Connect with us

Pará

Descontos de IPVA no Pará para finais de placa 41 a 61 vão até esta terça, 12

Publicado

em

Até esta terça-feira (12), os proprietários de veículos com final de placas 41 a 61 poderão pagar o Imposto sobre propriedade de veículos automotores – IPVA, com desconto. Os motoristas que não têm multas de trânsito há dois anos pagam 15% a menos sobre o valor do IPVA; 10% de desconto para quem não recebeu multas no ano passado e 5% de desconto nas demais situações. O benefício não é cumulativo.

Há três opções de pagamento do IPVA: antecipação em parcela única, com desconto; parcelamento em até três vezes antes do vencimento, sem desconto; ou pagamento integral junto com o licenciamento, sem desconto. Após a data do licenciamento, o pagamento do IPVA será feito com acréscimo de multas e juros.

Para antecipar o pagamento do IPVA em três parcelas, deve-se observar a data final no calendário disponível no site Sefa. O contribuinte também pode acessar o Portal de Serviços da Sefa, no item IPVA Antecipação, para consultar o valor do imposto e emitir o Documento de Arrecadação Estadual (DAE), para pagamento em cota única ou parcelado. O pagamento é feito na rede bancária autorizada (Banpará, Banco da Amazônia, Bradesco, Banco do Brasil, Itaú e Caixa Econômica Federal), além das casas lotéricas. Quando não há antecipação do recolhimento do imposto, o IPVA será pago junto com o licenciamento do Detran.

As alíquotas do IPVA são 2,5% para automóveis, caminhonetes e veículos aquaviários recreativos ou esportivos, inclusive jetsky e veículos aeroviários não destinados à atividade comercial; 1% para ônibus, micro-ônibus, caminhões, cavalos mecânicos, motocicletas e similares. Os veículos rodoviários com mais de 15 anos de fabricação estão isentos. Embarcações e aeronaves têm até o dia 30 de junho para recolher o IPVA.

Débitos vencidos

O parcelamento do IPVA em atraso, ou seja, referente aos anos anteriores ao exercício atual, pode ser feito diretamente no Portal de Serviços da Sefa.

Serviço:

Em caso de dúvidas, ligar para o Call Center Sefa, 0800.725.5533. A ligação é gratuita, e atende das 8h às 20h de segunda a sexta-feira; falar pelo chat no site da Sefa ou enviar email para [email protected]

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

Operação Amazônia Viva faz apreensões no combate ao desmatamento na região de Carajás e Tapajós

Publicado

em

A Operação Amazônia Viva, da Força Estadual de Combate ao Desmatamento, divulga, neste sábado (12), os resultados da 12ª ação de combate a crimes ambientais em cinco municípios presentes na lista dos que mais desmatam no Pará: São Félix do Xingu, Altamira, Novo Progresso, Itaituba e Trairão. A equipe formada por fiscais da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), coordenadora da operação, integrantes das Polícias Civil e Militar, Bombeiros e do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves esteve em campo desde 26 de maio.

A ação apresentou, no balanço divulgado, um total de 19.558,21 hectares de área validada (constatada) de desmatamento – checado in loco -, apreensões de 225,238 metros cúbicos de madeira em toras explorados de forma ilegal e de dois tratores de esteiras e um caminhão utilizados na atividade ilícita. Também constam entre os bens apreendidos nas áreas fiscalizadas, duas motosserras, dois sopradores, duas bombas de combustível, sete galões vazios de 200 litros cada, 50 sacas de sementes de capim, duas caixas de ferramentas, uma bomba de graxa e uma talha de corrente.

Nos procedimentos administrativos da operação, foram lavrados 10 autos de infração, 14 termos de apreensão, 10 termos de depósito, três embargos, quatro termos de inutilização/destruição – um trator de esteira, sete galões vazios de 200 litros cada, 50 sacas de sementes de capim e 225,238 m³ de madeira em tora – e ainda um termo de interdição em uma serraria.

Um Termo Circunstanciado de Ocorrência, cinco inquéritos policiais e cinco perícias estão entre os procedimentos que fazem parte do boletim apresentado com os resultados obtidos nesta 12ª operação Amazônia Viva.

A Operação Amazônia Viva se iniciou em junho de 2020 e em maio deste ano completou a 11ª etapa com um total de 187.207 hectares de área embargada, 7.606 m³ de madeira em tora e serrada apreendidas, além de tratores, caminhões, motosserras, bombas, armas de fogo e outros equipamentos e apetrechos usados nos crimes ambientais.

AMAZÔNIA VIVA

A Operação Amazônia Viva faz parte do programa Comando e Controle, um dos pilares do Plano Estadual Amazônia Agora (PEAA), coordenado pela Semas, que pretende reduzir a emissão de gases do efeito estufa, para alcançar, até 2036, emissão líquida zero. O Plano tem quatro pilares: Regulariza Pará (regularização fundiária e ambiental), Territórios Sustentáveis (apoio e fomento aos produtores rurais, além da recuperação de áreas degradas), Fundo Amazônia Oriental (captação de recursos para os projetos do PEAA) e Comando e Controle (Combate aos crimes ambientais com a Força Estadual de Combate ao Desmatamento). (Por Bruna Brabo)

Continue lendo

Pará

PARAUAPEBAS: Darci Lermen pega Covid pela segunda vez

Publicado

em

O prefeito de Parauapebas, na região de Carajás, Darci Lermen, anunciou na manhã desta sexta, 11, que testou positivo para Covid-19. Esta é a segunda vez que o gestor contrai a doença.

O gestor manterá isolamento social nos próximos dias e ressaltou a importância do distanciamento social, uso de máscara e álcool gel.

Continue lendo

Pará

Galo vence Remo em jogo de volta da Copa do Brasil e elimina equipe paraense

Publicado

em

O Atlético-MG está nas oitavas de final da Copa do Brasil. Contra o Remo, no Mineirão, o Galo teve ótima atuação, dominou as ações da partida e eliminou o Remo com nova vitória. Réver, de cabeça, e Hulk, de pênalti, fizeram os gols do Atlético. Romércio, em uma pancada de fora da área, descontou para o Remo, que ainda teve um pênalti com Felipe Gedoz, mas parou em Everson. Com a classificação, o Galo leva para casa o prêmio de R$ 2,7 milhões.

As duas equipes voltam a campo no próximo domingo. Novamente no Mineirão, o Atlético-MG recebe o São Paulo pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Já o Remo vai ao Rio de Janeiro enfrentar o Botafogo, pela Série B. (Foto: Samara Miranda)

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze