Connect with us

Tocantins

Especialista avalia que faltou cautela na gestão do IGEPREV

Publicado

em

A situação do Instituto de Gestão Previdenciária do Tocantins (IGEPREV) que passa por dificuldades, que já rendem prejuízos na casa dos milhões, foi comentada pelo atuário Antônio Mário Rattes de Oliveira. Para o especialista em administrar e mensurar os riscos do mercado financeiro, faltaram cuidados na gestão dos recursos do fundo previdenciário.

Em Palmas, para ministrar curso no Tribunal de Contas do Estado (TCE) sobre os Regimes Próprios de Previdência (RPPS), o especialista falou sobre cálculos e metas atuariais, políticas de investimentos e regras determinadas pelo Ministério da Previdência Social (MPS) e Conselho Monetário Nacional (CMN).

Meta

A meta atuarial, índice que define quanto o fundo deve buscar para manter-se em equilíbrio, é calculada sobre o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

O atuário afirmou que o índice do IGEPREV (IPCA + 6%) é alto e de risco relativo. “É uma taxa alta hoje. Muitos regimes usam 6% como meta atuarial e isso traz um problema, porque a economia tem sinalizado taxas de juro abaixo disso. Essa taxa está em descompasso com aquilo com que a economia pode dar de retorno”, ressaltou Rattes.

Cautela

A questão da alta meta atuarial é também central na discussão sobre os investimentos irregulares feitos pelo IGEPREV, pois justifica aplicações com risco alto. Como os detectados pelo MPS no caso dos fundos, com papéis do Banco BVA, liquidado pelo Banco Central e que receberam aportes que causaram um em prejuízo de R$ 153 milhões ao fundo.

Rattes lembrou que, com relação aos riscos dos investimentos, é preciso levar em consideração que “se você não for mais ousado nos investimentos vai ter, evidentemente, rentabilidades mais baixas. Isso vai provocar revisão dessa meta atuarial alta e aumento do déficit atuarial”.

Entretanto, o especialista afirmou que isso não pode significar falta de cuidado com os investimentos. “O que não se pode ser é imprudente. Você tem que analisar onde vai aplicar o dinheiro e não só que tipo de aplicação”, explicou Rattes, que complementou detalhando a necessidade de saber com exatidão quem irá administrar o investimento feito pelo RPPS.

Planejamento

De acordo com Rattes, a política de investimento dos recursos é o primeiro passo para uma boa gestão. “Colocar na política e executar na prática às vezes tem algumas diferenças. É preciso um pouco de prudência e planejamento”, afirmou.

Ele ressaltou as medidas para evitar desenquadramentos, situação onde o valor aplicado pelo IGEPREV está fora do percentual limite que exige o MPS. O atuário afirmou que “o que deveria ter sido feito foi ter evitado fundos com poucos investidores”.

O atuário ainda explicou que é a partir disso que se pode evitar os fundos fraudulentos, como os identificados na operação Miqueias da Polícia Federal (PF). “É preciso analisar a solidez da entidade que gere o fundo, a liquidez do fundo e as garantias legais. Hoje os órgãos de controle exigem certificação até de representantes d as corretoras.” (Jornal do Tocantins)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

BRK Ambiental divulga ruas que serão interditadas para obras de esgoto em Araguaína e Colinas

Publicado

em

A BRK Ambiental, empresa responsável pelos serviços de saneamento em 47 cidades do Tocantins, está realizando a implantação de redes de esgoto em novas áreas de Araguaína e Colinas do Tocantins, na região norte do estado. 

Durante os trabalhos, ruas e avenidas serão interditadas para a segurança dos motoristas, pedestres e trabalhadores. As interdições ocorrem das 07h às 18h. Confira os setores com ruas e avenidas que serão interditadas, e opte por transitar em vias alternativas.

Setor Tocantins em Araguaína

Segunda-feira (19)

Rua das Samambaias

Terça-feira (20)

Rua Araça

Rua das Malvas

Quarta-feira (21)

Rua das Sempre-Vivas

Setor Santo Antônio em Colinas do Tocantins

Segunda-feira (19)

Rua Goiás entre as Ruas Santos Dumont e Pachorel

Terça-feira (20)

Rua Joviano Manoel de Oliveira entre as Ruas das Flores e Goiás

Rua Domingos Rodrigo Coelho entre Rua das Flores e Gurupi

Quarta-feira (21)

Avenida Santos Dumont entre as Ruas das Flores e Gurupi

Rua Gurupi entre Avenida Santos Dumont e Rua Pachorel

Quinta-feira (22)

Avenida Santos Dumont entre ruas Gurupi e Cuiabá

Rua Cuiabá entre Avenida Santos Dumont e Rua Araguaína

Sexta-feira (23)

Avenida Santos Dumont entre as Ruas Cuiabá e São Francisco

Rua São Francisco entre Avenida Santos Dumont e Rua Araguaína

Sábado (24)

Avenida Santos Dumont entre as Ruas São Francisco e São João

Ruas Luiz Alves Guida entre Avenida Santos Dumont e Rua Araguaína

Continue lendo

Tocantins

No Tocantins, “capangas” mantêm mulher refém por conta suposta dívida contraída pelo marido

Publicado

em

Uma ação conjunta de combate à criminalidade, deflagrada pela Polícia Civil do Tocantins, na tarde desta segunda-feira, 19, por policiais civis da 6ª e 8ª Divisões Especializadas de Combate ao Crime Organizado (DEICS de Paraíso do Tocantins e Gurupi), resultou nas prisões em flagrante de cinco homens pela prática, em tese, do crime de extorsão mediante sequestro. Na oportunidade, os policiais civis encontraram e libertaram a vítima que estava em poder do grupo no momento em que eles chegavam à cidade de Gurupi.

De acordo com os delegados Hismael Athos (6ª DEIC de Paraíso) e Rafael Falcão (8ª DEIC de Gurupi), as investigações tiveram início em Paraíso após funcionários de um hotel daquela cidade perceberem que na manhã desta segunda-feira, 19, uma hóspede havia sido arrebatada ainda no interior daquele estabelecimento por cinco homens, sendo um deles policial Civil do estado do Maranhão.

De imediato, a Polícia Civil iniciou as diligências, e constatou que o grupo, que estava em dois carros, havia tomado como destino a cidade de Gurupi. Por meio de levantamentos, os policiais civis da 6ª DEIC apuraram que o objetivo do bando era entrar em contato com uma cunhada da vítima e exigir o pagamento de uma suposta dívida contraída pelo marido da sequestrada, como forma de libertá-la.

De posse das informações, os policiais civis da 6ª DEIC acionaram os policiais da 8ª DEIC de Gurupi, que imediatamente entraram no caso e logo em seguida, localizaram os veículos entrando na cidade, sendo os mesmos abordados logo em seguida.

Ao ser ouvida pela autoridade policial, a vítima confirmou que era coagida a pagar a dívida do marido e seguida por um dos sequestradores desde o último sábado, 17. No entanto, na manhã de hoje foi arrebatada em um hotel de Paraíso do Tocantins e permaneceu em poder dos cinco conduzidos, os quais lhe ameaçaram inclusive com uma arma de fogo, colocando-a em um carro e trazendo para Gurupi contra a sua vontade.

A vítima narrou ainda que desde o último sábado, 17, era mantida como refém e para ter sua liberdade, deveria pagar a dívida contraída pelo seu esposo que é corretor de grãos. Ainda segundo os delegados, a vítima relatou que nesta segunda-feira, sequer se alimentou, pois foi colocada num veículo juntamente com os sequestradores e seguiram para Gurupi, onde eles ligaram para sua cunhada cobrando o dinheiro do resgate para realizar sua libertação.

Após buscas nos automóveis abordados, a equipe da 8ª DEIC Gurupi encontrou uma pistola calibre .40, várias munições do mesmo calibre, bem como a quantia de R$ 3.386,10 e aparelhos celulares. Na sequência da ocorrência, também foi possível constatar que a cunhada da vítima foi contatada pelos conduzidos, tendo confirmado que eles exigiam o pagamento de valores para que a vítima fosse colocada em liberdade.

Diante dos fatos, os envolvidos foram conduzidos para Central de Flagrantes de Gurupi onde foram autuados em flagrante pelo crime de extorsão mediante sequestro. Se condenados, podem pegar uma pena de até 20 anos de reclusão. Após a realização das providências legais cabíveis, os indivíduos foram recolhidos a Casa de Prisão Provisória de Gurupi, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário. (Rogério de Oliveira)

Continue lendo

Tocantins

Painéis debaterão finanças, transformação digital, Ecommerce e Agronegócio digital durante Arena do Conhecimento

Publicado

em

Dentro da programação do Arena do Conhecimento, que ocorrerá online entre os dias 19 e 23 de outubro, foram pensados grandes encontros, um momento de debates, de mostrar a realidade de cada segmento da economia brasileira, como tem se comportado frente a pandemia e as perspectivas futuras.

O Senador da República Jorginho Mello – autor do Projeto que originou a Lei 13.999 de 2020, criando o Programa Nacional de Apoio às Microempresas de Pequeno Porte (Pronampe), responsável por disponibilizar recursos para os pequenos negócios e manter empregos durante a pandemia – conversará com os superintendentes de instituições bancárias do Tocantins. Serão discutidas a liberação de recursos no Estado e a perspectiva de uma nova rodada do programa com ampliação dos limites de empréstimo.

A Transformação Digital – processo onde as empresas usam a tecnologia para aumentar os resultados -, será tema da conversa do diretor de Administração e Finanças do Sebrae Nacional, Eduardo Diogo com Chico Saboya, superintendente do Sebrae – PE e Luiz Alberto Ferla, CEO da DOT Digital Group (um dos maiores grupos de educação digital). Juntos vão mostrar que a verdadeira mudança está em enxergar a tecnologia como peça fundamental, que auxilia os empreendimentos a se tornarem ágeis e produtivos, quer seja ele pequeno ou não.

Para debater o Ecommerce, o Sebrae Tocantins organizou um time de peso, a senadora Katia Abreu será a mediadora dos convidados Carlos Melles, diretor presidente do Sebrae Nacional e a empresária varejista Luiza Trajano, presidente do Magazine Luiza, que deve compartilhar a experiência frente a empresa que preside e também das novas aquisições, entre elas a compra de uma plataforma de cursos voltados para o ecommerce e performance digital.

E na sexta-feira, 23, às 16h, teremos o Agro Digital, com a participação do secretário de Inovação do Ministério da Agricultura, Fernando Camargo; do CEO da SP Ventures, Francisco Jardim, do reitor da Unitins, Augusto Rezende e do reitor da UFT, Luis Eduardo Bovolato.

Programação dos painéis:

Terça-feira – 20/10 – 20h às 21h00 – Painel: Finanças/Pronampe
Painelista – Jorginho Mello – Senador da República
Convidado 1 – Marivaldo Gonçalves – Superintendente do Banco da Amazônia -TO
Convidado 2 – Raul Mohamed – Superintendente do Banco do Brasil – TO

Quarta-feira – 21/10 – 20h às 21h00 – Painel: Transformação Digital
Painelista – Eduardo Diogo – Diretor Administração e Finanças do Sebrae Nacional
Convidado 1 – Chico Saboya – Superintendente do Sebrae-PE
Convidado 2 – Luiz Alberto Ferla – Grupo DOT

Quinta-feira – 22/10 – das 17h10 às 19h10 – Painel: Ecommerce
Painelista – Mediadora Kátia Abreu
Convidado 1 – Carlos Melles
Convidado 2 – Luiza Trajano – Presidente Magazine Luiza

Sexta-Feira – 23/10 – 16h00 às 16h30 – Painel AGRO Digital
Convidado 1 – Fernando Camargo -Secretário de Inovação do Ministério da Agricultura
Convidado 2 – Francisco Jardim – CEO SP Ventures
Convidado 3 – Augusto Rezende- Reitor da Unitins
Convidado 4 – Luis Eduardo Bovolato – Reitor da UFT

Continue lendo
publicidade Bronze