era divorciada, tiveram um relacionamento de três anos e estavam separados há pouco tempo. No fim da tarde de ontem, eles tiveram uma discusão na casa de uma amiga, no bairro Bacuri. No calor da discussão, Chico efetuou cinco disparos contra a mulher.

O primeiro ainda foi dentro da casa de uma amiga do casal, a vítima correu e foi alvejada com mais quatros tiros, caindo na calçada. Em seguida ele deu um único tiro contra a própria cabeça. Para a polícia, o ex-superintendente sabia o que estava fazendo. “O inquérito será instaurado, mas não há dúvidas de quem foi o autor dos disparos”, disse o delegado regional Eduardo Galvão.

Maria Jeane deixou duas filhas menores, e Francisco das Chagas uma filha que morava com ele após a separação da esposa Carmem da Silva, que mora atualmente no Piauí. Chico também era natural de Teresina (PI).

Chico Planalto foi candidato a vereador, assessor parlamentar e durante os dois mandatos do prefeito Sebastião Madeira, exerceu o cargo de superintendente municipal da Defesa Civil. Ele foi mantido no cargo, na gestão Assis Ramos, até o dia 23 de setembro, após polêmicas na pasta.

O crime brutal, praticado com requintes de crueldade, chocou a população de Imperatriz e virou assunto em todas as rodas de conversa. Chico Planalto era muito conhecido no meio da sociedade e meio político.

Histórico de agressão

O ex-superintendente da Defesa Civil Francisco das Chagas foi preso em setembro de 2015, por porte ilegal de arma. Na época, ele foi conduzido para a delegacia junto da ex-esposa, para prestar depoimento sobre agressão doméstica, mas por ela não ter denunciado, Chico ficou detido por porte ilegal de arma. (iMirante)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Maranhão

Prefeitura no interior do Maranhão é suspeita de simular compra e venda de testes rápidos para Covid

Publicado

em

A Polícia Federal, com o apoio da Controladoria-Geral da União, deflagrou nesta terça, 2, nas cidades de Teresina-PI e Pinheiro-MA, a Operação Estoque Zero. A finalidade da ação é desarticular grupo criminoso estruturado para promover fraudes licitatórias e irregularidades contratuais, no âmbito do Município de Pinheiro/MA, envolvendo recursos públicos federais que seriam utilizados no combate à pandemia da COVID-19.

A Polícia Federal cumpriu 5 Mandados de Busca e Apreensão, 4 Mandados de Constrição Patrimonial e 1 Mandado de Suspensão do Exercício de Função Pública. Ao todo 30 policiais federais cumpriram as determinações judiciais expedidas pela 1ª Vara Federal de São Luís/MA, que decorreram de uma representação elaborada pela Polícia Federal.

A investigação se concentra em processo da Secretaria Municipal de Saúde e Saneamento de Pinheiro/MA, instruído para a aquisição de 6.000 testes rápidos para o diagnóstico da COVID-19, no valor total de R$ 960 mil. Os elementos colhidos pela equipe policial revelaram que funcionários da Secretaria de Saúde e Saneamento de Pinheiro/MA, em conluio com empresários de Teresina/PI, simularam a compra e venda de testes rápidos, por meio da contratação de empresa de fachada que não forneceu o objeto pactuado.

Se confirmadas as suspeitas, os investigados poderão responder por fraude à licitação (Art. 96, inciso I, Lei 8.666/93), peculato (Art. 312, Código Penal), lavagem de capitais (Art. 1º, caput, Lei 9.613/84) e associação criminosa (Art. 288, Código Penal).

Continue lendo

Maranhão

Filho de 14 anos é suspeito de matar o pai no Maranhão

Publicado

em

Um homem identificado como Clóvis Rodrigues dos Santos, de 50 anos, foi morto na noite dessa segunda-feira (1º) em Caxias, a 360 km de São Luís, com um tiro de arma de fogo. Segundo a polícia, o principal suspeito do crime é o seu próprio filho, um adolescente de apenas 14 anos, que está foragido.

De acordo com a polícia, o crime aconteceu por volta das 18h30 de segunda no bairro Eugênio Coutinho, em Caxias, após a vítima ter tido um desentendimento com o adolescente, que não teve a sua identidade revelada.

O motivo da discussão, segundo a polícia, foi ocasionada pelo sumiço da arma de fogo da vítima e após a briga com o filho, o adolescente disparou contra o pai que morreu logo após ser atingido na cabeça.

Conforme a polícia, após o crime, o adolescente fugiu. A polícia descarta um tiro acidental, já que a arma desapareceu logo após a fuga do adolescente, que ainda não foi encontrado pelos policiais.

um boletim de ocorrência foi registrado pela mãe do suspeito e, também esposa da vítima, diz respeito ao sumiço de uma arma de fogo, que é de propriedade da vítima. A polícia diz que após tentar procurar a sua arma, Clóvis Rodrigues dos Santos, se envolveu em uma discussão com o filho e após a briga o filho disparou contra o pai.

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Prazo de vencimento da Taxa de Localização e Funcionamento com desconto é prorrogado

Publicado

em

Contribuintes podem pagar a Taxa de Localização e Funcionamento até 31 de março com o desconto de 20%. Novo vencimento estipulado pela Prefeitura faz parte do pacote de medidas econômicas emergenciais para o enfrentamento da Covid-19. A Secretaria Municipal de Planejamento, Fazenda e Gestão Orçamentária, Sefazgo, que é responsável pelo fisco municipal, além de estabelecer a prorrogação da data, concedeu abono das obrigações acessórias para os contribuintes que fizerem a confissão de débito.

O Impostos de Transmissão de Bens Imóveis, ITBI, também pode ser parcelado para os contribuintes iniciarem o processo de transferência. Secretário da Sefazgo, Josafan Júnior, ressalta que “A Secretária de Fazenda, se coloca à disposição de auxiliar o nosso contribuinte nesse momento, estamos estudando novas formas de medidas econômicas para ajudar sempre nossa classe de empresários. Assim a prorrogação da taxa com desconto é uma medida que buscamos ajudar os contribuintes”.

A Sefazgo continua em pleno funcionamento na sua plataforma digital. Serviços como recebimento de guias, renovação e/ou emissões de alvarás, certidões e notas fiscais, assim como a abertura e consultas de processos, devem ser efetuadas pelo Portal do Contribuinte, disponível aqui. Protocolos, consultas de processos administrativos e outros atendimentos não emergenciais também devem ser realizados via on-line. Além do Portal, as formas de contato são pelos e-mails: [email protected]mperatriz.ma.gov.br/[email protected]

Em obediência ao Decreto Municipal nº 014 de 23 de fevereiro de 2021, a Sefazgo suspendeu o atendimento presencial para qualquer serviço não emergencial. A medida vale até o dia 10 de março. Para mais informações, sugestões ou dúvidas, entre em contato através do WhatsApp: (99) 99185-7126.

Continue lendo
publicidade Bronze