Connect with us

Tocantins

Deputados querem CPI e intervenção imediata no IGEPREV

Publicado

em

Sem título

Participantes da audiência pública na Assembleia Legislativa

Um requerimento para criação de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) e um pedido de intervenção imediata, com bloqueio de bens de ex-gestores do Instituto de Gestão Previdenciária do Tocantins (IGEPREV), são os resultados da audiência pública da Assembleia Legislativa, que discutiu a situação do instituto responsável por gerir o dinheiro da aposentadoria dos servidores públicos do Estado. De acordo com o Ministério da Previdência Social (MPS), o valor perdido com investimentos temerários por gestores do IGEPREV é de R$ 298 milhões.

A audiência pública, realizada na tarde de ontem, reuniu deputados estaduais, presidentes de sindicatos de servidores públicos e o representante do MPS, o diretor de Regimes Próprios de Previdência, Otoni Guimarães, além de Sérgio do Valle e Nilton Gonçalves, ex-gestores do IGEPREV. Nenhum representante da atual gestão do instituto foi à audiência. O atual presidente do IGEPREV, Rodrigo Gomes de Oliveira, enviou comunicação à Assembleia afirmando estar em viagem previamente marcada.

Rombo

De acordo com o deputado Sargento Aragão (PROS), que foi o autor de requerimento que deu origem à audiência pública, a discussão sobre o IGEPREV é um “lamaçal no qual chafurda uma corja criminosa.” Em discurso, o parlamentar acusou o governo estadual de promover um rombo nas finanças do fundo previdenciário pondo em risco a aposentadoria dos servidores. “Senhores, até o ano de 2010, o fundo tinha dinheiro para pagar a aposentadoria até 2084, em 2012 só havia dinheiro para garantir esse pagamento até 2019. A prova do rombo está aí, comprovada pelo MPS”, afirmou Aragão.

Também proposta por Aragão, a criação da CPI sobre o IGEPREV contou com 14 assinaturas de deputados, entre eles, parlamentares recém-chegados a base do governo estadual como Stalin Bucar e Wanderlei Barbosa, ambos do Solidariedade (SDD). “Assino o requerimento porque não defendo governo em face de irregularidades, queremos apurar todas as que foram cometidas e responsabilizar quem quer que tenha cometido”, disse Bucar.

Preocupações

De acordo com o diretor do MPS, a situação do IGEPREV preocupa. “A questão dos investimentos feitos em bancos falidos como o BVA e o Rural, cujos papéis têm de ser contabilizados como prejuízo, é a preocupação maior”, afirma Guimarães.

Também, durante a audiência, o diretor do MPS se prontificou a participar de novas discussões sobre a remodelação do IGEPREV. “Com a informação de que tramitam projetos de lei para alteração da estrutura do instituto, inclusive da composição do conselho administrativo, já adianto que o MPS está disposto a orientar e cooperar nesse ponto”, disse Guimarães.

Ex-gestores

Os dois ex-presidentes do IGEPREV presentes na audiência afirmaram que apoiam a criação de CPI para averiguar a situação do órgão. “É elementar que tudo seja esclarecido e que seja divulgada a responsabilidade de cada um”, afirmou o ex-presidente Nilton Gonçalves, que geriu o IGEPREV entre os anos de 2000 a 2005. Já o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Estado (Sisepe), Cleiton Pinheiro, afirmou que vai cobrar da gestão estadual o ressarcimento do prejuízo aos cofres do IGEPREV. “Queremos os R$ 298 milhões perdidos nem que o governo tire do tesouro estadual e depois se vire para ir buscar o dinheiro perdido”, disse Pinheiro.

Sem se manifestar durante a audiência, o líder do governo estadual na Assembleia, deputado Carlão da Saneatins (PSDB), afirmou que a gestão tem se preocupado “desde o início” com a situação do IGEPREV. “O governador tomou a providência de exonerar o ex-presidente assim que soube de irregularidades em investimentos”, disse Carlão.

Questionado sobre o fato de que, conforme consta no Diário Oficial do Estado (DOE) do dia 27 de setembro, a exoneração de Rogério Villas Boas, ex-presidente do IGEPREV, teria acontecido “a pedido”, o deputado mudou o discurso. “Bem, eu não estava na ocasião da exoneração, então não sei.” Procurada pela reportagem, a assessoria do IGEPREV afirmou que o presidente Oliveira tem retorno programado para a noite de hoje e que amanhã deve se pronunciar sobre a audiência pública.

Assinaturas de CPI

Sargento Aragão (PROS), Marcelo Lelis (PV), Freire Júnior (PV), José Roberto (PT), José Augusto (PMDB), Luana Ribeiro (PR), Wanderlei Barbosa (SDD), Solange Duailibe (SDD), Stálin Bucar (SDD), Amália Santana (PT), Eli Borges (PROS), Manoel Queiroz (PPS), José Geraldo (PTB) e Josi Nunes (PMDB). (Jornal do Tocantins)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
7 Comments

Tocantins

PALMAS: Novo desligamento da Estação de Tratamento de Água e acontecerá na próxima semana

Publicado

em

default

Na próxima segunda-feira, 18/01, a BRK Ambiental dá sequência no cronograma da obra de ampliação e modernização da maior Estação de Tratamento de Água (ETA) do Tocantins, a ETA 006, que abastece 80% da população de Palmas. A retomada no cronograma acontece após a paralisação das intervenções em razão do período de fim de ano. Iniciada no ano passado, estas ações visam realizar as interligações de novas unidades do sistema de tratamento de água. As ações anteriores aconteceram em 6 e 13 de dezembro de 2020.

As obras de interligação serão realizadas a partir das 07h00 da manhã e finalizadas até as 19h00. A partir deste horário, a distribuição de água é reiniciada e o sistema entra em recuperação. Áreas mais baixas da cidade recebem água primeiro e, em seguida, partes mais altas. Toda a normalização do abastecimento deve acontecer durante a madrugada. A paralisação do abastecimento atingirá todos bairros do Plano Diretor e das regiões Norte e Sul. Os distritos de Buritirana, Taquaruçu e o Setor Jardim Taquari não serão afetados pela paralisação.

A BRK Ambiental deu início à obra em 2019, um investimento de mais de R$ 28 milhões que irá tornar a capacidade de tratamento da estação duas vezes maior que a atual, beneficiando cerca de 80 mil famílias da Capital. Atualmente, a ETA 006 tem capacidade de produção de 750 litros de água tratada por segundo. Com a reforma, a estrutura poderá produzir até 1.500 litros por segundo. Além do objetivo de acompanhar o crescimento da população da capital nos próximos 40 anos, a ampliação visa também a modernização do tratamento, com a inclusão de equipamentos de medição instantânea de parâmetros de qualidade e acionamentos e visualizações remotas de várias etapas do processo de produção de água tratada.

Interrupções programadas

Para minimizar os impactos da interrupção do fornecimento de água, durante as obras de interligação das novas unidades do sistema de tratamento, as equipes da BRK Ambiental analisaram os dias com menor tendência de consumo e os horários que favorecem a recuperação do sistema após a intervenção. Desta vez, o trabalho será realizado na segunda-feira para diminuir a necessidade de interrupções sequenciais já que uma intervenção na rede elétrica que atende à unidade de tratamento de água também está programada pela Concessionária de energia para ser realizada no mesmo dia. 

Além disso, em razão da análise de consumo, os trabalhos vão ser iniciados no começo da manhã, com toda a população abastecida. A recuperação após o desabastecimento acontecerá durante a noite e madrugada. “Estamos trabalhando com uma grande quantidade de equipes na obra e com um cronograma que permitirá uma recuperação segura. Sempre contamos com a população para manter o consumo consciente no dia anterior e durante a realização da interrupção do abastecimento. Isso colabora muito para uma retomada tranquila. Quem possuir caixa d´água e mantiver o consumo ao mínimo necessário não terá maiores problemas”, destaca Sandra Leal, gerente de Operações em Palmas.

A recomendação é válida para o domingo (17), dia anterior à paralisação, e vem junto de outras recomendações. “Caso o cliente perceba qualquer alteração na água, após o retorno do abastecimento, é importante entrar em contato com a concessionária por meio dos nossos canais de atendimento”, pontua Sandra. Os clientes serão informados das interrupções por SMS, carro de som e comunicados em redes sociais. Para garantir o recebimento das mensagens, a concessionária reforça a importância de os clientes manterem seus cadastros atualizados. 

Qualquer dúvida durante as interrupções, o cliente também pode contatar a BRK Ambiental por meio do 0800 6440 195 ou ainda pelas redes sociais (Twitter, Facebook e Instagram). Caso precise de atendimento para outros serviços, o cliente também pode mandar uma mensagem de texto para o Whatsapp (11) 99988-0001, que é o serviço de atendimento mantido pela concessionária em razão da pandemia e funciona em horário comercial.

Tratamento de água

Na Estação de Tratamento de Água (ETA) a água passa por diversas etapas de tratamento até ser distribuída e chegar à torneira do cliente. O tratamento de água começa no gradeamento onde são retiradas folhas, galhos e outros materiais. Após essa etapa é realizada a floculação, onde as partículas de impurezas se juntam e são removidas. Na decantação as partículas que sobraram afundam, depois é feita a filtração, onde a água passa por filtros para a retirada de partículas menores. Também são adicionados cloro e flúor para garantir a desinfecção total da água e a prevenção da cárie dentária, respectivamente. Após essas etapas, a água é distribuída para os reservatórios.

Continue lendo

Tocantins

Tocantins se aproxima de 95 mil casos de Covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que nesta quinta-feira, 14 de janeiro, foram contabilizados 594 novos casos confirmados para Covid-19.

Deste total, 146 foram registrados nas últimas 24 horas e o restante por exames coletados em dias anteriores e que tiveram seus resultados liberados na data de ontem.

Desta forma, hoje o Tocantins registra um total de 305.703 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 94.945 casos confirmados da doença. Destes, 84.733 pacientes estão recuperados e 8.918 estão ainda ativos (em isolamento domiciliar ou hospitalar), além de 1.294 óbitos.

Clique AQUI e veja o boletim completo.

Continue lendo

Tocantins

Tocantins chega a 93.895 infectados pela Covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que nesta terça-feira, 12 de janeiro, foram contabilizados 691 novos casos confirmados para Covid-19.

Deste total, 183 foram registrados nas últimas 24 horas e o restante por exames coletados em dias anteriores e que tiveram seus resultados liberados na data de ontem.

Desta forma, hoje o Tocantins registra um total de 301.877 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 93.895 casos confirmados da doença. Destes, 83.918 pacientes estão recuperados e 8.699 estão ainda ativos (em isolamento domiciliar ou hospitalar), além de 1.278 óbitos.

Clique AQUI e veja o Boletim completo.

Continue lendo
publicidade Bronze