No último dia 20, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e a Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA) realizaram mais uma edição do Encontro com Contadores no auditório do SENAI em Imperatriz – MA, com a apresentação da palestra sobre o Bloco K do SPED Fiscal controle de produção e do estoque das indústrias.

O tema foi ministrado pelo contador e consultor Vicente Sevilha que é especialista na especialização em criação de negócios de alto crescimento, mestre em gestão da qualidade e autor do livro Assim Nasce uma Empresa. A iniciativa é do Programa de Desenvolvimento Associativo (PDA) da CNI, de forma gratuita.

De acordo com o vice-presidente da FIEMA, Francisco das Chagas Nascimento, evento foi de grande importância para o seguimento industrial “foi um encontro bastante interessante que contou com empresários do seguimento e contadores da região, agradecemos a todos em nome do nosso presidente Edilson Baldez”.

O palestrante, Vicente Sevilha, destacou “a implantação do Bloco K do SPED Fiscal proporcionará ao Fisco um profundo controle da produção e do estoque das indústrias”.

Além do vice-presidente contador Francisco das Chagas Nascimento que esteve representando a FIEMA, participaram do evento o conselheiro do Conselho Regional de Contabilidade do Tocantins (CRCTO) contador Leonardo Soares, Amarildo de Jesus Lima presidente SINDICONT – Sindicato dos Contabilistas de Imperatriz; presidente do SINTEC – Sindicato dos Trabalhadores Contábeis e Contabilistas Públicos e Privados do Estado do Maranhão, contadores das indústrias e empresários do ramo.

A entrega do Bloco K da Escrituração Fiscal Digital – EFD que passou a ser obrigatória desde 1º de janeiro de 2017 para estabelecimentos industriais ou a eles equiparados pela Legislação Federal, estabelecimentos atacadistas, empresas beneficiarias do Regime Aduaneiro Especial de Entreposto Industrial sob Controle Informatizado do Sistema Público de Escrituração Digital (Recof–Sped), estabelecimento de contribuintes de outros setores, a critério do Fisco, conforme Ajuste SINIEF 25/2016.

Foram abordados os seguintes temas:

O Livro de Controle da Produção e do Estoque, Ordens de Produção Internas, Início da obrigação, Empresas obrigadas, Processo Produtivo simples e verticalizado, O que será informado, Cruzamentos ao alcance do Fisco e Casos especiais.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.