Estudantes de escolas públicas e privadas de todo o Bico do Papagaio, se juntam a outros do Brasil inteiro e fazerem neste sábado (28) as provas da segunda fase da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). As provas começam a ser aplicadas às 14h30 (horário de Brasília).

Esta é a 15ª edição da Olimpíada, que tem como tema os povos indígenas.

Os estudantes podem verificar onde será aplicada a prova na página da Obmep.

Nesta fase, os alunos que se classificaram na primeira fase da competição responderão a seis questões discursivas. Eles terão três horas para respondê-las, mas os que fazem a prova em braille, a prova ampliada ou que precisem de acompanhante terão até quatro horas.

O nome dos vencedores da competição será divulgado no dia 3 de dezembro e os prêmios serão entregues no decorrer do próximo ano.

A Obmep é voltada para estudantes do 6º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio e premia separadamente alunos de escolas públicas e privadas. Os candidatos de escolas públicas concorrem a 6,5 mil medalhas – 500 de ouro, 1,5 mil de prata e 4,5 mil, de bronze, além de 46,2 mil certificados de menção honrosa. Já os alunos de escolas particulares receberão 975 medalhas – 75 de ouro, 225 de prata e 675 de bronze, além de 5,7 mil menções honrosas.

Os ganhadores de medalhas de ouro participarão de uma cerimônia nacional que normalmente ocorre no primeiro trimestre do ano seguinte à realização da Olimpíada. “Como a Obmep é nacional, podemos escolher determinado estado para fazer essa premiação”, disse Érika. “O ideal é que essa premiação rode mesmo. Como é um programa nacional, todos os estados podem ser contemplados com essa cerimônia”, acrescentou.

As medalhas de prata e bronze e as menções honrosas são entregues em cerimônias regionais. Professores, escolas e secretarias de Educação também concorrem a prêmios, de acordo com o desempenho dos alunos na segunda fase.

Criada em 2005,, a Olimpíada é realizada pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa), em parceria com os ministérios da Educação e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. A Sociedade Brasileira de Matemática apoia a competição.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.