Connect with us

Tocantins

Empresas tocantinenses começam a receber empréstimo do Pronampe pelo Banco do Brasil

Publicado

em

Os empresários contemplados pelo crédito do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), por meio do Banco do Brasil (BB) vão receber do Sebrae a assistência para auxiliar na gestão financeira dos seus negócios. Duas empresas de Palmas já foram beneficiadas com o empréstimo.

Francisco Alves, da Atenttus Consultoria Contábil e o casal Paulo Fernandes Júnior e Eliza Fernandes, da Imobiliária Sonhar foram os primeiros contemplados, que assinaram na manhã desta quinta-feira, 02, no Banco do Brasil, o contrato PRONAMPE e o termo de autorização para que o Sebrae possa começar a realizar a assistência financeira em suas empresas.

Segundo o empresário Paulo Fernandes Júnior, sua imobiliária sofreu com as flexibilizações nos contratos de aluguel em decorrência da pandemia do coronavírus, ocasionando a diminuição de carga horária e redução de colaboradores, afetando, consequentemente, sua receita.

“O crédito do Pronampe vem em boa hora e com o apoio que receberemos do Sebrae, poderemos direcionar esse dinheiro da melhor forma possível, pagando despesas que não conseguimos saldar, bem como fortalecer nosso serviço no mercado”, comenta Paulo.

Já o proprietário da Tempos Consultoria Contábil, Francisco Alves, tem a confiança de que o Sebrae ajudará a gerir esse recurso. “A expectativa é aperfeiçoar o conhecimento para conseguir fazer uma boa gestão desse dinheiro e melhorar a situação financeira do meu negócio”, afirmou.

Para o superintendente do Banco do Brasil no Tocantins, Raul Mohamed, a grande vantagem do Pronampe é justamente a possibilidade de o banco poder encaminhar os clientes diretamente ao Sebrae. “Nós concedemos o crédito, mas a cereja do bolo está na oportunidade que o empresário tem de dirigir-se ao Sebrae, que dará todo o apoio e suporte para auxiliar na gestão deste crédito”, destacou o superintendente.

A diretora técnica do Sebrae, Eliana Castro, afirmou que a instituição já está pronta para receber os empresários que precisam de crédito. “Estamos com várias soluções que vão ao encontro das necessidades dos pequenos negócios neste momento de crise”, pontuou, a diretora.

“Estamos com o nosso time de especialistas prontos para auxiliar as empresas desde a fase do pré-crédito, que acontece antes mesmo de procurar o banco, bem como depois, com o crédito do PRONAMPE já na conta. Queremos estar ao lado dos empresários e contamos com o apoio das instituições financeiras como o BB neste processo”, comentou o superintendente do Sebrae, Moisés Gomes.

Além do superintendente do BB, Raul Mohamed, o superintendente do Sebrae, Moisés Gomes e a diretora técnica do Sebrae, Eliana Castro, participaram da assinatura do termo de autorização o diretor administrativo financeiro do Sebrae, Jarbas Meurer e o presidente da FACIET, Fabiano do Vale.

Sobre o Pronampe

O Pronampe foi criado pelo governo para facilitar o acesso ao crédito das micro e pequenas empresas durante a pandemia do novo coronavírus. O programa já vinha sendo operado pela Caixa Econômica Federal (CEF), que disponibilizou inicialmente R$ 3 bilhões para as micro e pequenas empresas, e agora também está disponível no Banco do Brasil, que liberou mais de R$ 3,7 bilhões de crédito para atender até 180 mil micro e pequenas empresas em todo o País.
A lei que institui o Pronampe (lei nº 13.999, de 18 de maio de 2020), traz, em seu artigo 2º, inciso 8, que, caso haja autorização por parte das pessoas que contratarem as linhas de crédito no âmbito do Pronampe, o Sebrae receberá os dados cadastrais relativos às operações concedidas, para ofertar a provisão de assistência e ferramentas de gestão às microempresas destinatárias da linha de crédito.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

Villa Nova-MG bate o Palmas na estreia do Brasileiro da Série D

Publicado

em

O Villa Nova aproveitou o fator casa e bateu o Palmas por 3 a 1 na tarde deste domingo (20) no estádio Castor Cifuentes, em Nova Lima (MG).

Os gols da partida foram marcados por Lucas Grossi, Etinho e Daniel. Bruninho diminuiu para o Tricolor.

O Leão do Bomfim teve o controle do jogo durante os 90 minutos do duelo. Com a vitória, o time de Nova Lima é vice-líder no grupo 6, leva vantagem no saldo de gols em relação Tupynambás e Gama, que vêm em seguida com três pontos.

O próximo compromisso do Villa será no sábado (26), às 15h, contra o Bahia de Feira, na Bahia. Já o Palmas terá pela frente o Tupynambás, também no sábado, às 18h, no Nilton Santos, em Palmas. Globo Esporte)

Continue lendo

Tocantins

Tocantins tem 63.423 casos confirmados de Covid-19 e 46.178 recuperados

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que neste domingo, 20 de setembro, foram contabilizados 259 novos casos confirmados para Covid-19.

Deste total, 58 foram registrados nas últimas 24 horas e o restante por exames coletados em dias anteriores e que tiveram seus resultados liberados na data de ontem.

Desta forma, hoje o Tocantins registra um total de 193.657 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 63.423 casos confirmados da doença. Destes 46.178 pacientes estão recuperados e 16.379 estão ainda ativos (em isolamento domiciliar ou hospitalar), além de 866 óbitos.

Clique AQUI e veja o boletim completo.

Continue lendo

Tocantins

Adapec apreende no Tocantins ovos férteis enviados de forma ilegal via Correios

Publicado

em

Após receber denúncias dos Correios, a Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (Adapec) apreendeu na manhã desta sexta-feira,18, em Palmas, ovos férteis em uma caixa térmica, pesando 950 gramas, por estarem desacompanhados da Nota Fiscal e da Guia de Trânsito Animal (GTA), que são exigidas para esse tipo de produto. Esta é a 9ª apreensão feita pela Agência este ano. Os materiais recolhidos serão descartados no aterro sanitário.

A Agência alerta que, para o trânsito de produtos e subprodutos de origem animal, vegetal e material biológico, é obrigatório apresentar documentos zoofitossanitários e outros previstos pela defesa sanitária animal e vegetal, seja por via terrestre, aérea ou fluvial, como prevê o Art. 7º da Lei Estadual nº 1.082, de 1º de julho de 1999.

Continue lendo
publicidade Bronze