Connect with us

Tocantins

Evento em parceria com Sebrae reúne educadores de todo o Tocantins

Publicado

em

Nesta segunda e terça-feira, 21 e 22, profissionais de todo o Estado participam do I Simpósio de Educação da Regional Portal do Jalapão. O evento, gratuito e on-line, é uma realização da Prefeitura de Porto Nacional, em parceria com o Sebrae, com abordagem nas Novas Aprendizagens em Uma Nova Escola – Estreitando Fronteiras.  Interessados podem se inscrever pelo link http://bit.ly/estreitandofronteiras e a transmissão será pelo canal do Sebrae Tocantins, no Youtube.

“A ideia do Simpósio surgiu a partir da observação que fizemos neste período de pandemia, sobre o fato de educadores e escolas terem que se reinventar para levar o ensino e aprendizagem para os alunos da rede. A parceria do Sebrae neste evento é importante, porque visualizamos que podemos ir mais longe com o apoio de todos”, enfatizou a diretora pedagógica da Secretaria Municipal de Educação de Porto Nacional, Alexandra Albuquerque Gomes.


A coordenadora de Educação Empreendedora do Sebrae, Izana Assunção, ressaltou o papel da instituição de fortalecer as escolas no sentido de fomentar o empreendedorismo. “Queremos reforçar o protagonismo dos professores e estudantes e tornar as escolas mais empreendedoras, inspirando alunos e professores”, destacou.

A programação conta com os temas de ensino e avaliação durante e pós pandemia, modelos híbridos e flexíveis de ensino, Inteligência Emocional na Adversidade, além de interação entre as secretarias municipais e sorteio de livros. Um dos palestrantes é o professor doutor Hamilton Werneck. Autor de 26 livros, entre eles, “Se você finge que ensina, eu finjo que aprendo”, ele vai abordar Como Ensinar Bem e Avaliar Melhor na Pandemia e Pós-Pandemia. “

A analista e gestora do Sebrae de Porto Nacional, Milena Rodrigues, afirmou que a instituição “não poderia ficar de fora de um evento como esse, logo que apoia as empresas do Estado, capacitando-as para cumprir com eficácia o seu papel no processo de desenvolvimento econômico e social”, pontuou.

Programação

21/06

8h – Abertura

9h – Tema: Como Ensinar Bem e Avaliar Melhor na Pandemia e Pós-Pandemia – Professor doutor Hamilton Werneck.

14h – Tema: Modelos Híbridos e Flexíveis – Professora doutora Arlenes Spada

16h – Case Escola de Araguaína  – Professora mestra Elisangela Silva de Sousa

22/06

8h – Acolhimento e interação no chat com secretarias municipais de Educação da Regional

9h – Inteligência Emocional na Adversidade – Professor e master treinador Emerson Pinduka

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

Conheça o rito do impeachment de Carlesse

Publicado

em



Continue lendo

Tocantins

Leia a denúncia completa que desencadeou a abertura de impeachment contra Carlesse

Publicado

em

Clique AQUI leia a representação por crime de responsabilidade, acatada pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Antônio Andrade (PSL), nesta terça-feira, 7, feita pelo advogado Evandro de Araújo de Melo Júnior, que culminou na abertura de impeachment, contra o governador afastado, Mauro Carlesse (PSL).

Continue lendo

Tocantins

Menos de 1% das pessoas com deficiência no Tocantins estão no mercado de trabalho formal

Publicado

em

No mês de dezembro é comemorado o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência (3 de dezembro) que visa conscientizar a sociedade sobre a igualdade de oportunidades a todos os cidadãos. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados neste ano, no Tocantins, cerca de 142 mil pessoas possuem algum tipo de deficiência. Em se tratando do mercado de trabalho, as pessoas com deficiência ainda enfrentam muitos desafios quanto à sua inclusão. Segundo dados da última Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), de 2019, estima-se que no Tocantins somente 628 PcDs possuam vaga no mercado formal de trabalho, revelando uma porcentagem baixíssima de empregabilidade, inferior a 1%. 

No Brasil, de acordo com a Lei nº 8.213/91, toda empresa com mais de 100 funcionários deve ter de 2% a 5% dos cargos oferecidos preenchidos por pessoas com deficiência. “Sem a Lei de Cotas, os deficientes jamais teriam a oportunidade de serem contratados ou realizar um trabalho digno. Reconheço que ainda temos muito o que vencer, porém a luta por igualdade nos direitos vem sendo cada vez mais positiva. Com essa Lei consigo ir além, pois creio que há esperança na inclusão como parte da diversidade e da igualdade de oportunidades a todos os deficientes”, comenta Débora.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze