Connect with us

Maranhão

Detentos da Delegacia Regional de Imperariz se rebelam e GOE foi acionado

Publicado

em

Os 105 detentos que compõem atualmente a população carcerária da Delegacia Regional de Imperatriz se rebelaram nessa segunda-feira (23), no início da tarde.

Segundo informações de uma fonte que pediu para não ser identificada, os detentos se encontravam no banho de sol e, quando terminou o tempo, se recusaram a retornar às celas. Os poucos agentes penitenciários que se encontravam trabalhando ainda tentaram desfazer os detentos da ideia de se rebelarem, mas não teve jeito. O delegado regional Assis Ramos foi comunicado do fato e foi até a Regional, de onde acionou o comandante do 3º BPM, que mandou para o local o Grupamento de Operações Especiais (GOE). Diante do quadro encontrado, total revolta e balburdia dos detentos, os agentes foram obrigados a usar armas de efeito moral, como gás lacrimogênio e de pimenta.

Com a chegada do GOE e o reforço de agentes da Polícia Civil, os agentes penitenciários puderam trabalhar e recolocaram todos os presos nas celas.

Anteriormente, os detentos estavam fazendo greve de fome, que iniciou na última sexta-feira (20).

A rebelião e a greve de fome, segundo um porta-voz dos detentos, tiveram o objetivo de tentar chamar a atenção para o problema da superlotação da cadeia. Atualmente, as sete celas da Delegacia Regional de Imperatriz abrigam 105 pessoas, mas tem capacidade para apenas 49, que são 7 por cela, número determinado pela juíza da Vara de Execuções Penais, Samira Barros Heluy.

A Secretaria de Justiça e da Administração Penitenciária (SEJAP) está em fase de acabamento de 10 celas na Unidade Prisional de Ressocialização de Davinópolis. A construção dessas celas vai abrir vaga para 80 detentos, o que desafogará a situação da Delegacia Regional de Imperatriz.

A determinação na SEJAP é de que, nos próximos dias, nenhum preso esteja nas delegacias de Imperatriz. Isso porque a juíza Samira Barros Heluy já determinou que novos presos não sejam colocados na Regional. Já determinou também a retirada do excesso de presos nas celas daquela delegacia, inclusive com prazo e multa pelo descumprimento da portaria. (O Progresso)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Maranhão

ESTREITO: Orla corre risco de desmoronamento

Publicado

em

A Defesa Civil informou que há riscos de desmoronamento em partes da estrutura da Orla, na cidade de Estreito, na região Tocantina maranhense, que faz divisa com o Bico do Papagaio.

A Prefeitura solicitou que a população não ultrapasse as áreas interditadas que estão identificadas com as fitas zebradas.

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Marginais estão saqueando casas alagadas

Publicado

em

Famílias da cidade de Imperatriz, na região Tocantina, sul do Maranhão, que faz divisa com o Bico do Papagaio, em São Miguel, além de passagem por sérias dificuldades por conta da enchente do Rio Tocantins, estão sendo vítimas de criminosos que estão saqueando as casas durante a madrugada.

Os marginais estão roubando telhas e fiação elétrica das residências.

A Polícia Militar de Imperatriz deflagrou a “Operação Anfibius” para caçar os delinquentes. A operação, que irá ocorrer até a normalização do nível do Rio Tocantins, com patrulhamento nas áreas alagadas com utilização de carros e lanchas.

Continue lendo

Maranhão

Técnico de enfermagem é suspeito de furtar medicamentos da rede pública no Maranhão

Publicado

em

Um técnico de enfermagem, pertencente a Rede Municipal de Saúde de Santa Luzia, a 294 km de São Luís, foi preso na tarde de domingo (16) suspeito de furtar medicamentos do hospital do município. A prisão foi realizada pela Polícia Militar (PM) após denúncia anônima.

A PM foi informada que o técnico de enfermagem, de 46 anos, que não teve a sua identidade revelada, aproveitava os plantões de fim de semana para praticar os furtos. A polícia revistou o carro do funcionário e no local foram encontrados alguns medicamentos do hospital público.

A polícia apreendeu frascos, de pelo menos, oito tipos de medicamentos. Além disso, foi encontrada uma carteira de identidade com a foto dele e o nome de outro homem. Também havia com ele um bloco de receita de controle especial, que fica sob responsabilidade do diretor do hospital e que somente o diretor deveria liberar esse documento.

Os policiais ainda apreenderam também carimbos em nome de dois médicos. O técnico de enfermagem foi apresentado na delegacia de Polícia Civil de Santa Inês.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze