Connect with us

Pará

Criminosos suspeitos de fraudarem licitações em Conceição do Araguaia e Santa Maria das Barreiras são alvo da PF

Publicado

em

Polícia Federal esteve em um apartamento em palmas, na capital do Tocantins, fazendo buscas.

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta, 8, a Operação Magna Dolum com o objetivo de reprimir organização criminosa constituída para fraudar licitações destinadas à execução de obras públicas.

Noventa policiais federais participam da operação.

A ação dos criminosos consistia na utilização de empresas meramente “de fachada”, desprovidas da mínima estrutura de maquinário e de pessoal para a execução das obras contratadas, principalmente nos municípios de Conceição do Araguaia/PA, Santa Maria das Barreiras/PA, além da Secretaria Estadual de Transportes do Pará (SETRAN/PA).

Os reais administradores das empresas (ocultados pela participação de sócios “laranjas”) mantinham frequentes contatos com servidores públicos municipais e estaduais, os quais recebiam vantagens indevidas para beneficiar as pessoas jurídicas que fazem parte do esquema delituoso, praticando atos que vão desde o direcionamento dos certames, passando pela facilitação da fiscalização das obras, até a agilização de pagamentos.

Além disso, a investigação, que contou com interceptações telefônicas e quebra de sigilo bancário, autorizados pela justiça, revelou que, das contas bancárias das empresas “de fachada” partem transferências de valores para outras pessoas (físicas e jurídicas), sem justificativa aparente, sugerindo-se, assim, a prática de atos para ocultar a verdadeira origem dos recursos (lavagem de dinheiro).

Diante dos fatos, a Polícia Federal representou pela busca e apreensão em 21 endereços, pela prisão preventiva de quatro investigados, pelo afastamento do cargo dos servidores públicos envolvidos nos atos de favorecimento das empresas, pelo sequestro judicial de bens do patrimônio dos investigados e por uma nova quebra de sigilo bancário.

Ao apreciar os pedidos, o juízo da 4ª Vara Federal da Seção Judiciária do Pará, concordando integralmente com as representações policiais, deferiu os mandados de busca e apreensão, para cumprimento em endereços residenciais e de órgãos públicos.

Os mandados de prisão preventiva têm como alvos três responsáveis pela gestão das empresas “de fachada” e um servidor público municipal. Há ordens judiciais, ainda, para o afastamento dos cargos de quatro servidores públicos estaduais e dois municipais; o sequestro de vários bens móveis (dentre eles, uma embarcação e uma aeronave) e imóveis (dentre eles, propriedades em condomínios de luxo); e a nova quebra do sigilo dos dados bancários, a fim de demonstrar todo o percurso feito pelo dinheiro no processo de branqueamento de capitais, bem como de pagamento de vantagens indevidas.

De 2010 a 2019, o grupo criminoso teria se apropriado de mais de R$ 64 milhões, em recursos públicos federais, estaduais e municipais.

Os envolvidos poderão responder, na medida de suas participações, pelos crimes de fraude à licitação, corrupção passiva, lavagem de dinheiro; além de outros que possam surgir no desenrolar das investigações.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

Vila Nova e Remo começam decisão pelo título Série C neste sábado

Publicado

em

Após garantia de acesso no Campeonato Brasileiro da Série C ao lado de Brusque-SC e Londrina-PR, Vila Nova-GO e Remo-PA vão começar a decisão pelo título. O primeiro encontro acontece às 17h deste sábado (23), no OBA, em Goiânia (GO).

A finalíssima, por outro lado, está prevista para o sábado seguinte (30), às 17h, no Mangueirão, em Belém (PA). Cabe destacar que não há vantagens ou gol fora como critério de desempate. Ou seja, o empate no placar agregado após os dois jogos levará à decisão de pênaltis.

Curiosamente, ambos os times já conquistaram a Série C. Os goianos venceram em 1996 e 2015 e sonham com o que seria o primeiro tricampeonato da competição. Os paraenses, por outro lado, chegaram ao título em 2005.

CAMPANHAS
As equipes têm campanhas praticamente idênticas até aqui. Na primeira fase, não saíram de dois empates sem gols e ainda somaram 31 pontos no Grupo A – foram oito vitórias e sete empate em 18 partidas. O Remo ficou em segundo, deixando o Vila Nova em terceiro, por conta do saldo: 10 contra 9. Ainda marcaram a mesma quantidade de gols: 20.

Já na segunda fase, obviamente, ficaram em chaves distintas. No Grupo C, os goianos fizeram 10 pontos em seis jogos, marcaram apenas seis gols e terminaram com saldo de -1. O acesso foi conquistado de forma agônica, com gol do meia argentino Emanuel Biancucchi, ‘primo do Messi’, nos instantes finais do duelo com o Ituano-SP.

Os paraenses subiram com mais tranquilidade no Grupo D. Também somaram 10 pontos, mas carimbaram o acesso com o 1 a 0 sobre o arquirrival Paysandu-PA, ainda na quinta rodada. Na última partida, nem mesmo o revés por 1 a 0 para o Londrina-PR impediu a classificação à decisão. Anotaram sete gols e sofreram cinco.

SOBRE OS DONOS DA CASA

O Vila Nova não poderá contar com o ‘herói’ Emanuel Biancucchi. O meia argentino de 32 anos foi expulso na vitória, por 1 a 0, sobre o Ituano-SP, no último domingo (17), e cumprirá suspensão automática por conta do cartão vermelho.

De qualquer forma, porém, o técnico colorado, Márcio Fernandes, poderá repetir a formação que começou o confronto diante dos paulistas. Afinal de contas, o ‘primo de Messi’ entrou no decorrer do embate.

“Vamos enfrentar uma equipe fortíssima que fez uma campanha maravilhosa e também está buscando o título. Agora é buscar o título pra premiar nossa torcida que espera muito por isso”, disse o treinador, que faturou o a Série C de 2015 com os vilanovenses.

SOBRE OS VISITANTES

O Remo precisa superar surto de covid-19 que atingiu, entre outros, 11 atletas e o técnico Paulo Bonamigo, o qual será substituído por Renan Capra, preparador físico. Além disso, o lateral-esquerdo Dudu Mandai e o atacante Hélio, lesionados, também são desfalques.

São apenas 17 jogadores relacionados, sendo três goleiros – entre eles, três crias da base azulina (Lucas Mocorongo, arqueiro; Rafael, meia; e Pepê, atacante). Em meio a esse cenário, o volante Lailson pode pintar na lateral esquerda, posição que já chegou a ocupar.

“Os jogadores passaram uma semana muito focados, treinaram muito forte. Evidente que aconteceram algumas coisas que poderiam ter abalado essa confiança, mas acredito que a gente chega muito forte”, declarou o ‘treinador interino’. (Futebol Interior)

Continue lendo

Pará

MARABÁ: Tião Miranda recua e adere a decreto restringindo funcionamento de bares

Publicado

em

Donos de estabelecimentos, funcionários e músicos protestaram nesta sexta

O prefeito de Marabá, Tião Miranda (PSD), recuou da ideia de não aderir ao Decreto do Governo do Pará, que restringe a abertura de bares, como medida de enfrentamento aos crescimento de casos de Covid-19 no estado do Pará e também proibiu.

A medida mantém autorizado o funcionamento de restaurantes, distribuidoras de bebidas e espaços de eventos até no máximo meia-noite e com apenas 50% da capacidade total.

Quem não cumprir o decreto corre o risco de ter o estabelecimento fechado e sofrer pena de cassação de Alvará de Funcionamento, respeitado o devido processo legal.

Aconteceu uma reunião do Comitê de Crise para Enfrentamento a Covid-19 no município e optado, por respeitar a decisão do Estado, considerando, também, a elevada taxa de ocupação dos leitos para pacientes com Covid-19 no município, que estão ocupados em 96% nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e 50% nas enfermarias.

Donos de estabelecimentos, funcionários e músicos, não gostaram da ideia e protestaram interditando uma via da cidade, nesta sexta, 22. Eles reclamam da determinação que objetiva conter o avanço da Covid-19, mas ao mesmo tempo os prejudica, por dependerem do setor para garantir sua renda.

Continue lendo

Pará

MARABÁ: Sem poder abraçar os familiares, enfermeira vacinada pede que população respeite o isolamento

Publicado

em

A primeira profissional de saúde a ser vacinada contra a Covid-19 no Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso, é uma mulher, de 28 anos, enfermeira e com atuação na linha de frente de combate ao novo coronavírus.

Lorenna Fachetti foi vacinada na manhã desta quinta-feira (21), durante o ato simbólico que reuniu diversos profissionais de saúde no hospital que também foram vacinados.

Auxiliando no tratamento de pacientes graves com a Covid-19, e internados na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da unidade, Lorenna destaca que apesar da chegada da vacina, a população precisa manter os cuidados.

“É importante que a população continue seguindo as recomendações dos órgãos de saúde, para evitar o contato com à Covid-19. Devemos manter a higienização das mãos e o distanciamento social”, diz.

Lorenna acrescenta que, desde o início da pandemia, mantém o afastamento da família, principalmente por atuar na linha de frente contra a doença. “Tive que manter o distanciamento social de familiares queridos, redobrei a atenção quanto as orientações de higienização. Espero, em breve, poder voltar a abraçar a todos”.

Com sete anos de profissão e cinco deles no Regional do Sudeste do Pará, a enfermeira é uma das 170 profissionais de saúde que serão imunizadas no hospital na primeira etapa da imunização.

Vacinação

Os profissionais vacinados nessa 1° etapa no hospital atuam no atendimento exclusivo de pacientes com a Covid-19. De acordo com Valdemir Girato, diretor Hospitalar, a unidade está empenhada em vacinar todos os colaboradores e o esforço de todos tem sido importante no dia a dia na luta na recuperação de pacientes.

“O empenho e dedicação de todos os profissionais nos últimos meses tem sido uma grande inspiração e fortalece a nossa missão no cuidado assistencial. Estamos esperançosos que logo toda a população também esteja vacinada”, disse.

O primeiro lote da vacina chegou no Pará na última segunda-feira, 18, e a distribuição das mais de 173 mil doses foi realizada aos municípios na mesma data.

Na primeira fase da campanha, serão vacinados trabalhadores de saúde; pessoas com mais de 60 anos que vivem em instituições de longa permanência e indígenas aldeados.

Continue lendo
publicidade Bronze