Connect with us

Tocantins

Conheça mães e empresárias tocantinenses que adaptaram seus produtos e serviços na crise do coronavírus

Publicado

em

A crise gerada pela pandemia da COVID 19 vai além da saúde e impacta principalmente os pequenos negócios ligados as atividades comerciais. O Dia das Mães, a segunda data mais importante no calendário varejista brasileiro, também sofrerá quedas no faturamento. A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) prevê um encolhimento de 59,2% no faturamento real do setor na data, em comparação com o ano passado. Para amenizar o cenário ruim, empresárias e mães tocantinenses encontraram alternativas e estão otimistas com as vendas para a data.

Em Gurupi, a empresária Edilene Pelissari,passou a fazer entregas e inovou sua oferta de produtos. Para o dia das mães, apostou na personalização.  “Minha loja não trabalhava com entregas e quando o comércio fechou precisei remodelar meu negócio. Comecei a oferecer combos, unindo vários produtos de maquiagem em uma só venda. Na páscoa divulgamos o ovo de make e vendemos mais de 300 unidades do combo. Para o Dia das Mães, investi em caixas com kits e preços variados, além de mensagens de valorização às mães, já que o momento pede ainda mais carinho”, destacou a empresária.

Dona da Pastelaria em Paraíso, Leia Alves encontrou uma ideia inspiradora para seu negócio nas redes sociais. “Atendo na feira da cidade há 10 anos e neste momento tive de produzir e vender de casa. Precisei investir na divulgação na internet e minha filha tem sido um grande apoio para esta parte. Enquanto isso, com a mão na massa também precisei reinventar na cozinha. Um dia estava muito triste e desanimada com a queda nas vendas. Pesquisando vi que em São Paulo existia o hamburguer de pastel e resolvi apostar. A ideia deu muito certo. Estamos recebendo muito pedidos”, relatou.

Em Natividade, a dona de um hotel, Cirene Morais passou a personalizar o café da manhã dos clientes para evitar aglomerações. “O nosso café da manhã passou a ser a La carte: montei um cardápio e agora o atendimento é personalizado, assim não há mais aglomeração de hóspedes no buffet. Essa mudança foi muito positiva pois agora tenho um “contato” mais pessoal com cada cliente, explicou a empresária destacando que também adotou o cartão fidelidade para clientes viajantes em que, a cada 10 diárias a 11ª é por conta da casa.

#DoLimãoàLimonada

#DoLimãoàLimonada é uma campanha do Sebrae Tocantins de apoio aos pequenos negócios que estão encarando as adversidades como forma de superação. São bons exemplos de como os empresários tocantinenses se reinventaram e fizeram da crise uma oportunidade, já que a habilidade de se transformar nunca foi tão importante para o sucesso de um negócio. (Assessoria de imprensa Sebrae)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

Tocantins chega perto de 4 mil casos de Covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que neste sábado, 30, foram contabilizados 371 novos casos confirmados para Covid-19. Desta forma, hoje o Tocantins contabiliza 3.981 casos confirmados da doença, destes, 1.246 pacientes estão recuperados e 2.664 estão ainda em isolamento domiciliar ou hospitalar, além de 71 óbitos.

Continue lendo

Tocantins

Agrotins 2020 100% Digital rompe barreiras e se torna marca forte no cenário nacional

Publicado

em

A Feira Agrotecnológica do Tocantins – Agrotins 2020 100% Digital encerrou sua programação ao vivo na noite desta sexta-feira, 29, deixando a certeza de que cada vez mais a tecnologia se fará presente na vida dos produtores agropecuários no que diz respeito às novas formas de aquisição de maquinários e insumos e a comercialização de seus produtos.

Na live de encerramento que contou com a participação de todos apresentadores da Feira: Glês Nascimento, Cristiano Machado, Leide Teófilo e Maria Emília Duarte, os secretários de Agricultura, Pecuária e Aquicultura, César Halum, e de Comunicação, Élcio Mendes, falaram da satisfação do dever cumprido e do alcance que a Feira teve país afora.

“Hoje é o encerramento da programação ao vivo, mas o conteúdo continua disponível na plataforma até dia 26 de junho, quem não assistiu, ainda tem oportunidade de acessar o conteúdo. A gente vê nas pessoas a felicidade de participar de um trabalho inovador. Fizemos o que fazíamos sempre na feira presencial, difusão de tecnologia para melhorar a tecnificação da nossa agricultura e pecuária. A outra parte é a comercial, venda de máquinas, veículos utilitários, insumos e serviços”, destacou o secretário de Agricultura, César Halum.

O secretário César Halum explicou o porquê de realizar a Feira ainda no mês de maio. “Todo  mundo sabe que se a safra foi boa, o produtor tem que plantar mais na próxima, e vai precisar de maquinário novo, mais insumos. Então, transferir a feira para o segundo semestre dificultaria a vida do produtor que precisa planejar a sua produção”, explicou.

Quanto aos resultados comerciais, o secretário César Halum afirmou que como nas edições presenciais, o balanço deve ser divulgado daqui a 15 dias. “Números mais detalhados só daqui uns dias, mas algumas instituições financeiras já nos procuraram, dizendo que no segundo dia atingiram o montante comercializado em 2019. Ou seja, certamente vamos ultrapassar os valores de 2019, que foram mais de R$ 2,5 bilhões”, ressaltou.

O secretário César Halum agradeceu as parcerias com as universidades, com a Empresa  Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), cooperativas, montadoras de máquinas agrícolas, entre outros. “Promovemos acessibilidade a muita gente que não tinha a oportunidade de vir. Por isso, o agradecimento aos parceiros que se envolveram, a toda equipe que trabalhou e ao governador Mauro Carlesse que não mediu esforços na realização da Agrotins 2020 100% Digital. Mostramos ao Brasil e ao mundo que é possível a economia caminhar mesmo em tempos de pandemia”, finalizou.

Acessos e repercussão

De acordo com os organizadores, a Agrotins 2020 100% Digital obteve até às 18 horas desta sexta-feira, 29, mais de 400 mil visualizações no site oficial da feira, com acessos oriundos de todos os 26 estados e no Distrito Federal (DF), e ainda em 46 países, nos seis continentes, incluindo as potências: Estados Unidos e China.

Mais de quatro mil pessoas se inscreveram para participar das 179 palestras realizadas pela Feira, com direito a certificado. A Feira contou ainda com mais de 250 expositores de vários segmentos do agronegócio.

A campanha nas redes sociais foi essencial para a divulgação da Agrotins 2020 100% Digital. Desde o início da divulgação, que começou nos primeiros dias do mês de maio, o número de impressões somam aproximadamente 8,5 milhões. Impressões são a quantidade de vezes que conteúdos ligados a Agrotins foram exibidos em telas de celulares e computadores mundo afora, sendo então uma das principais ferramentas para atração do público para a plataforma.

“Foi um trabalho de altíssima qualidade que todos fizeram e já estamos colhendo resultados. A gente espera que a Feira volte a ser presencial, mas o formato digital continuará presente. Sonhamos e realizamos com o apoio incondicional do governador Mauro Carlesse”, ressaltou o secretário de Comunicação, Élcio Mendes.

A repercussão na mídia nacional e os acessos fora do país também foram destacados pelo secretário Élcio Mendes. “A Agrotins 2020 100% Digital rompeu barreiras, quebrou paradigmas, saiu na frente e é um marco histórico para comunicação do Tocantins e para as feiras de tecnologia do país. Pessoas dos Estados Unidos e da China, que é o maior parceiro comercial do Tocantins, acessaram a plataforma, e com o apoio da imprensa local, repercussão na imprensa nacional e sites especializados em agronegócio, a Agrotins passa a ser uma marca forte em todo o país”, destacou. (Vania Machado/Foto: Wilson Rodrigues)

Continue lendo

Tocantins

Saúde emite nota técnica sobre testes rápidos da Covid-19 em farmácias no Tocantins

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) por meio da Diretoria de Vigilância Sanitária (Visa) e do Laboratório Central de Saúde Pública do Tocantins (Lacen-TO) emitiu nesta semana, nota técnica sobre a comercialização e realização de testes rápidos para detecção do novo Coronavírus (Covid-19), nas farmácias do Tocantins.

O documento leva em consideração a legislação vigente no que diz respeito às medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus, responsável pelo surto de 2019, bem como a Nota técnica nº 97/2020, de 28 de abril de 2020, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a qual dispões sobre orientação para utilização de testes rápidos para a Covid-19 em farmácias privadas durante o período de pandemia.

Segundo o diretor da Visa, Evesson Farias de Oliveira, “foi feita análise de toda legislação vigente e então emitimos esta Nota Técnica com esclarecimentos pertinente ao tema, para que os estabelecimentos tocantinenses tenham informações uniformizadas e assim a população tenha mais segurança no serviço a ser prestado”, declara.

Entre os esclarecimentos pela Visa estão as observações sobre a competência dos testes como auxiliar no diagnóstico; a necessidade do registro na Anvisa; a necessidade de licença sanitária e autorização para funcionamento das farmácias; possuir área privativa para a realização dos testes; ter farmacêutico treinado responsável por atender o solicitante do teste; garantir registro e rastreabilidade dos resultados e notificar pelo Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária (Notivisa), em até cinco dias de seu conhecimento a ocorrência de queixas técnicas associadas aos Testes Laboratoriais Remotos (TLR).

Ainda de acordo com Evesson Farias de Oliveira, “os estabelecimentos interessados em realizar teste rápido deve estar cadastrado junto à Vigilância Sanitária Municipal e as farmácias de manipulação junto à Vigilância Sanitária Estadual, órgãos competentes para realizar inspeção e verificar se a empresa está apta à utilização destas atividades”, pontuou.

Clique AQUI para ler a Nota Técnica

(Aldenes Lima/Foto: Nielcem Fernandes)

Continue lendo
publicidade