Connect with us

Pará

Em Parauapebas, novo campus da Ufra não tem energia elétrica

Publicado

em

Sem títuloEm Parauapebas, no sudeste do estado, os alunos da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra) reclamam que o novo campus universidade, pronto há quatro meses, não pode ser utilizado por falta de energia elétrica.

No Centro Universitário de Parauapebas (Ceup), estudam 620 alunos da Ufra. O prédio pertence à prefeitura e também abriga discentes de outras universidades públicas e particulares. Segundo os universitários, o local não oferece uma boa estrutura para o aprendizado.

O estudante de engenharia florestal, Caio Alves, reclama da falta de estrutura. “São necessários lugares para aulas práticas, e no Centro nós não temos. Falta também material específico de laboratório. A estrutura em si do Ceup não atende a demanda dos cursos da Ufra”.

No Ceup, existe apenas um laboratório para mais de 600 alunos. Equipamentos e materiais de pesquisa de três cursos estão juntos. Para o estudante de agronomia Paulo Braga, o espaço é muito pequeno. “Tem dias que nós temos dificuldade até de se locomover nesse espaço (do laboratório) porque é pequeno e são poucos equipamentos para a demanda de alunos”.

Para resolver a situação, um novo campus da Ufra está sendo construído e o prédio está em fase de acabamento, mas os três blocos onde ficam as salas de aula e os laboratórios já estão prontos há quatro meses, contudo, os prédios estão sem energia elétrica.

Para atender os cursos de agronomia, zootecnia e engenharia florestal, 16 laboratórios vão funcionar no novo campus. Há quase um ano, a maioria dos equipamentos desses laboratórios foi adquirido, mas devido à falta de energia, muitos ainda continuam nas caixas.

O diretor do campus da Ufra de Parauapebas, Luis Sampaio, conta que fica triste com esta situação. “Muitas pessoas do interior do estado querem ter acesso a uma universidade federal, uma educação gratuita de qualidade e a gente não consegue promover isso para a sociedade, tendo tudo pronto por conta da concessionária de energia que não fornece. É um sentimento de tristeza”.

A rede que levará energia para o campus já foi instalada, mas ainda não funciona. A Celpa informa que já começou a construção de uma nova subestação em Carajás, que será interligada a subestação da transmissora, possibilitando assim a melhora no fornecimento para toda a região, inclusive a ligação da unidade consumidora da Universidade Federal Rural da Amazônia. A conclusão desta subestação está prevista para dezembro deste ano.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

Tuna bate Paysandu e se aproxima do título do Parazão 2021

Publicado

em

Deu Tuna Luso nos primeiros 90 minutos da decisão do Campeonato Paraense 2021. Em partida no Estádio do Souza, a Águia Guerreira derrotou o Paysandu por 4 a 2 e chega com boa vantagem para o jogo de volta no próximo domingo, dia 23, na Curuzu. Na primeira etapa, os laterais Léo Rosa e Alexandre Pinho marcaram os dois primeiros para a Lusa. Na volta do intervalo, Lukinha ampliou. O Papão diminuiu com Perema, de cabeça. Paulo Rangel fez valer a lei do ex e marcou o quarto dos donos da casa, mas Gabriel Barbosa diminuiu o prejuízo para os bicolores minutos depois. No segundo jogo, a Tuna pode perder por até um gol de diferença que mesmo assim fica com a taça, feito que não acontece desde 1988.


Antes da partida começar, a Tuna já tinha o melhor ataque da competição e disparou ainda mais nesse quesito hoje. A equipe cruzmaltina tem 29 gols em 13 jogos no Parazão, uma média de 2,2 por partida. Paulo Rangel, com sete gols, é o artilheiro do time, o vice da competição, atrás de Cris Maranhense, com oito. Outro destaque é o lateral-direto Léo Rosa e o meia-atacante Lukinha, que têm cinco e três gols respectivamente.

O Paysandu chegou à final com a melhor defesa do campeonato, tendo sofrido apenas sete gols. A equipe chegou a ficar sete jogos sem ter a defesa vazada. O então ponto forte do Papão não funcionou hoje e levou quatro gols da Tuna, deixando as coisas complicadas para a volta na Curuzu.

O jogo de volta da final do Campeonato Paraense 2021 está marcado para o próximo domingo, dia 23, às 17h, na Curuzu. O Papão precisa vencer por dois gols de diferença, se quiser pelos menos levar a decisão para os pênaltis, ou mais, se quiser o título no tempo normal. Já a Tuna pode perder por até um gol de diferença que mesmo assim conquistará o 11° título estadual.

Continue lendo

Pará

BREU BRANCO: Chamonzinho leva ações do Mais Saúde

Publicado

em

Neste sábado, 15, o deputado Chamonzinho (MDB), levou até Breu Branco, na região de carajás, Pará, ações do Mais Saúde, promovidas pelo Instituto Miguel Chamon, com atendimentos de saúde para fortalecer o combate à pandemia.

Chamonzinho esteve acompanhado de vereadores, vice-prefeito e prefeito da cidade, onde também visitaram a Praça São Cristóvão, que será reformada e revitalizada, através de uma emenda destinada pelo parlamentar.

Continue lendo

Pará

Assista o Conexão Rural deste fim de semana – 15 e 16 de maio

Publicado

em

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze