Connect with us

Pará

Corpos das cinco vítimas que morreram no acidente aéreo em Itaituba-PA são velados

Publicado

em

Uma equipe do Serviço Regional de Investigação de Acidentes (Seripa) já está na cidade de Itaituba, sudeste do estado, investigando quais seriam as causas que provocaram a queda do avião monomotor na tarde do último domingo (22) onde cinco pessoas morreram. A polícia Civil abriu um inquérito e já ouviu algumas testemunhas. Os corpos das vítimas estão sendo velados.

O delegado responsável pelo inquérito já ouviu algumas testemunhas. Os próximos a prestarem depoimento serão os controladores do voo e o proprietário da aeronave. A policia quer tentar identificar se a aeronave tinha autorização para fazer acrobacias aéreas, já que o acidente aconteceu durante uma programação alusiva ao dia do aviador, comemorado na segunda-feira (23).

Velórios

A cidade está em choque com o acidente que deixou cinco mortos. A advogada Josenilde Silva Oliveira foi à primeira vítima a ser sepultada no inicio da noite de segunda-feira (23) a pedido da família por conta do estado do corpo.

Os corpos do co-piloto Wewerton Marinho Pereira e da irmã dele, Roberlania Dantas Marinho, estão sendo velados na cidade de Itaituba e o enterro será cemitério da cidade na tarde desta terça-feira (24).

A enfermeira Rosalina Santos Werlang, foi velada em Itaituba e o corpo será trazido para Belém para ser cremado. O corpo do piloto Diego Patrick Alves Resende, foi levado para a cidade de Sinop, no Mato Grosso, onde mora a família.

Acidente

O acidente aconteceu por volta das 18h de domingo (22), em uma área urbana da cidade. Cinco pessoas morreram, incluindo o piloto, o co-piloto e três mulheres que estavam a bordo.

O avião, do tipo Cessna 210, ficou destruído. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu durante a realização de uma manobra. “O piloto tentou fazer uma manobra, mas não conseguiu. A área foi logo isolada para preservar a integridade física dos corpos”, explica o Coronel Pinheiro.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

PARAUAPEBAS: Primeira mulher eleita cacique Xikrin toma posse

Publicado

em

A primeira mulher eleita cacique em Parauapebas tomou posse na manhã deste sábado, 20. Kôkôti Xikrin, de 28 anos, foi recepcionada em uma cerimônia festiva que contou com a participação de 11 aldeias do povo Xikrin, 43 aldeias Kayapó e representantes dos poderes Executivo e Legislativo do município.

A posse da primeira cacique do povo Xikrin do Cateté é uma demonstração de fortalecimento da cultura e do reconhecimento do papel da mulher na comunidade indígena. 

Kôkôti  Xikrin

A primeira cacique Xikrin é casada, mãe de três filhos e vem de uma linhagem de caciques. Ela foi escolhida pelo pai e pela comunidade por sempre ter demonstrado interesse em cuidar do seu povo, participando das reuniões de lideranças indígenas. “Agora, mesmo que as índias da nossa tribo não falem português, elas têm voz e têm força”, comemora a cacique. (Foto: Divulgação)

Continue lendo

Pará

PARAUAPEBAS: Cerca de 50 famílias já precisaram de apoio da Defesa Civil

Publicado

em

A período chuvoso na região de Carajás vem trazendo transtornos aos moradores de Parauapebas e a cidade segue em estado de alerta para riscos de deslizamentos e inundações.

Nesse fim de semana, cerca de 50 famílias vítimas de deslizamentos e inundação já foram atendidas pela Defesa Civil.

A Prefeitura vem oferecendo abrigo provisório, seguindo os protocolos sanitários contra o novo coronavírus, e aluguel eventual, para as famílias das áreas de risco.

Para acionar a Defesa Civil, ligue: 199 e 3356-2597.

Continue lendo

Pará

MARABÁ: Sucuri de quase 6 metros é encontrada morta no Rio Tocantins

Publicado

em

Moradores de Marabá, na região de Carajás, estado do Pará, registraram o aparecimento de uma cobra de quase 6 metros em área urbana, neste sábado, 20. O animal estava morto.

A sucuri estava presa a entulhos às margens do Rio Tocantins, no Balneário Mangueiras.

Continue lendo
publicidade Bronze