No dia mundial da alimentação, lembrado em 16 de outubro, o Governo do Estado por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas) realiza oficinas de promoção da alimentação saudável em Darcinópolis, localizada no Bico do Papagaio A atividade faz parte de uma ação que será realizada em 11 municípios do Estado estimando capacitar 330 pessoas. O público alvo são merendeiras, coordenadores e beneficiários dos Centros de Referência da Assistência Social (Cras).

As oficinas são compostas por aulas teóricas e práticas. Em um primeiro momento os participantes são capacitados sobre a importância da alimentação saudável para a melhoria da qualidade de vida e sobre as boas práticas de manipulação de alimentos (aspectos de higiene) para evitar doenças de origem alimentar.

Na parte prática os alunos colocam a mão na massa executando receitas que utilizam os ingredientes em sua totalidade, com cascas, semente e outras partes que costumeiramente são descartadas. Entre as receitas estão pães integrais, bolos, doces, feijoada light, farofa de folhas e talos, arroz enriquecido, entre outros. A nova forma de preparado visa evitar o desperdício dos alimentos e aumentar a ingestão dos nutrientes presentes nas partes que seriam descartadas.

Segurança Alimentar

O governo do Estado tem apoiado a agricultura familiar, assim como possibilitado o acesso a alimentação de beneficiários das entidades socioassistenciais, através de um contrato de repasse firmado com o Ministério da Cidadania no valor de R$ 5.720.000 que está sendo executado pela Setas, por meio da gerência de Segurança Alimentar e Nutricional.

Com esse recurso estão sendo equipadas as centrais de recebimento e distribuição dos produtos da agricultura familiar no Estado. Para tanto foram entregues de forma parcial 13 caminhões, 11 câmaras frias, paletes de polietileno, monoblocos, computadores, impressoras multifuncionais, mesas e cadeiras de escritório e balanças de 30 e 300 kg.

De acordo o secretário da Setas, Messias Araújo, o Governo do Estado não tem poupado esforços para fomentar a agricultura familiar que é a base para promoção da alimentação saudável de toda a população “Com o aparelhamentos dessas Centrais, o Governo está fortalecendo o programa Compra Direta, confirmando a característica municipalista da atual gestão e principalmente garantindo comida de qualidade na mesa do tocantinense”. Afirma o gestor.

O projeto é desenvolvido em parceria com o Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea) e prevê realizar assessorias aos municípios com sensibilização dos gestores para adesão ao Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan), formação dos Conselhos de Segurança Alimentar e Nutricional Municipais (COMSEA’s) e das Câmaras Intersecretariais de Segurança Alimentar e Nutricional Municipais (CAISAM’s) em nove municípios.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.