Connect with us


Pará

Estado PA e Bancada Federal irão redirecionar R$ 246 mi das emendas para combate ao coronavírus

Publicado

em

Após reunião com o governador Helder Barbalho, os deputados federais e senadores paraenses decidiram remanejar R$ 246 milhões, oriundos de emendas impositivas da bancada federal, para as ações desenvolvidas pelo Governo do Estado na contenção e enfrentamento ao novo coronavírus.  A reunião entre o governador e parlamentares foi realizada, na tarde desta quarta-feira (25), no Palácio do Governo, em Belém.

Na oportunidade, Helder Barbalho agradeceu aos gestores o senso de prioridade e afirmou que os recursos serão importantes para implementação de ações estratégicas como, por exemplo, a instalação de quatro estruturas hospitalares temporárias, popularmente conhecidas como Hospital de Campanha. Somente nesta medida, serão criados 720 novos leitos em diferentes regiões do Estado.

“É importante valorizar a parceria entre o Governo, deputados e senadores que, em Brasília, articulam e atuam nos interesses do Estado. Por conta da pandemia, vamos redirecionar os recursos para investimentos em nossas ações”, agradeceu o governador Helder Barbalho.

Frentes de combate ao novo Coronavírus

Desde o último dia 16 de março, o Governo do Pará recorre a um amplo arcabouço legal, formado por decretos, portarias e outras determinações publicadas no Diário Oficial do Estado, visando fortalecer o combate ao novo coronavírus, causador da Covid-19. As iniciativas priorizam a prevenção ao contágio e a proteção de toda a população paraense.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

PARAUAPEBAS: Estradas da Carimã e Cedere I recebem serviços de drenagem

Publicado

em

A Prefeitura de Parauapebas executa agora obras de drenagem na zona rural do município. Os serviços vão melhorar ainda mais a vida dos moradores da Carimã, Cedere I e entornos, garantindo mais segurança e conforto para quem trafega pela estrada. E o que é melhor: irá facilitar o escoamento da produção rural e aquecer o comércio local.

Atento aos riscos do Coronavírus e preocupado com o bem-estar e saúde do trabalhador, o governo cobra dos prestadores de serviço o uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) necessários para execução da obra e prevenção do Covid-19.

“Todos estão portando os equipamentos necessários de proteção individual e os nossos funcionários acima de 55 anos e que possuem doenças crônicas estão em casa. Mas o trabalho não pode parar. A gente tem que ter consciência que tem que prevenir, mas a cidade não pode parar”, explicou o encarregado da obra do Cedere I, André Ramos.

Moacir Alcantara mora na VS14, Cedere I, há 33 anos. Pioneiro na região, ele fala com propriedade sobre a importância da obra. “A gente sofre muito aqui devido às estradas porque aqui passam vários transportes de leite, ônibus escolar, produção rural. Então essa obra é muito importante pra nós, moradores aqui da região. É uma alegria pra gente, valeu a pena, nós estávamos aguardando por ela”, comemorou. (Rayssa PajeúFoto: Irisvelton Silva)

Continue lendo

Pará

MARABÁ: Polícia Federal apreende 200 toneladas de manganês que seriam exportadas ilegalmente

Publicado

em

A Polícia Federal apreendeu, no final da tarde desta sexta, 27, em Marabá, na região de Carajás, estado do Pará, dois caminhões de grande porte (bitrem) que transportavam, sem autorização legal, aproximadamente 200 toneladas de minério de manganês.

A ação se deu em cumprimento à ordem judicial, expedida pela 2ª Vara Federal de Marabá, após representação da autoridade policial local.

Os caminhões, carregados com o minério, tinham como destino o porto de Barcarena-PA, de onde partiriam, de forma ilegal e clandestina, para o exterior.

A apreensão é fruto do trabalho desenvolvido pela Policia Federal na desarticulação da exploração ilegal do minério na região, que culminou com a Operação “Rota do Minério”, deflagrada no dia 07 de fevereiro de 2020. A referida matéria prima pertence à União Federal, e sua exploração sem as devidas licenças configura crime contra o patrimônio, na modalidade usurpação, além de crime ambiental.

Após a apreensão dos veículos, foi instaurado inquérito policial para a identificação dos motoristas e proprietários dos caminhões, que irão responder pelo crime previsto no artigo 2º, §1° da lei n° 8176/91, com pena prevista de até cinco (5) anos de detenção, além do artigo 55 da lei de crimes ambientais ( lei n° 9.605), com pena de detenção de até um ano.

Continue lendo

Pará

PARAUAPEBAS: Surge primeiro caso confirmado de caronavírus. No PA sobe para 17

Publicado

em

Mais um paciente testou positivo para o novo coronavírus (Covid-19) no Pará. A informação foi divulgada na manhã deste sábado (28) pela Secretaria de Saúde do Estado do Pará (Sespa). Com no novo registro, chegam a 17 o número de casos no estado.

De acordo com a Sespa, o paciente é um homem, de 25 anos, de Parauapebas, que contraiu o vírus durante uma viagem à Itália. A Secretaria não disponibilizou mais detalhes sobre o estado de saúde do paciente.

Segundo o último boletim emitido pela Sespa, o Pará possui 89 casos em análise e 506 descartados.

De acordo com a Sespa, três casos confirmado de Covid-19 foram de contágio em solo paraense. Os outros 14 casos positivos foram importados de outras regiões.

Um decreto estadual estabeleceu medidas de prevenção contra o novo coronavírus. Shoppings, bares e restaurantes estão fechados. Aulas estão suspensas. Órgãos públicos funcionam em regime de escala remota ou com atendimento reduzido. Terminais rodoviários e hidroviários já não podem mais fazer viagens interestaduais, bem como voos internacionais estão proibidos de pousar em Belém.

Durante a coletiva realizada no domingo (22), o governador Helder Barbalho informou que a capacidade de testagem do Pará deve dobrar com os novos investimentos. “Novos equipamentos vão chegar ao Laboratório Central do Estado, o Lacen, que devem dobrar nossa capacidade de testagem. Já avançamos muito nos resultados. São 101 casos descartados. Também estamos procedendo com a compra dos testes rápidos”, revelou

Continue lendo
publicidade