- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
segunda-feira, 08 / agosto / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

Estado mobilizará 21 mil agentes na operação Verão na Paz

Mais Lidas

O Sistema de Segurança Pública do Estado do Pará mobilizará 21 mil servidores a partir desta sexta-feira, 29, até 1º de agosto, para trabalhar na operação “Verão na Paz, é a gente que faz” em todo o território paraense. Deste efetivo, 2.900 serão deslocados para reforçar o atendimento à população nas 79 localidades que mais recebem veranistas no Estado durante este período. As informações foram anunciadas nesta quinta-feira, 28, pelo secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes, e os demais dirigentes dos órgãos do setor, durante coletiva de imprensa, na sede da Segup, em Belém.

“O objetivo principal é preservar vidas. Por isso vamos trabalhar de forma integrada, como no ano passado. Esta operação foi pensada a partir dos dados que colhemos no verão de 2011, para minimizar os problemas mais frequentes do período. Estaremos atentos e trabalhando em todas as regiões, em especial nos balneários mais visitados. Na capital trabalharemos também com ações especiais”, informou Luiz.

Todo o trabalho da operação “Verão de Paz, é a gente que faz” será monitorado e avaliado por meio de Centro Integrados de Comando e Controle que a Segup está instalando em Belém e nos municípios de Marabá, Marudá, Castanhal, Tucuruí, Redenção, Salinópolis, Bragança, Abaetetuba e Soure. O objetivo é avaliar, semanalmente, todas as ações em curso e definir novas estratégias de atuação operacional de forma integrada.

Planejamento

Participam da “Operação Verão” todos os órgãos de Segurança Pública do Estado (Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros/Defesa Civil, Departamento de Trânsito, Centro de Perícias Científicas Renatos Chaves e Superintendência do Sistema Penitenciário), além de parceiros das esferas municipal e federal. A mobilização também contará com o apoio do Grupamento Aéreo e Fluvial, que será reforçado em várias localidades, do Pro Paz e da Secretaria de Comunicação do Estado, que realizarão campanhas educativas em Salinópolis, Mosqueiro e Outeiro.

A Polícia Militar reforçará as ações de policiamento ostensivo e preventivo em todo território paraense. Serão 1.600 homens deslocados da capital e das sedes do interior para os balneários – 35% a mais que no mesmo período do ano passado. A segurança será realizada por meio de diversas modalidades de policiamento: a pé, motorizado, com cães e cavalaria, fluvial, tático (Rotam), assistencial, turístico e ambiental, aéreo e rodoviário.

Um trabalho especial será realizado em municípios que promoverão eventos nesta época, como Juruti, onde acontece o Festival das Tribos; Marabá, que sediará a Feira Agropecuária; Capanema, com o Festival do Caranguejo, e a Festividade de Santana e Marajó Folia, no arquipélago do Marajó. Em Belém e Região Metropolitana o policiamento ostensivo será mantido com rondas e operações especiais nos bairros.

A Polícia Civil contará com o reforço de 150 policiais civis em 24 municípios. O trabalho será desenvolvido pelas equipes da Divisão Especializada em Meio Ambiente (Dema), que combaterá a poluição sonora nos principais balneários; Divisão de Atendimento ao Adolescente (Data), que verificará a presença de menores em situação de risco; e Divisão de Polícia Administrativa, que fiscalizará e licenciará o funcionamento de bares, restaurantes e casas de show nos balneários localizados em Salinópolis, Mosqueiro, Outeiro e Cotijuba.

Detran alerta motoristas para os excessos com a bebida alcoólica

A operação verão contará ainda com o reforço do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), que mobilizará 48 agentes nas regionais e terá o reforço de outros 150 nos principais destinos do veraneio paraense. Além da fiscalização de rotina nas estradas estaduais, com abordagem e fiscalização dos veículos, os agentes combaterão o consumo de bebida alcoólica entre os condutores. Este trabalho de fiscalização visa a redução no número de acidentes no trânsito e a preservação da vida. Pelo menos 110 etilômetros serão utilizados nessas ações.

Assim como o Detran, o Corpo de Bombeiros Militar do Pará também reforçará o combate ao consumo de bebida alcoólica. No verão de 2011, pelo menos 400 casos de crianças perdidas e 270 afogamentos foram registrados nos balneários, boa parte deles por conta dos excessos com relação à bebida. O comandante geral dos Bombeiros, coronel Hilberto Figueiredo, afirmou que a corporação trabalhará em conjunto com outros órgãos do Estado para coibir estas situações.

“Especialmente em Outeiro, Salinas e Mosqueiro, onde registramos a maioria desses casos, vamos atuar em parceira com a Polícia Civil e o Pro Paz na prevenção e repressão desse e de outros tipos de ocorrências. Para garantir a segurança das crianças nos balneários, vamos entregar 50 mil pulseiras de identificação durante o verão. Em determinados casos, principalmente se estiverem alcoolizados, os pais poderão ser responsabilizados e responder inquérito na Polícia Civil”, alertou o comandante.

O trabalho dos bombeiros acontecerá, mais intensivamente, em 67 balneários de mar e rio, com serviços de prevenção e proteção. O planejamento deste ano oferece uma cobertura 40% maior em relação ao ano passado. O efetivo que será utilizado será de 790 homens, que contam com apoio logístico de embarcações e de materiais e equipamentos, como postos de guarda-vidas, boias de sinalização, pulseiras de identificação de crianças e material informativo. Também faz parte da ação do Corpo de Bombeiros o atendimento pré-hospitalar em postos avançados, orientação sobre os horários de marés e apoio aéreo. Serão utilizados 107 socorristas nos balneários e estradas.

Perícias

Outro órgão integrado à operação “Verão na Paz, é a gente que faz” é o Centro de Perícias Científicas (CPC) Renato Chaves. Além dos centros regionais e da sede, na capital, a população contará ainda com uma base em Salinópolis, com os serviços do Instituto de Criminalística e Instituto Médico Legal. Uma unidade móvel de perícia também fará o trabalho itinerante, disponibilizando perícias sexológicas, de lesão corporal, constatação de drogas e local de crime. O acionamento da perícia é feito somente pelas autoridades policiais ou judiciárias. Portanto, se o veranista precisar, deverá primeiramente entrar em contato com o Centro Integrado de Operações (Ciop), pelo telefone 190.

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias