Connect with us

Maranhão

Esposa morta pelo marido no MA após ser flagrada com amante é sepultada

Publicado

em

O policial militar Carlos Eduardo Nunes Pereira, acusado de matar a própria companheira e um suposto amante, será autuado por feminicídio – crime contra mulher por questões de gênero. O caso aconteceu neste sábado (25) no Condomínio Pacífico I, no bairro Vicente Fialho, em São Luís.

Após o crime, o policial teria entregado a arma para o tio, que é sargento da polícia. Depois, o PM foi preso e levado para o presídio militar em São Luís, onde ficará à disposição da Justiça.

Segundo testemunhas, Carlos Eduardo teria chegado mais cedo em casa e flagrado a traição da mulher com quem tinha uma união estável, Bruna Lícia. Ela estava com um homem identificado como José Willian.

Irritado, o militar teria efetuado sete disparos contra os dois, que morreram na hora. Em depoimento, o policial disse que viu os dois fazendo sexo e que houve luta corporal antes dos disparos.

A polícia civil investiga o caso, mas, por enquanto, ainda não acredita que houve luta corporal. Para a delegada do Departamento de Feminicídio, Viviane Azambuja, Carlos Eduardo já foi autuado por feminicídio por conta do crime contra Bruna.

Bruna Lícia foi sepultada durante a tarde deste domingo (26) no cemitério Jardim da Paz, em São José de Ribamar. (G1/Imagem TV Mirante)

Bruna Lícia Fonseca e o policial militar Carlos Eduardo Nunes Pereira
publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Maranhão

Grupo é investigado por promover maracutaias nos Correios do Maranhão

Publicado

em

A Polícia Federal e o Ministério Público Federal (MPF) deflagraram hoje (17) uma operação contra um suposto grupo criminoso suspeito de fraudar os Correios em oito cidades do Maranhão, incluindo a capital, São Luís.

Setenta e quatro agentes federais que participam da chamada Operação Mercancia Postal cumprem 16 mandados de busca e apreensão, seis mandados de prisão temporária e oito de intimação.

Os mandados judiciais foram expedidos pela Subseção Judiciária de Bacabal (MA), que também determinou o sequestro de bens dos principais investigados. Somados, os bens bloqueados atingem valor estimado em cerca de R$ 933 mil.

De acordo com a PF, a Operação Mercancia é o resultado de dois inquéritos instaurados para apurar a suspeita de fraudes em agências dos Correios nos municípios maranhenses de Barreirinhas; Bacabal; Codó; Coelho Neto; Lago Verde; Santa Inês; São Luís e São Luís Gonzaga.

A PF diz ter provas de que empregados dos Correios simulavam roubos e furtos para se apropriar de valores das agências. O mesmo grupo cobrava propina para revalidar senhas de benefícios previdenciários, atestando irregularmente que os beneficiários estavam vivos. Além disso, os investigados são suspeitos de usar CPFs irregulares para receber, do governo federal, benefícios assistenciais como o auxílio emergencial pago a pessoas afetadas pela pandemia da covid-19.

Se confirmadas as suspeitas, os investigados poderão responder por roubo, furto, corrupção ativa, corrupção passiva, peculato, peculato eletrônico, falsa comunicação de crime, estelionato majorado e associação criminosa.

Em nota, os Correios informaram que estão colaborando com as investigações, já tendo fornecido à PF informações que contribuíram para a apuração das suspeitas de irregularidades. A empresa diz que é “inaceitável” a conduta de empregados que ajam contrariamente ao que estabelecem os padrões e valores defendidos pelos Correios. A empresa informa que já adotou “as medidas disciplinares que os casos requerem” e destaca que as condutas sob investigação da PF “não traduzem o comportamento de seu quadro de pessoal”.

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Prefeitura inicia terraplenagem para asfaltamento da Rua Cecília Meireles

Publicado

em

A Prefeitura de Imperatriz, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Sinfra, iniciou nesta semana os trabalhos de terraplenagem da Rua Cecília Meireles, no Parque do Buriti, via anexa à Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz – UPRI. Obra visa facilitar o trânsito de veículos, pedestres e a melhoria da qualidade de vida da população.

“Nós deslocamos máquinas e homens para iniciar mais essa frente de pavimentação asfáltica que está sendo feita pela Prefeitura de Imperatriz, contribuindo para melhoria da mobilidade urbana nos bairros da cidade”, ressalta o secretário de Infraestrutura, Zigomar Filho, que semanalmente vistoria o andamento dos trabalhos de manutenção, pavimentação, drenagens e limpeza de vias públicas.

Segundo ele, a pavimentação da Rua Cecília Meireles faz parte do planejamento elaborado pelo município, depois da aquisição da usina de asfalto que permite maior autonomia de produção de massa asfáltica. “Temos avançando com nossas equipes de terraplenagem que preparam a base para recebimento do pavimento asfáltico”, disse.

O engenheiro civil Pedro Henrique, da Sinfra, ressalta que o município realiza a execução de 600 metros de serviços de terraplenagens da Rua Cecília Meireles que permitirá fazer conexões com outras vias no bairro, visando melhorar a mobilidade urbana, principalmente próximo a Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz.

“Percebe-se intenso movimento de veículos e pedestres nesta via por conta dessa unidade prisional, fato que vai melhorar o acesso após a pavimentação asfáltica”, concluiu.

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Cavalo de Aço é goleado pelo Paysandu. 6 a 1

Publicado

em

Quatro jogos agitaram a 6ª rodada da Série C. O destaque do dia ficou por conta do Paysandu, que dentro de casa, goleou o Imperatriz-MA por 6 a 1.

O resultado deixou o Papão na quinta colocação da chave A, com 7 pontos. O time do Maranhão é o lanterna, com apenas 1 ponto.

Logo nos primeiros minutos de jogo já apresentou imposição de mandante. A equipe tinha mais posse de bola, envolvia o Imperatriz e criava as melhores chances. O Imperatriz até tentou em alguns lapsos trocar as ações com o time paraense, mas sempre terminava amassado em seu campo e sofria com posicionamento em linhas baixas.

O lance de pênalti claro de mão na bola do Jocinei, aos 29 minutos da etapa inicial, e o gol de Alex Maranhão, convertendo a cobrança dois minutos depois só colocou justiça no placar dado o domínio do Bicolor.

O domínio do Paysandu até seguiu no percurso do primeiro tempo, mas, aos 37, em uma falha do goleiro Gabriel Leite, Cesinha aproveitou e igualou o marcador. Nada que assustasse o Paysandu, que seguiu bem superior e voltou à frente com gol de Nicolas, aos 44.

Na etapa final do jogo o poderio do Paysandu saltou ainda mais aos olhos. Logo no comecinho, aos seis, o Papão fez o terceiro com Uillian Barros que não desperdiçou a liberdade que teve na defesa do Imperatriz.

Com tranquilidade, o Bicolor foi construindo sua goleada. Aos 12, Alex Maranhão fez de falta o seu segundo no jogo e quarto do time paraense. No fim, apareceu Elielton trazendo mais dois gols e fechando a goleada do Paysandu: aos 28 e 44. Um passeio.

Com a vitória o Paysandu chegou aos oito pontos e alcançou a quinta colocação. Com dois pontos somados nesta Série C,o Imperatriz segue no Z-2 e é o nono colocado no Grupo A. (Foto: Jorge Luiz)

Continue lendo
publicidade Bronze