Connect with us

Pará

Consultora vai propor inclusão de joias do Pará em catálogo de tendências

Publicado

em

Joias do Pará, produzidas por profissionais do Espaço São José Liberto, deverão estar na próxima edição do Preview, o catálogo de tendências do setor joalheiro publicado anualmente pelo Instituto de Gemas e Metais Preciosos (IBGM), Sebrae Nacional e Apex-Brasil. A proposta foi anunciada pela consultora de Estilo do Instituto, Regina Machado, durante o lançamento do Preview Design de Joias e Bijuterias 2011, na noite de sexta-feira, 10, no mezanino do São José Liberto, dentro da programação da VII Pará Expojoia – Amazônia Design, a feira de joias foi realizada no local até este domingo, 12.

Segundo Regina Machado, a participação das joias paraenses na publicação que é referência no setor joalheiro nacional será proposta em breve às direções do IBGM e do Sebrae Nacional.

Na palestra de apresentação do Preview 2011 a designers, ourives e produtores de moda, Regina Machado ressaltou que a dinâmica do processo produtivo está sempre incorporando novos desafios e ousadias, mas sem necessariamente trazer “coisas de outro planeta”.

Segundo ela, hoje o consumo, principalmente nas áreas de joia e moda, trabalha com o conceito de “lifting comunicacional”, que revisita produtos, cores e texturas já existentes, como o preto e o jeans – que se renovam a cada ano. “Isso significa colocar o produto em sintonia com a sensibilidade do momento”, frisou.

Sintonia

Partindo do conceito de que “joia é objeto que virou sujeito”, Regina enfatizou que joia é um produto para ser usado sempre, a partir de uma sintonia com as mudanças de pensamento e inovações.

O Brasil, segundo ela, virou no mundo joalheiro marca de produto, rompendo com a tradição de simples exportador de matéria prima para outros centros produtores de joias. Hoje, o país exporta design e 2/3 das gemas coradas usadas em todo o planeta.

E o Polo Joalheiro do Pará, ressaltou a consultora, é contemporâneo ao ter um programa governamental que investe no aproveitamento do grande potencial de gemas existente no Estado. “Esse é um trabalho que precisa ter continuidade. Há alguns anos não havia referência de joia do Pará. Hoje, essa referência existe e, nos eventos dos quais participamos, não há quem não conheça a joia paraense”.

Tendências

Sobre as quatro tendências abordadas no Preview, Regina detalhou cada uma delas, indicando como devem servir de inspiração aos criadores de joia e moda.

No Eterno Retorno, há uma volta ao romantismo e à religiosidade, com peças como corações, laços, escapulários e mandalas, e gemas como ametistas.

Em Sonhando Acordado, a fonte de inspiração está nas referências culturais e na aproximação de múltiplos estilos da história da arte, resultando em peças como serpentes, borboletas, anjos, além de temas da literatura infantil.

Naturalmente … Luxo Simples é uma tendência que valoriza as experiências mais essenciais, tanto na joalheria como em outros segmentos, inclusive a gastronomia. Aqui aparece a reutilização do design, a preocupação com as florestas, acabamentos menos rebuscados, expressando texturas e modos de fazer mais artesanais. São peças que mostram a beleza natural das gemas, flores e materiais da natureza.

Finalmente, Luzes da Cidade – Brilho Casual caracteriza a joia mais arquitetônica, abstrata, com muito ouro rosa, branco e amarelo, e peças que, segundo Regina Machado, concedem a quem usa a aura de rejuvenescimento. São joias que trazem o refinamento e a elegância, o luxo das grandes metrópoles, com brincos longos e articulados, e anéis maiores, feitos com muitos diamantes, ouro e prata.

O lançamento do Preview em Belém é um evento da programação da Pará Expojoia, que encerra o calendário nacional de feiras do setor joalheiro. Além do IBGM e do Sebrae Nacional, a publicação conta com o apoio da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

A arquiteta Regina Machado é consultora do IBGM, Sebrae e Senac, e curadora da coleção “O Luxo da Cultura e da Natureza Amazônia”, lançada na noite de abertura da VII Pará Expojoia. Após a palestra de lançamento do Preview, ela autografou o catálogo para designers de joias e ourives, e ainda para profissionais de moda.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

MARABÁ: Foram sepultadas nesta terça, 1º, ex-secretária de Turismo e filha mortas por pistoleiros

Publicado

em

Os corpos de Vanuza Barbosa, 41 anos, e sua filha, Jackciane Barbosa, 25 anos, foram enterrados na manhã desta terça-feira (1º) em um cemitério no núcleo São Félix, no bairro Novo Progresso, em Marabá, na região de Carajás, no estado do Pará.

As vítimas foram assassinadas na noite de domingo (29) em uma chácara que fica no núcleo São Félix. De acordo com informações preliminares colhidas pela Polícia Civil, Vanuza foi assassinada com um tiro no rosto e a Jackciane com um tiro no rosto e outro no peito.

Vanuza Barbosa foi secretária de turismo do município no período de 2009 a 2012. Jackciane Barbosa é bacharel de Direito e passou recentemente na proba da OAB.

Polícia Civil informou que investigação do caso segue em sigilo e que nenhum suspeito foi preso ainda.

Continue lendo

Pará

“Novo Cangaço” volta a atacar no Pará

Publicado

em

Uma quadrilha tomou as ruas de Cametá, no interior do Pará, a 235 km de Belém, no começo da madrugada desta quarta-feira (2), para assaltar bancos. Moradores relataram em redes sociais uma noite de terror. Um morador da cidade identificado como Alessandro de Jesus Lopes foi morto pelos assaltantes após ser feito de refém.

A ação tem características semelhantes à registrada em Criciúma, no Sul de Santa Catarina, na madrugada desta terça (1º), em que uma quadrilha também fez ataques pelo município em ação para assaltar uma agência bancária.

Assim como ocorreu em Criciúma, a quadrilha que atacou Cametá também usou reféns como escudos para se locomover pelas ruas da cidade. As pessoas foram capturadas em bares. Os criminosos atiraram para cima durante mais de uma hora. O grupo usou armas de alto calibre e explosivos.

Um quartel da Polícia Militar (PM) foi atacado, impedindo a saída dos policiais. Esse método também foi utilizado pelos homens que levaram terror a Criciúma.

“Muita gente estava assistindo ao jogo, os bares estavam lotados”, diz Márcio Mendes, morador da cidade, em entrevista a GloboNews. “Renderam as pessoas e levaram para frente da base da Polícia Militar.”

Ao menos 2 agências bancárias foram atacadas, segundo relatos de moradores. Uma, do Banco do Brasil, fica no prédio da Câmara dos Vereadores e ficou destruída. A outra é do Banpará, o banco estadual.

Os bandidos deixaram a cidade por volta de 1h30. Segundo a PM, o grupo fugiu usando carros e barcos – a cidade fica às margens do Rio Tocantins. Ainda não se sabe o que foi levado, qual é o tamanho da quadrilha e se alguém foi detido.

Por volta das 2h, o prefeito da cidade pediu que as pessoas ficassem em casa. “Nossa cidade sempre foi pacífica”, escreveu Valente.

Cametá é uma das 10 maiores cidades do Pará, com cerca de 136 mil habitantes, segundo o IBGE.

O governador Helder Barbalho (MDB) disse que acompanha o caso.

“Já estou em contato com a cúpula da segurança pública do Estado acompanhando as providências que estão sendo tomadas neste episódio, no município de Cametá. Não mediremos esforços para que o quanto antes seja retomada a tranquilidade e os criminosos sejam presos. Minha total solidariedade ao povo cametaense”, escreveu governador.

Em 2020, o estado registrou ao menos dois outros assaltos semelhantes: um em Ipixuna do Pará, em 30 de janeiro, e em São Domingos do Capim, em 3 de abril. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, “praticamente todos os envolvidos” foram presos.

Cametá está localizada às margens do Rio Tocantins, próximo à Ilha do Marajó, no Norte do estado. O acesso à cidade não é considerado fácil. Muitas pessoas usam barcos pela região.

Continue lendo

Pará

REDENÇÃO: Operação Seguro Fake apura fraudes em benefícios do seguro desemprego

Publicado

em

A Polícia Federal deflagrou nesta manhã de terça, 1, a Operação Seguro Fake II, que visa apurar esquema de fraudes ao seguro desemprego, e outros benefícios sociais, no Pará.

Foram cumpridos 16 mandados de busca e apreensão, expedidos pela 4ª Vara Federal da Seção Judiciária de Belém, a maioria deles relacionados a alvos localizados na cidade de Redenção/PA, sendo um dos  mandados cumprido em Palmas/TO. A Justiça determinou também a indisponibilidade de bens de quatro alvos, para fins de ressarcimento dos prejuízos causados à Fazenda Pública, que comprovadamente já ultrapassam o valor um milhão de reais.

Os crimes investigados são o estelionato previdenciário (art.171, parágrafo 3, do Código Penal), inserção de dados falsos em sistema de informação (art.313-A do Código Penal) e organização criminosa (art.2, caput, da Lei n° 12850/2013).

Continue lendo
publicidade Bronze